quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Polícia Civil ameaça nova paralisação de atividades no Estado


Em entrevista concedida à Rádio Jornal nessa terça-feira pelo Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), os trabalhadores ameaçam que poderão cruzar os braços mais uma vez a qualquer momento.

Segundo o vice-presidente do Sinpol, Rafael Cavalcante, os policiais já recorreram ao diálogo com o governo do Estado mas não houve resultado.”Buscamos mostrar a importância dos serviços investigativos prestados em Pernambuco, que não funcionam como merecem. Procuramos o diálogo com o governo do Estado para solucionar este problema. Depois de seis reuniões e paradas, não houve nenhuma sinalização de melhora nos quadros da Polícia Civil de Pernambuco”, declarou Rafael.

O representante do sindicato confirma aumento no número de casos de crime no Estado, como o crescimento de assaltos a bancos em 300% nos seis primeiros meses do ano, o número de assaltos a ônibus que cresceu 30% e o aumento de 70% nos índices de furto de veículos nos seis primeiros meses do ano. “A criminalidade está vendo que a situação está frouxa. A polícia tem cota de combustível para rodar e, depois, a viatura tem que ficar parada. A polícia sequer tem colete à prova de bala. O bandido entende que a polícia é ineficiente, que não tem condições de prendê-lo”, afirma Rafael Cavalcante.

Do NE10




Preço e qualidade é aqui..

Nenhum comentário:

Postar um comentário