sexta-feira, 24 de julho de 2015

Polícia prende, em Santa Cruz do Capibaribe, um dos bandidos mais perigosos do Nordeste


Imagem enviada via WhatsApp - Grupo Patrulha do Agreste

Na quarta-feira (22) foi preso, em Santa Cruz do Capibaribe, o principal suspeito de comandar uma rede de tráfico de drogas, que era financiada com dinheiro oriundo de assaltos a bancos.

A operação, batizada de “Phantom” (ou Fantasma) foi realizada com policiais de Pernambuco e da Paraíba. O nome da operação foi dado pelo modo em que ele atuava se escondendo da polícia, através de falsificação de documentos.

O preso, José Ricardo de Souza Silva, é o principal suspeito de chefiar três equipes menores, onde cada uma delas tinha uma função definida para que os assaltos a banco tivessem êxito.

De acordo com o delegado da Polícia Civil que está a frente das operações, Állan Murilo Terruél, que realizou uma coletiva nesta quinta-feira (23) em João Pessoa (PB) para dar detalhes sobre a operação, uma parte do grupo seria encarregada de conseguir os explosivos que seriam usados para destruir caixas eletrônicos, já outro grupo conseguia os veículos para serem utilizados nos assaltos e a terceira equipe sitiava as cidades escolhidas para os crimes e as agencias bancárias.

As investigações que culminaram na prisão de José Ricardo tiveram início há cerca de dois meses e o grupo comandado por ele teria feito assaltos recentes em, pelo menos, três cidades, sendo duas na Paraíba (Boqueirão e Taperoá) e uma em Pernambuco (Poção).


Foto: Diogo Almeida - G1.

Os assaltos, de acordo com o delegado, teriam rendido pelo menos R$ 1 milhão. José Ricardo negou a participação na quadrilha, mas a polícia já sabe que outras ramificações criminosas em outros estados do Nordeste seriam auxiliadas por ele.

José Ricardo também tem três mandados de prisão em aberto em seu desfavor, sendo o primeiro deles expedido em 2010 pela comarca de Goiânia (PE) por roubo e formação de quadrilha, o segundo expedido em Itambé (PE) por homicídio e o terceiro na Paraíba, mais precisamente em Bayeux, por roubo em 2013.

Ele será encaminhado ao presídio em João Pessoa e irá passar por outros interrogatórios, sendo cogitada a possibilidade dele entrar no sistema de delação premiada.

Blog Ney Lima 




Dê um toque especial na sua decoração

Nenhum comentário:

Postar um comentário