segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Relato de um crime brutal Motorista de van em que mulher foi assassinada faz relato chocante sobre momento em que grupo era refém de bandidos



Motorista observa local onde tiro atingiu a cabeça da vítima de 55 anos.

Em entrevista concedida ao repórter policial Fernando Lagosta, o motorista da van que trazia cinco mulheres da cidade de João Câmara (RN), que iriam fazer compras em Toritama e em Caruaru, relatou como foram os minutos de terror que passou refém de criminosos armados.

No crime, uma mulher de 55 anos, Edite de Sousa, acabou morta com um tiro na cabeça. Na entrevista, o motorista não soube precisar quanto tempo a ação criminosa durou, mas falou sobre a atitude violenta dos criminosos enquanto as outras vítimas eram roubadas e Edite agonizava dentro da van, ferida mortalmente na cabeça.

“Ele veio logo atirando, não mandou parar, nem nada… Já parei com as balas, muita bala… Infelizmente veio a óbito minha amiga e ainda estou em estado de choque viu! Vinham cinco mulheres e eu. Eram três bandidos, fora o motorista. Eles nos levaram para uma estrada carroçal e ficaram ameaçando de atirar na minha cabeça. Me chamaram de velho safado, de sem vergonha, porque não parei. Eu não vi se eles fizeram algo para eu parar. Só vi os tiros. Consegui chegar aqui a Santa Cruz, onde prestaram os primeiros socorros, mas ela estava sem vida” – disse.

O motorista citou também que Edite, durante a viagem, chegou a trocar de lugar com outra mulher, que desejava ir no banco da frente.

“Ela, eu e ela na frente, por um milagre. Se não tivesse trocado de lugar com a outra, seria ela que tinha morrido”- disse.

Ele frisou que viaja há mais de 20 anos para a região do Polo, mas citou que fazia o mesmo em um taxi menor e mudou de carro, justamente, para não chamar a atenção de bandidos.

Visivelmente abalado, ele relatou que nunca mais viria a essa região e o sentimento ao ver a passageira, que era sua amiga, morta.

“Não venho mais, já decidi. Não tenho mais gosto. Sempre que eu for vir aqui, vou lembrar dela. Ela era uma pessoa muito próxima a mim” pontuou.


Blog Jataúba News 

Org: Josemir

Nenhum comentário:

Postar um comentário