sexta-feira, 28 de outubro de 2016

TRE-PE deve adiar votação de recursos sobre impugnação de candidatos a prefeito e vereador


A votação de recursos sobre impugnação de candidatos a prefeito e vereador deve ser adiada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Pernambuco para depois do segundo turno. É que um dos desembargadores que compõem o pleno teve que retornar ao Tribunal de Justiça (TJPE), para ocupar a vaga de corregedor-geral deixada por Roberto Lins, falecido no início do mês.

Um suplente passará a ser titular no Tribunal Eleitoral, mas, como ainda não tomou posse, a opção seria prorrogar o julgamento de ações mais complexas, evitando assim questionamentos futuros em relação ao quórum.

Ontem, as votações foram restritas a questões administrativas e contestações da propaganda eleitoral. Os desembargadores voltam a se reunir nesta quinta e na sexta-feira, para julgar diferentes recursos. A votação em segundo turno será domingo. Após o primeiro turno, o TRE ainda acumulava 90 processos de impugnação para julgar, parte deles de candidatos que mesmo sub judice tiveram votação suficiente para se eleger. Informações extraoficiais dão conta de que ainda restariam 70 casos esperando uma definição do tribunal. Prazos mais curtos para registro de candidatura atrapalharam o andamento dos processos.

Entre as candidaturas majoritárias que esperam definição, está a de João Mendonça (PSB), que tenta a reeleição em Belo Jardim, no Agreste, e que já foi indeferida em primeira e segunda instâncias. Um embargo, pedindo para o TRE revisar a decisão, está na fila de espera para ser apreciado. Também estaria na lista a revisão da impugnação dos candidatos mais votados para prefeito em Jataúba e Água Preta.

Outra impugnação, a do candidato mais votado em Ipojuca, Romero Sales (PTB), encontra-se no Tribunal Superior Eleitoral e, segundo a acusação, já conta com parecer do Ministério Público Federal confirmando o indeferimento.

PE Noticias 



Apoia este trabalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário