sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Caso Everton esclarecido: Pai de Santo revela que participou junto com a Mãe, Padastro e Paulistinha do crime em Sumé


O nome da peça do xadrez é Welligton Nogueira, mais conhecido como “Pai Etinho”. Ele confirmou ao delegado Dr. Rodrigo, que o garoto Everton foi morto pelo padrasto, mãe e Paulistinha em ritual de magia negra.

A Policia Militar prendeu na manhã desta sexta-feira (16) um homem conhecido como pai Etinho, que confessou a participação da mãe do garoto, padrasto e do Paulistinha. Em entrevista exclusiva a Rádio Cidade, o delegado doutor Rodrigo, os três levaram a criança para o boqueirão, ao lado da serra de Sumé, onde o sacrificaram.

No local, tiraram o sangue e após deixaram o corpo no local, no dia seguinte levaram a criança para o local onde o corpo foi encontrado.

No depoimento, Etinho disse que os golpes foram efetuados pelo padastro Daniel e o Paulistinha, inclusive com a participação da mãe, que deu aval para o sacrifício e além do mais ela teria levado o sangue do menino para casa em um balde.

CARIRI EM AÇÃO



Vereador que apoia este trabalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário