sexta-feira, 4 de maio de 2018

Pesquisa mostra empate técnico entre Paulo Câmara, Marília, Armando e Mendonça


Pesquisa do Instituto Múltipla (Arcoverde) realizada em todo o Estado de Pernambuco com 600 questionários, entre 27 de abril e 1º de maio, aponta empate técnico entre o governador Paulo Câmara (PSB), a vereadora Marília Arraes (PT), o senador Armando Monteiro (PTB) e o deputado Mendonça Filho (DEM) na disputa pelo governo estadual.

O governador tem 15,5% de intenções de voto, a vereadora 15%, o senador 14,5% e o ex-ministro da educação 11%. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais, para mais ou para menos.

A pesquisa, contratado pelo próprio instituto, está registrada no TRE-PE sob o número 03562/2018, e no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 00402/2018. Ela foi estimulada, isto é, com apresentação de um cartão ao eleitor com os nomes de todos os pré-candidatos.

O 5º colocado é o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) com 3,8%, seguido pelo deputado Odacy Amorim (PT) com 2,3%, o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lossio (Rede) com 1,5%, o ativista José de Oliveira (PT) com 1,2%, o coronel Luiz Meira (PRP) com 0,8% e Daniela Portela (PSOL) com 0,3%. Brancos e nulos somam 23,3%, indecisos 7,5% e não sabem ou não quiseram responder 3,3%.

CENÁRIO II

O instituto simulou um segundo cenário com apenas Paulo Câmara (PSB), Marília Arraes (PT) e Armando Monteiro (PTB) e novamente houve empate técnico entre os três. Nessa hipótese, o governador teria 24%, a vereadora 21,5% e o senador 17,3%. Brancos e nulos totalizariam 25,7%.

CENÁRIO III

Num cenário em que são mostrados os apoios a cada um dos candidatos, o resultado seria o seguinte: Marília Arraes (PT) apoiada por Lula: 49,8%, Paulo Câmara (PSB) apoiado por Joaquim Barbosa: 10,5%, Armando Monteiro (PTB) sem apoio de nenhum presidenciável: 8,7%, Coronel Meira (PRP) apoiado por Jair Bolsonaro: 4,7%, Júlio Lossio (Rede) apoiado por Marina Silva: 1,2% e Daniele Portela (PSOL) apoiada por Guilherme Boulos: 0,5%. Brancos, nulos e indecisos: 24,6%. Num cenário em que Paulo Câmara (PSB) seria apoiado pelo ex-presidente Lula (PT), o governador iria para 47,7%.



Blog Inaldo Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário