quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Reunião entre Ministério Público, Estado e Secretaria de Saúde discute combate ao surto de virose em Santa Cruz


Fotos: Thonny Hill

Na manhã desta terça-feira (24) foi realizada uma reunião sede do Ministério Público (MP) em Santa Cruz do Capibaribe.

Na reunião, que foi realizada a portas fechadas, estiveram presentes do secretário de saúde do município, Breno Feitosa, além dos promotores Dr. Daniel Martins e Dr. Iron Miranda, de representantes da IV Gerência Regional de Saúde (Geres) e da Coordenadoria Estadual de Prevenção a Dengue e a Febre Amarela.

O assunto principal foi a busca por soluções de enfrentamento ao surto de virose que assola o município.

Prefeitura deve enviar informações sobre o que está sendo feito para diminuir o número de casos

Após mais de duas horas de reunião, de acordo com o promotor Daniel, foram apresentados, pelo secretário, dados de ações emergenciais que já estariam sendo realizadas na questão de combate ao mosquito Aedes aegypti.

O inseto é tido até o momento como principal vetor para disseminação do surto. O promotor também destacou a recomendação para que a prefeitura forneça outras informações.

Entre elas estão a quantidade de medicamentos que estão disponíveis para a população no combate aos sintomas, o compartilhamento com a imprensa das medidas de prevenção e combate aos focos dos mosquitos dentro dos domicílios.

Campanhas educativas de combate ao mosquito devem começar o mais rápido possível, diz promotor

Outra recomendação do MP e que a prefeitura realize campanhas educativas para que a população possa se engajar nessas ações de combate ao mosquito. O material a ser divulgado, de acordo com o promotor, também será monitorado.




Ainda segundo o promotor, a prefeitura deve fornecer mais outros dados como a quantidade de Agentes de Controle de Endemias (ACE) que estão atuando, além da realização de concurso público para a contratação de mais profissionais da área e também de novos Agentes de Controle de Saúde (ACS).

“Existe um prazo de 10 dias para que a prefeitura possa prestar essas informações. Ela já prestou em parte essas informações, mas estamos pedindo a complementação do que foi dito aqui. Em relação a continuidade desse monitoramento pelo Ministério Público, isso continuará a ser feito e, a partir daí, será feita essa avaliação e, se necessário, novas reuniões para tratar de como combater esse surto” – pontuou.

Blog Ney Lima 



Fone 81 8235-7724 e peça a sua Pizza Org:  Geazir e Rose

Nenhum comentário:

Postar um comentário