sábado, 25 de fevereiro de 2017

Após tenso protesto no Centro do Recife, associação de PMs garante que não haverá greve durante folia

 


O manifesto dos policiais militares de Pernambuco, liderado pelo movimento das esposas, durou quase seis horas e terminou por volta das 22h esta sexta (24), em frente ao prédio da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), no Centro do Recife. 

O grupo de esposas deliberou que não haverá greve neste Sábado de Zé Pereira (24), durante a realização do Galo da Madrugada, no Centro do Recife - mas que os policiais "vão trabalhar se quiserem". O presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS), Albérisson Carlos, ressaltou que não haverá greve.
O protesto dos PMs foi tenso. Partiu da praça do Derby por volta das 16h e seguiu em direção à avenida Beira Rio, no bairro da Madalena, próximo da residência do governador Paulo Câmara. A categoria gritava palavras de ordem, afirmava que "não vai ter Galo" e que os policiais e suas famílias merecem respeito e respaldo do Governo. Segundo a esposa de Carlos, Verônica Souza, à frente da mobilização, nenhum representante do Governo compareceu ao movimento.

Quase três horas depois de início, o protesto foi cercado na avenida Conde da Boa Vista por PMs em atividade que estariam cumprindo ordens do Governo do Estado. O cerco foi feito com veículos e houve confusão. Os manifestantes retiraram um carro do BPTran, que estava parado em frente ao trio, "na força", balançando a viatura e a tirando do caminho do trio. [veja no vídeo abaixo] O repórter fotógrafico da Folha de Pernambuco Arthur de Souza teve a câmera empurrada.



Folha de PE



Colabora com esta pagina

Nenhum comentário:

Postar um comentário