sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Produtores de algodão do Mato Grosso conheceram o potencial de negócios do Moda Center Santa Cruz


Missão comercial pretende estreitar as relações comercias entre o Nordeste e seu estado natal, que responde por mais de 60% da plantação da fibra no país

Gestores do Moda Center Santa Cruz receberam na manhã desta quinta-feira (16), uma comitiva de integrantes da Associação Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampa). O grupo formado pelos empresários Alexandre Scheffer, Eraí Maggi e Décio Tocantins (respectivamente presidente, vice-presidente e diretor da instituição) estava acompanhado de Ricardo Tomczir, titular da pasta de Desenvolvimento Econômico daquele estado, que responde por mais de 60% do plantio desta lavoura em território nacional.

A missão veio conhecer o polo têxtil pernambucano e analisar a cadeia fabril relacionada a ele. Após ser apresentada aos números e à gigantesca estrutura do parque, o grupo saiu impressionado com o maior centro atacadista de confecções do país, localizado em Santa Cruz do Capibaribe.


“Estamos analisando os principais consumidores do algodão mato-grossense. Fiquei surpreso com o comércio na região. Souberam aproveitar bem a oportunidade e fazer a transformação da economia. Isso acaba estimulando o produtor do nosso estado a vir em busca desse mercado”, falou Ricardo Tomczir.

Eraí Maggi enfatizou o interesse da Ampa em estabelecer negócios com o empresariado local.


“Nossa visita tem como objetivo estreitar as relações comercias entre nosso estado e o Nordeste para que possamos fazer competividade frente ao algodão importado. Pretendo voltar para podermos amarrar os laços do mercado local com a economia mato-grossense”, destacou. Ele antecipou que pretende trazer o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Blairo Maggi para conhecer o potencial de negócios da região.


“Ficamos satisfeitos em receber a missão para mostrar um modelo de empreendedorismo que surgiu da necessidade de subsistência de um povo para compensar a falta de chuvas, por isto a agricultura inexiste na região. Com o passar do tempo percebeu-se a necessidade de organizar o comércio de confecções da nossa cidade e nasceu o Moda Center Santa Cruz. A região dispõe do que há de mais moderno no setor tanto em matéria-prima como em maquinário. Geramos cerca de 150 mil empregos e produtores de 54 cidades em um raio de 300 quilômetros vendem seus itens no nosso empreendimento”, afirmou Valmir Ribeiro, conselheiro consultivo do centro atacadista.

As informações de Ribeiro foram complementadas pelo consultor do Sebrae-PE que acompanhou a caravana ao parque, Romero Sobreira de Carvalho.


“Santa Cruz do Capibaribe é uma cidade precursora no polo de confecções e a maior consumidora de produtos têxteis na região, portanto é importante conhecerem a evolução e as etapas do processo”, enfatizou.


Informações da Assessoria


"O Abençoado" (81) 8189-4341 8219-2783 9396-8155 9741-3675 falar com Luciano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário