domingo, 7 de abril de 2013

Policia de minas gerais acredita ter encontrado ossada da modelo Elisa Samudio.


 

A Polícia Civil de Minas acredita ter localizado os ossos da modelo Eliza Samudio, desaparecida desde junho de 2010. Características de uma ossada achada em janeiro deste ano na cidade de Nova Serrana (MG) batem com as da ex-namorada do goleiro Bruno. Golpes na cabeça, a ausência de algumas partes do corpo e o tamanho do pé, número 37, são alguns fatores que chamaram a atenção dos policiais. O exame de DNA fica pronto na próxima semana.A ligação entre o corpo achado em janeiro e o de Eliza se deu agora por causa da divulgação de um laudo do Instituto Médico-Legal (IML) de Belo Horizonte(MG). Ele traz várias semelhanças com a ossada de Nova Serrana, no centro-oeste do Estado, perto do Distrito de Martinho Campos, terra da ex mulher de Macarrão, Que na época estava grávida de 9 meses. Outros pontos se destacam, como a altura da mulher encontrada (1,70 metro), a mesma de Eliza Samudio.
Ocaso é investigado pela Delegacia de Nova Serrana. A ossada estava em um buraco de cerca de 6 metros de profundidade em uma propriedade rural, ao lado de uma estrada vicinal, perto da BR-262. O acesso ao local se dá por outra vicinal, que foi usada por quem seguiu até lá para enterrar o corpo.
De acordo com o delegado da cidade, Rodrigo Noronha, o corpo não tinha as mãos e um braço. Junto aos ossos havia uma sandália de número 37 fabricada no Sul do País, típica de uma Cidade próxima à terra da modelo, que era do Paraná. Também foram localizados um cinto e peças femininas de roupas que provavelmente eram usadas pela mulher assassinada.
A arcada dentária do corpo também chamou a atenção, pois era perfeita, segundo o delegado, diferentemente das vítimas de homicídios normalmente achadas na região. E, além de não ter um braço, faltava parte do outro. Já o crânio apresentava um afundamento do lado esquerdo, o que coincide com os relatos sobre a morte de Eliza, uma vez que ela teria sido agredida com uma coronhada justamente desse lado.
De acordo com a polícia, o corpo apareceu por causa da erosão causada pelas chuvas. Ele tinha duas marcas de tiro na cabeça e uma na coluna cervical. Disparos assim geralmente são feitos por quem tem conhecimento na área, o que pode levar ao ex-policial civil conhecido por Bola, apontado como responsável pela execução da ex-namorada do goleiro Bruno.
Nesse caso cairia a tese de que Eliza morreu asfixiada, uma vez que os tiros a teriam matado. Bola deve comparecer ao Tribunal do Júri de Contagem ainda neste mês.a

Santa empata com porto e perde liderança para o sport.

Tricolor só empata com o Porto e vai disputar liderança contra o Sport Recife no Arruda


O Santa Cruz enfrentou o Porto na tarde deste domingo em Caruaru e apenas empatou pelo placar de 1x1. O gol tricolor foi marcado por Flávio Caça-Rato.

Com esse resultado o Mais Querido fechou a décima rodada do Estadual com 20 pontos e perdeu a liderança. No último confronto pela fase classificatória encara o Sport Recife, no Arruda, em partida que acontece no próximo domingo.

O TIME - Para o confronto diante do Gavião o treinador Marcelo Martelotte não pode contar com os meias Renatinho, lesionado, e Natan, suspenso, e com o atacante Dênis Marques, afastado por problemas disciplinares. Para essas vagas o comandante coral escalou o meia Jefferson Maranhão e os atacantes Flávio Caça-Rato e Netto.

Assim, o Santa entrou em campo com: Tiago Cardoso, Éverton Sena, Renan Fonseca, William Alves e Tiago Costa; Anderson Pedra, Luciano Sorriso, Raul e Jefferson Maranhão; Flávio Caça-Rato e Netto.

O JOGO - A partida começou com muita marcação e pouca inspiração das duas equipes. O péssimo gramado do estádio Luiz Lacerda dificultou ainda mais os lances ofensivos.

Mesmo jogando fora de casa foi o Santa que dominou o meio de campo e partiu em busca do primeiro gol, porém, errando passes em demasia, o Tricolor só conseguiu chegar com perigo em chutes de fora área. Já o Gavião apostou em lances de contra-ataque para tentar marcar. E aos 19 minutos teve boa chance com Joelson, mas a zaga coral se antecipou bem e cortou para fora.

Só aos 35 minutos o Mais Querido chegou perto de balançar as redes. Éverton Sena disputou um lance com a zaga do Porto e a bola sobrou para o atacante Netto, que bateu forte e rasteiro, mas a bola passou raspando a trave do goleiro Rodrigo Carvalho.

SEGUNDO TEMPO - Na volta para a segunda etapa o treinador Marcelo Martelotte tentou deixar seu time mais ofensivo, escalando o lateral Nininho na vaga de Éverton Sena, mas o jovem atleta não teve sorte e no seu primeiro lance cometeu penalidade no meia Thiago Laranjeira. Joelson cobrou no canto esquerdo, Tiago Cardoso pulou na bola, mas não conseguiu evitar o gol. 0x1

Depois de sofrer o gol o Santa partiu em busca do empate e aos 9 minutos chegou perto de marcar. Nininho cobrou escanteio, a bola sobrou para Jefferson Maranhão que teve tudo para mandar para as redes, mas chutou fraco e perdeu a chance.

De tanto insistir aos 17 minutos Caça-Rato empatou o placar. Jefferson Maranhão chutou prensado dentro da área, a bola subiu e Flávio entrou em velocidade para tocar de cabeça para as redes de Rodrigo Carvalho. 1x1

Para tentar buscar a virada o treinador coral buscou colocar mais velocidade no seu time e escalou Danilo Santos no lugar de Netto. Logo em sua primeira jogada o atacante arrancou em velocidade pela direita e cavou uma falta perigosa para o Mais Querido.

Aos 27 minutos nova chance de gol do Santa. Danilo Santos recebeu bom lançamento de Nininho, entrou pela esquerda e cruzou para a área, mas Jefferson Maranhão não conseguiu alcançar.

Depois foi a vez do Porto chegar com perigo, Ailton cruzou da direita e Jefferson Renan mandou de cabeça para o gol, mas Tiago Cardoso fez grande defesa e mandou para escanteio.

No fim do jogo o Santa teve mais uma chance de virar o marcador, quando Flávio Caça-Rato ficou livre no ataque para marcar, mas chutou fraco e desperdiçou.

Sport vai encontrando o seu ataque ideal




O setor ofensivo dos sonhos do torcedor rubro-negro foi escalado pelo técnico Sérgio Guedes. O 4-2-3-1 abriu espaço para Lucas Lima, na criação, além de Marcos Aurélio, Felipe Azevedo e Roger, no comando de ataque, jogarem juntos.

Da última vez que o esquema foi posto em prática, goleada sobre o Chã Grande: 5×0 – Érico Júnior fez a função de Marcos Aurélio, no jogo. Neste sábado, mais uma vez, cinco tentos anotados pela equipe.

Com o quarteto ofensivo, o Sport ganha em velocidade e poder de fogo. Nas duas últimas partidas, em casa, esses fatores se mostraram bastante eficientes. Além disso, a mobilidade dada a cada atleta faz com que o time se torne imprevisível ao longo de um jogo. Os placares falam por si.


O trio também atuou junto na goleada sobre o Chã Grande (Foto: Hesíodo Góes)

Mas, diante do Belo Jardim, neste sábado, uma concha de retalhos teve de ser costurada por Sérgio Guedes no setor defensivo. Sem Cicinho para a lateral-direita, além dos Fábio Bahia e Tobi, todos suspensos, o comandante viu a oportunidade para diminuir o número de vagas no meio-campo e soltar a equipe na frente.

A grande novidade foi a entrada de Welton, na cabeça-de-área, para fazer dupla com Rithely. Na vaga de Cicinho, Moacir foi, mais uma vez, acionado. Todas essas mudanças quase complicaram a partida para o Sport, na noite deste sábado.

Era visível muitos erros de posicionamento – provenientes de uma provável falta de entrosamento – de Welton e Rithelly, no jogo. A equipe do Belo Jardim, que se mostrou bem organizada, logo detectou o Calcanhar de Áquiles.

Em um intervalo de tempo de 10 minutos, logo após o primeiro gol rubro-negro no jogo, a equipe visitante passou a explorar essa deficiência e não se inibiu em tentar arremates de fora da área. A marcação estava frouxa. Magrão foi obrigado a fazer importantes defesas, e ainda viu uma bola explodir no travessão.


O Belo Jardim conseguiu o empate através de um golaço marcado pelo atacante Muller (Foto: Hesíodo Góes)

De tanto que chutou, o Belo Jardim conseguiu o gol de empate.

O Sport, então, voltou a tomar as rédeas da partida. Foi nesse momento que o segundo gol aconteceu e a boa postura acabou levada para o segundo tempo. Na etapa final, Sérgio Guedes mandou organizou a entrada da área e o Belo Jardim teve as suas asinhas cortadas.

Um a um os gols foram saindo. O goleiro Magrão voltou a aparecer de forma decisiva após defesa de um pênalti, quando o placar apontava 3×1 para os rubro-negros. Caso convertido, a história do jogo poderia ter sido outra.

Agora resta a Sérgio Guedes tentar encontrar o equilíbrio necessário para não perder o poder de fogo e a velocidade, do ataque, e encaixar a melhor formação para não deixar a sua equipe desguarnecida na defesa.



1 – O Sport não demorou muito a assustar o goleiro Romero. Após bom lançamento de Moacir para Felipe Azevedo, a bola sobrou para o atacante Roger. Sozinho, jogador tentou tirar do arqueiro adversário e chutou para fora.

2 – O esquema rubro-negro, com quatro atletas postados de forma ofensiva, funcionou decisivamente aos 10 minutos. O meia Lucas Lima aproveitou assistência de Marcos Aurélio e mandou a bola no canto esquerdo do goleiro Romero. 1×0

3 – Enquanto os jogadores do Sport ainda comemoravam o primeiro tento no jogo, a equipe do Belo Jardim não perdeu tempo. O meia Candinho tentou um chute de fora da área, e obrigou o goleiro Magrão a fazer ótima defesa.

4 – O gol sofrido não desestimulou a equipe do Belo Jardim. Mais uma vez de fora da área, o meia Mádson acertou o travessão do goleiro Magrão.

5 – De tanto arriscar chutes de fora da área, o Belo Jardim acabou acertando um golaço. A finalização aconteceu por meio do atacante Muller, que acertou um foguete no ângulo do goleiro Magrão. 1×1


O atacante Roger criticou a arbitragem por conta do gol não assinalado (Foto: Hesíodo Góes)

6 – Um milagre foi operado pelo goleiro Romero, nos minutos finais do primeiro tempo, na Ilha do Retiro. Após cruzamento do meia Lucas Lima, o atacante Roger conseguiu finalizar, na pequena área. O arqueiro, no entanto, utilizou de todo o seu reflexo e tirou a bola em cima da linha.

7 – Antes do final do primeiro tempo, o lateral Reinaldo tratou de fazer o gol anulado pela arbitragem. Assim como o gol do Belo Jardim, o atleta rubro-negro acertou um golaço da entrada da grande área. 2×1.

8 – No segundo tempo, o árbitro George Wilton marcou pênalti para o Sport. O atacante Roger fez a cobrança e aumentou o marcador para os rubro-negros.

9 – O goleiro Magrão ainda teve o seu momento de herói na partida. Após um pênalti assinalado a favor do Belo Jardim, o arqueiro rubro-negro conseguiu defender a cobrança do atacante Muller e manter o placar de 3×1.

10 – Antes do final do jogo, o Sport ainda conseguiu dois gols relâmpagos para decretar a goleada de 5×1 sobre o Belo Jardim. O primeiro foi anotado pelo garoto Matheus Lima, em contra-ataque, aos 41 minutos. O segundo foi marcado por Felipe Azevedo, em cobrança de pênalti, aos 46.

Pressão leva a diretoria do Náutico a demitir Mancini




Mancini comandou o Náutico pela última vez na derrota para o Ypiranga (Paullo Almeida) (Diego Nigro)

Antes do apito inicial, Vágner Mancini já estava sendo vaiado pela torcida. E assim continuou durante todo o jogo, intervalo e pós-partida. O clima insustentável fez com que a diretoria do Náutico mudasse de opinião sobre a confiança que declarava ter a respeito do trabalho do técnico.

Isso explicaria a demissão de Mancini, anunciada na noite deste domingo. Não seria fácil bancar a manutenção do técnico. Até porque grande parte dos problemas vividos pelo Náutico neste Pernambucano são frutos dos erros na gestão do futebol.

O clube não repôs com a devida atenção as peças perdidas na transição de 2012 e 2013. Contratou pouco e mal. Se não sofresse tantas perdas de jogadores ao longo do Pernambucano por causa de contusões, as limitações do elenco timbu talvez ficassem um pouco menos visíveis.

Mas perdeu Maranhão e Jean Rolt, por exemplo, comprometendo muito o setor defensivo, que já não era o dos mais fortes. Os reservas não tiveram condições de segurar a barra. Idem no meio de campo.

Mancini, embora tenha repetido péssimos trabalhos recentes, está longe de ser o maior culpado. Quem vier terá em mãos as mesmas limitações. A menos que até as semifinais o departamento médico consiga liberar seus clientes em condições de entrar na equipe imediatamente e o novo técnico consiga tirar mais do restante do elenco.

PEGAAA!: Homem nu e com boneca inflável corre da mulher




Mais uma vez na China, mais uma vez uma cena bastante bizarra. Um homem foi flagrado correndo de uma mulher, ambos nus, sendo que ele estava com uma boneca inflável na mão. A imagem já circula nas redes sociais locais e no Facebook, fazendo sucesso entre os usuários.


Não se sabe o que os dois faziam e nem se eram um casal. As especulações, claro, já começaram e usuários cogitam até que a cena pode ser uma jogada publicitária. Outros acreditam em apenas uma brincadeira dos dois e há aqueles que julgam que tudo fazia parte de uma briga de casal. A verdade provavelmente será bem difícil de ser descoberta.

Em PE, Justiça condena Nestlé por objeto encontrado em ovo de Páscoa em Caruaru




O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) condenou a Nestlé Brasil Ltda. a indenizar em R$ 12 mil duas crianças moradoras do município de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, que encontraram um corpo estranho em um ovo de Páscoa fabricado pela empresa.


A decisão do desembargador Francisco Eduardo Sertório foi publicada na quinta-feira (5), no Diário da Justiça Eletrônico. Ele manteve a sentença do 1º Grau, proferida pelo juiz Edinaldo Aureliano de Lacerda, da 4ª Vara Cível do município. A Nestlé ainda pode recorrer da decisão.

De acordo com informações contidas no processo, o corpo estranho parecia um vidro, que acabou por ferir a boca de uma das crianças. O fato narrado foi comprovado por meio de um laudo pericial apresentado nos autos processuais. Na ação por danos morais, elas foram representadas pelos seus pais. Os autores também narram que a Nestlé foi comunicada do ocorrido, mas não ofereceu resposta. O processo começou a tramitar na Justiça em 2011.


Em sua defesa, segundo o Tribunal de Justiça, a empresa pediu pelo afastamento da condenação de indenização por danos morais, pela ausência destes, ou alternativamente pela redução do valor fixado a título de indenização. No entanto, para o desembargador, a sentença não deve ser mudada.

“No caso em questão, restou claro o defeito no produto presenteado às autoras [do processo], por conter, em seu interior, corpo estranho, como comprovado no laudo pericial. Trata-se de dano moral e, portanto, dispensa a comprovação da extensão dos danos, sendo estes evidenciados pelas circunstâncias do fato”, afirmou o desembargador Francisco Eduardo Sertório.

Na decisão, o magistrado também cita a responsabilidade objetiva do fabricante do ovo de Páscoa. Em conformidade com o artigo 12 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), a responsabilidade objetiva implica na inversão do ônus da prova e responsabilização, independentemente de culpa, pelos danos causados ao consumidor em virtude da ingestão de alimento impróprio para o consumo.
O desembargador modificou a sentença de 1º grau apenas para também condenar a empresa a indenizar as vítimas em danos materiais (no valor pago pelo produto avariado) e ressaltar que o termo inicial para a incidência da correção monetária é a data da prolação da decisão em que foi fixada a indenização, devendo os juros moratórios fluir a partir do evento danoso, e não a partir da citação.


A assessoria de imprensa da Nestlé informou que "ainda cabe recurso, portanto não comentará o caso por estar sub judice".



Do G1 PE

Eduardo agora atrás de evangélicos. Malafaia é o 1º


 

Depois do giro pela nata do PIB brasileiro nos últimos meses, Eduardo Campos vai abrir espaço na agenda para encontros com evangélicos. O pastor Silas Malafaia, que apoiou José Serra em 2010, foi o primeiro a ser chamado para uma conversa. A informação é de Lauro Jardim, na coluna política da VEJA:
''Os quinze minutos de fama do notório Marco Feliciano fazem o PSC discutir uma candidatura à presidência da República no ano que vem. O problema é que o partido não conseguirá unir os evangélicos em torno de um nome.
Malafaia, R.R.Soares e Valdemiro Santiago não apoiam a ideia. E a Universal de Edir Macedo vai de Dilma Rousseff.''

Dilma já pensa em 2ª reforma sem PSB, diz jornal


Um reportagem do jornal Estado de S.Paulo aponta que a presidente Dilma Rousseff (PT), prester a chegar à metade do terceiro ano de mandato, começou a mapear os postos ocupados na atual administração pelo PSB, do governador e presidenciável Eduardo Campos, para uma possível minirreforma. A possibilidade de o líder socialista poder lançar candidatura, em 2014, cresce a cada dia.

Segundo a matéria, além dos ministério da Integração Nacional (Fernando Bezerra Coelho) e da Secretaria Especial dos Portos (Leônidas Cristino), o PSB controla a Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) e a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf). Somente a pasta comandada por Bezerra Coelho possui orçamento de R$ 7,5 bilhões para ações quase que exclusivamente para investimentos no Norte e Nordeste.

O Palácio Planalto avalia que o governador Eduardo Campos e PSB vão esticar a corda até, no máximo, setembro. Um prazo além disso poderia atrasar o plano de Campos de se tornar conhecido nacionalmente. O governador já está percorrendo escritórios dos maiores empresários do Brasil.

A estratégia do Palácio do Planalto teria sido percebida por caciques dos partidos da base mesmo sem ser efetivamente comunicada. Um dirigente do PMDB afirmou ao jornal que, com a porta fechada para ocupar o espaço de vice-presidente no lugar de Michel Temer (PMDB), resta a Eduardo Campos deixar a base, e, com isso os postos no governo. “Já sabemos que haverá uma janela em setembro, quando o PSB deixar o governo, então não há porque exigir mais espaço agora”, admitiu o peemedebista.