terça-feira, 18 de outubro de 2016

Falta de chuvas complica ainda mais situação da principal barragem de Brejo



Volume diminuiu 5% em oito dias – Foto: Blog Manhã Nordestina

Uma notícia negativa volta a gerar preocupação em Brejo da Madre de Deus. Trata-se do baixo volume (mais uma vez) de água armazenada pela barragem de Santana II, principal manancial daquele município.

De acordo com dados divulgados pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), o volume atual da barragem é de apenas 10% de sua capacidade total, que é de pouco mais de 500 mil m³ de armazenamento.

Vale destacar que, segundo a Compesa, na tentativa de preservar o manancial e evitar o colapso do abastecimento da cidade, a Compesa promoveu uma mudança no rodízio de Brejo.

O novo calendário mostra que a cidade receberá água a cada duas semanas e não mais uma vez por semana como é atualmente. Oito dias antes, a mesma barragem estava com 15,8% de sua capacidade.

Blog do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário