segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Após rebeliões, presidente da Funase é demitido em Pernambuco


No início da noite desta segunda-feira (31), o governo de Pernambuco anunciou a demissão do presidente da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), Moacir Carneiro Leão. Por meio de nota, a assessoria do governador Paulo Câmara informou que o advogado Roberto Franca é quem vai assumir o cargo a partir da próxima quinta-feira (3), em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas.

O anúncio foi feito após o Estado enfrentar o seu pior momento na área socioeducativa. Nos últimos cinco dias, 11 adolescentes foram assassinados dentro de unidades da Funase. Um dado alarmante e nunca visto nos 50 anos da instituição. O último motim ocorreu na noite do último domingo (30), no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Caruaru, e terminou com a morte de sete adolescentes, entre mutilados e queimados. Há menos de uma semana, uma rebelião na unidade da Funase do município de Timbaúba deixou quatro adolescentes mortos.


A nomeação do novo presidente da Funase será publicada, nesta terça-feira (01), no Diário Oficial do Estado.
Perfil

Roberto França Filho nasceu no Recife em 20 de maio de 1951. É formado em Direito pela Faculdade de Direito do Recife (UFPE, 1974). Franca foi secretário de Gabinete do então senador Marcos Freire (1975-1978). De 1978 a 1980, foi secretário de gabinete na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Em 1980, passou a presidir o Centro de Cultura Professor Luís Freire, em Olinda, cargo no qual permaneceria durante dois anos. Entre 1985 e 1986 presidiu a Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Olinda e Recife.

Foi secretário de Justiça de Pernambuco do segundo Governo Miguel Arraes, de 1988 a 1990, quando passou a comandar a Secretaria de Segurança Pública. Em 1990, Roberto Franca foi eleito deputado federal. Em 1995, no terceiro Governo Arraes, voltou a assumir a Secretaria de Justiça, onde permaneceu até o final da gestão.

Atualmente, Franca é um dos integrantes da Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara.

Fonte: NE10.


Farmácia do Trabalhador

Nenhum comentário:

Postar um comentário