terça-feira, 12 de março de 2013

Coluna da terça-feira

     PPS acena para Eduardo
Em entrevista ao Frente a Frente de ontem, que agora chega a Alagoas pela Maragogi FM, o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, disse que há uma tendência do partido em apoiar o projeto presidencial do governador Eduardo Campos.
“O partido como um todo e eu, particularmente, trabalhamos nessa direção sem descartar alternativas”, disse o líder pós-comunista. O ex-senador por Pernambuco atua, hoje, em São Paulo, onde se elegeu deputado federal nas últimas eleições.
Freire entende que o PSB tem uma proposta boa para o País e uma liderança que desponta como a grande novidade no processo da sucessão de 2014, referindo-se a Eduardo.
“Qualquer alternativa que surja com força para tirar o PT do poder conta com o nosso apoio e Eduardo tem sido apontado como uma grande opção para liderar um bloco de oposição em torno da sua candidatura. Se ele vier de fato a se candidatar nós vamos analisar com todo carinho e atenção”, adiantou.
As declarações de Freire foram feitas, coincidentemente, no mesmo dia em que o jornal Financial Times incluiu o governador pernambucano na lista das 25 personagens brasileiras em destaque.
O PPS, segundo Freire, trabalha também com o cenário de alinhamento à reedição da aliança nacional com o PSDB e já chegou a convidar Marina Silva para ingressar no partido antes dela partir para viabilizar a sua Rede.
Como o PSDB está dividido e Aécio assume ainda uma postura discreta, Freire aposta mais na formação de um bloco de sustentação da candidatura de Eduardo. E tem conversado – e muito – com o governador nos últimos dias.
PAROU GERAL– De imediato, o Governo cuidou de desmentir a matéria do Estadão apontando um recrudescimento nas transferências de recursos da União para o Estado. O jornal trabalhou com números do próprio Governo e é sabido que as obras federais no Estado, a começar pela transposição do São Francisco, andam quase parando. Isso sem falar na mais importante delas – a refinaria, atrasada já em dois anos.
Pé no freio - Como se comportará o vereador Raul Jungmann, que integra hoje a bancada de oposição a Geraldo Júlio na Câmara do Recife, se o PPS fechar com a candidatura presidencial de Eduardo? Sabendo que essa é uma possibilidade real, Jungmann passou, nos últimos dias, a por o pé no freio.





Pacto em debate - Governadores de todo o País têm encontro agendado, amanhã, em Brasília, no Congresso, uma semana após a derrubada do veto à lei dos royalties, que gerou uma encrenca entre Estados produtores e não produtores. A pauta da reunião passa pela discussão de projetos que estabeleçam um novo pacto federativo entre União, Estados e Municípios, bandeira de Eduardo.
Falência municipal - Uma das estrelas do encontro com os governadores, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), considera falido o sistema atual de distribuição do bolo orçamentário. “Eu sou de um tempo em que os municípios eram pobres, hoje eles estão paupérrimos, falidos”, disse. E os Estados, segundo ele, também perdem autonomia.
Mais um apagão - A Celpe continua penalizando os municípios pernambucanos do Sertão. Depois do Pajeú, ontem foi a vez de Floresta sofrer um apagão de duas horas, entre 14 e 16 horas, sem dar a menor sinalização à população, que sofreu transtornos e prejuízos. A privatização da Celpe não foi verdadeiramente um salto de modernidade, mas um atraso.

CURTAS
SEM USINA– Itacuruba, no Sertão de Itaparica, está fora dos planos do governo de receber uma usina nuclear para reforçar o abastecimento de energia do Nordeste. O presidente da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, anunciou, ontem, que a região prioritária é o Sul do País.
ANIVERSÁRIO – O governador Eduardo Campos, que amanhã estará em Brasília para a reunião dos governadores com o Congresso, participa, hoje, ao lado do prefeito Geraldo Júlio, do corte do bolo de aniversário do Recife. O evento está programado para às 9h30m, na praça do Arsenal, no Recife Antigo.
Perguntar não ofende: Dilma vai se render ao coro dos governadores em favor de um novo pacto federativo?
'Pela bênção dos homens de bem a cidade se exalta, mas pela boca dos perversos é derrubada'. (Provérbios 11:11)

Nenhum comentário:

Postar um comentário