terça-feira, 15 de março de 2016

Escolas públicas interrompem atividades com paralisação nacional dos professores


Foto: EBC.com

Em participação no programa Rádio Debate desta terça-feira (15), as representantes do Sindicato Único dos Profissionais do Magistério Público das Redes Municipais de Pernambuco (Sinduprom-PE), Elieudes Bezerra e Luciene Cordeiro, falaram da adesão da categoria, em Santa Cruz do Capibaribe, a paralisação nacional.

A paralisação acontece hoje e termina na próxima quinta-feira (17). Entre as pautas de reivindicações, no âmbito da esfera local, estão a não terceirização do ensino, a realização de concurso público, o não parcelamento de salários e a reorganização das escolas.

De acordo com Elieudes, a adesão em Santa Cruz do Capibaribe é de 95% dos efetivos e muitos dos contratados também aderiram a paralisação. Já segundo Luciene, a reivindicação de um concurso público é urgente já que, segundo ela, há uma grande quantidade de contratados.

“Não estou aqui desmerecendo os professores contratados. São companheiros que realizam o mesmo trabalho que os efetivos, mas infelizmente são pressionados. Seus salários atrasam, não podem falar porque perdem o emprego… Se não estou enganada, ainda falta a eles receber o 13º e eles não vem para a luta porque não podem, porque senão seu contrato não é garantido no ano seguinte” – disse.

Segundo ela, o último concurso realizado no município foi no ano de 2008, com chamamento dos aprovados em 2009.

Secretaria de Educação confirma adesão quase total da categoria

Entramos em contato com a Secretaria de Educação à procura de números e se havia alguma escola da rede municipal que estivesse funcionando.

De acordo com uma das funcionárias, a adesão à paralisação foi quase que total, onde as 25 escolas da rede municipal estão com suas atividades paralisadas até quinta-feira.

Professores efetivos e contratados confirmaram a adesão ao movimento. Somente na rede municipal, são mais de 8 mil alunos sem aulas.

Blog do Ney Lima 



Vereador que apoia este trabalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário