terça-feira, 30 de junho de 2015

Processo de cassação de Odon Ferreira é arquivado na Câmara


Multidão que ficou do lado de fora acompanhou a votação na Câmara, que foi protegida sob forte esquema policial - Foto: Ney Lima.

Terminou há poucos minutos a sessão que definiu o futuro político do prefeito Odon Ferreira (PSB).

O prefeito fora acusado de cometer improbidade administrativa após ter feito, sem licitação, a compra de R$ 10 mil em buquês de rosas que foram distribuídas no Dia das Mães, sendo que, de acordo com as denúncias de vereadores, a dispensa de licitação só podia ser feita com valores de até R$ 8 mil ou se o município estiver em situação de calamidade pública.

Além dessa denúncia, as rosas que foram compradas teriam custado R$ 4,00 cada sendo que, de acordo com os vereadores, o preço médio de cada uma no mercado é de R$ 0,50.

Na sessão de hoje, para que o prefeito fosse cassado, seriam necessários os votos favoráveis de 09 dos 13 vereadores, o que equivalia a dois terços, mas o objetivo da oposição não foi alcançado graças a uma surpresa: a abstenção ao voto por três vereadores.

O pedido de cassação obteve 07 dos 09 votos necessários e o processo acabou sendo arquivado.

Confira o resultado:

A favor da cassação: 07 votos

Nilton de Enoque (PSB)
Birino do São João (PSB)
Zé Boim (PSDB)
Morica (PSL)
Marcos Serafim (PSB)
Dió do São João (PTC)
Fábio Araújo (PSDB)

Contra a cassação: 03 votos

Loló (PTB)
Rossana (PSD)
Arimatéia (PSD)

Abstenções: 03 votos

Fábio Florentino (PT)
Maviael (PSL)
Zé Neto (PSD)

Blog Ney Lima 



Seu café com mais sabor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário