segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Falecimento de mulher residente em São Domingos é alvo de boatos devido a surto de virose


Fotos: Thonny Hill

Nesta segunda-feira (16) o falecimento de uma mulher de 39 anos, residente no distrito de São Domingos (de Brejo da Madre de Deus), estava ganhando repercussão nas redes sociais e grupos de WhatsApp.

O fato que chamava a atenção é que a morte de Hildimery Calado da Silva estava sendo associada nesses meios ao surto de virose que acomete mais de 100 cidades no estado.

Fomos até o velório da mesma para checar a informação, velório este que acontece em Santa Cruz do Capibaribe e conversamos com familiares e também com André José de Aquino, esposo de Hildimery.

De acordo com eles, Mery (como era mais conhecida) estava doente com a virose e chegou a ser levada para a policlínica em São Domingos. Algumas horas depois, o quadro de saúde piorou, chegando a óbito após uma parada cardíaca.

O corpo, através de pedido de familiares, foi necropsiado no IML em Caruaru e, de acordo com a certidão de óbito, ela não faleceu em decorrência de sintomas que são associados ao surto como febre alta, dores de cabeça e pelo corpo, inchaço nas articulações, manchas vermelhas entre outros, mas sim de um ataque cardíaco, edema pulmonar e esteatose hepática (gordura no fígado).

Até o momento, não se tem registro de óbitos relacionados diretamente ao surto na região. O corpo está sendo velado na Central de Velórios e será sepultado as 9h de terça-feira (17) no cemitério São Judas Tadeu (cemitério antigo).


Trecho da certidão de óbito, que atesta a causa da morte (clique para ampliar)


Blog Ney Lima 


Vereador que apoia este trabalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário