quarta-feira, 11 de maio de 2016

Delcídio do Amaral tem seu mandato cassado pelo Senado Federal


Na noite desta terça-feira (10) o Senado Federal aprovou o projeto de resolução que determina a cassação do mandato do ex-líder do governo na Casa, Delcídio do Amaral (sem partido/MS). O presidente do Senado, Renan Calheiro, proclamou o resultado, onde 74 senadores votaram pela cassação do mandato, um se absteve e nenhum votou contra.

A única abstenção foi do senador João Aberto (PMDB-MA), presidente do Conselho de Ética no Senado. O mandato de Delcidio só se encerraria em 2018. Com a decisão do Senado, ele fica inelegível por oito anos a partir do fim do mandato, ou seja, não poderá concorrer a cargos eletivos nos próximos 11 anos.

Amaral foi preso pela Polícia Federal (PF), em novembro do ano passado, por tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato ao oferecer R$ 50 mil mensais à família de Nestor Cerveró para tentar convencer o ex-diretor da Petrobras a não fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF). Delcídio foi solto em fevereiro após fechar um acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República. 

Com a cassação do senador o seu suplente já pode assumir naquela que é a sessão mais importante do Senado nos últimos 25 anos. Pedro Chaves dos Santos Filho, de 75 anos, é um empresário do Mato Grosso. Ainda não se sabe como o novo senador votará no processo de Impeachment.


Nenhum comentário:

Postar um comentário