quinta-feira, 12 de maio de 2016

Michel Temer dá posse aos novos ministros do governo


O presidente em exercício Michel Temer deu posse nesta quinta-feira (12) aos novos ministros que vão compor o governo. Temer assume o posto no lugar da presidente Dilma Rousseff, afastada mais cedo pelo plenário do Senado, que deu início ao processo de impeachment dela.

Grande parte dos nomes do ministério já havia sido divulgada mais cedo pela assessoria de Temer. Entre os novos integrantes do primeiro escalão estão Henrique Meirelles (Fazenda), Romero Jucá (Planejamento), Eliseu Padilha (Casa Civil), Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) e José Serra (Relações Exteriores).

Segundo a assessoria de Temer, após concluir o ato de posse dos novos ministros do governo, o presidente em exercício fará um pronunciamento à imprensa, mas não responderá a perguntas de jornalistas. No início da noite, o peemedebista irá à cerimônia de posse do novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes.

Ao longo de toda a manhã, Temer permaneceu no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-presidência, acompanhado de aliados e conselheiros políticos. A mulher de Temer, Marcela, e o filho deles, Michel, desembarcaram na tarde desta quarta (11) em Brasília, enquanto o Senado ainda discutia o pedido de impeachment de Dilma.

Enquanto Temer recebia aliados no Jaburu, pela manhã, a presidente afastada Dilma Rousseff também fez um pronunciamento no Planalto, logo após ter sido intimada pelo senador Vicentinho Alves (PR-TO) sobre a decisão do Congresso Nacional. Dilma voltou a dizer que o impeachment é "golpe" e que o afastamento dela é "a maior das brutalidades". Em seguida, Dilma fez um discurso no pé da rampa do Planalto, a um grupo de integrantes de movimentos sociais que decidiram apoiá-la. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a acompanhou.

 Magno Martins


Em Santa Cruz do Capibaribe leitura e apreciação de parecer do TCE é lido e José Augusto Maia apresenta a sua defesa

Fotos: Thonny Hill.


Durante a reunião da Câmara desta quinta-feira (12), foi feita por parte do vereador Ronaldo Pacas a leitura e apreciação do parecer emitido pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que pede a rejeição das contas referentes ao exercício financeiro 2008, por supostas irregularidades, do ex-prefeito do município, José Augusto Maia.

Entre as irregularidades, está um déficit superior a R$ 13 milhões; gastos abaixo do limite estabelecido pela constituição em educação; gastos com a máquina pública acima do limite que rege a lei de responsabilidade fiscal; não repasse de contribuições de ordem patronal superior a R$ 2 milhões; contratações indevidas de artistas; repasse do duodécimo a mais para a Câmara de vereadores; entre outras.


Em seguida, foi feita a leitura do advogado de defesa, que pede que as contas sejam aprovadas com ressalvas.


O ex-prefeito acompanhado do seu advogado e filho, Thallys Maia fizeram a defesa oral no Plenário da Câmara de vereadores no tempo 30 minutos. Durante a sua defesa, José Augusto Maia tentou sensibilizar a vereador de situação, Narah Leandro (PSB).


Blog do Ney Lima


Temer confirma Bruno Araújo, Mendonça Filho e Raul Julgmann para Ministérios


Após ter sido notificado oficialmente da decisão do Senado Federal, que aprovou na manhã desta quinta-feira (12) a abertura de processo de Impeachment e, consequentemente afastamento por até 180 dias, de Dilma Rousseff da Presidência da República, a assessoria do vice-presidente Michel Temer anunciou os nomes dos ministros que integrarão o ministério do novo governo. 

Temer, que recebeu a notificação às 11h25 do senador Vicentinho Alves (PR-TO), primeiro-secretário do Senado, que anteriormente já tinha intimado a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, escolheu nomes como, como Henrique Meirelles (Fazenda), Romero Jucá (Planejamento), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo).

Os deputados federais pernambucanos, Bruno Araújo (PSDB), Mendonça Filho (DEM) e Raul Jungmann (PPS), foram confirmados, como vinha sendo especulado, para assumirem ministérios. Bruno Araújo assume o Ministério das Cidades, Mendonça Filho ficou com o Ministério da Educação e Raul Jungmann comanda agora o Ministério da Defesa. Além dos mesmos, outros 6 deputados foram confirmados para ministérios, são eles: Ricardo Barros (PP-PR), Ronaldo Nogueira (PTB-RS), Osmar Terra (PMDB-RS), Sarney Filho (PV-MA), Maurício Quintella (PR-AL) e Leonardo Picciani (PMDB-RJ).

Algumas pastas, como a Secretaria de Comunicação Social, perderão o status de ministério. O mesmo valerá para os ministérios do Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Agrário, unificados em uma pasta, assim como os ministérios da Ciência e Tecnologia e das Comunicações. Já outros ministérios mudam de nome, como a antiga Controladoria-Geral da União (CGU), que passará a ser o Ministério da Fiscalização, Transparência e Controle.

Temer dará posse aos novos ministros do governo e, assim como Dilma fez na manhã desta quinta-feira, fará um pronunciamento à imprensa. Haverá, ainda, durante esta tarde, a primeira reunião ministerial do novo governo.

Confira abaixo a relação dos novos ministros

Fazenda
Henrique Meirelles

Planejamento
Romero Jucá (PMDB)

Desenvolvimento, Indústria e Comércio 
Marcos Pereira

Relações Exteriores (inclui comércio exterior) 
José Serra (PSDB)

Casa Civil 
Eliseu Padilha (PMDB)

Secretaria de Governo
Geddel Vieira Lima (PMDB)

Secretaria de Segurança Institucional (inclui Abin) 
Sérgio Etchegoyen

Educação
Mendonça Filho (DEM)

Saúde
Ricardo Barros (PP)

Justiça e Cidadania
Alexandre de Moraes

Agricultura
Blairo Maggi (PP)

Trabalho
Ronaldo Nogueira (PTB)

Desenvolvimento Social e Agrário
Osmar Terra (PMDB)

Meio ambiente
Sarney Filho (PV)

Cidades
Bruno Araújo (PSDB)

Ciência e Tecnologia e Comunicações
Gilberto Kasssab (PSD)

Transportes
Maurício Quintella (PR)

Advocacia-Geral da União (AGU)
Fabio Medina

Fiscalização, Transparência e Controle (ex-CGU)
Fabiano Augusto Martins Silveira

Defesa
Raul Jungmann (PPS)

Turismo
Henrique Alves (PMDB)

Esporte
Leonardo Picciani (PMDB)

Até o momento dois ministérios (Integração Nacional e Minas e Energia) ainda não têm os nomes dos ocupantes definidos. O PMDB deverá ficar com uma dessas duas pastas e o PSB com outra.


Quatro elementos são detidos com moto roubada e arma de fogo em Santa Cruz do Capibaribe

Fotos: Gilson Fernandes.

No final da tarde desta quarta-feira (11), quatro elementos foram detidos pelas equipes do Serviço Reservado do 24° BPM e ROCAM. O fato aconteceu no bairro Dona Lica II em Santa Cruz do Capibaribe, após denuncias anônimas.

O policiamento se dirigiu até uma residência, onde foi encontrada uma moto roubada, sendo uma CG, cor vermelha e placa OYL-3439 de Caruaru. No local, Diogo Rodrigues Dunda, conhecido por Sorín (23 anos), informou ao efetivo que teria comprado a mesma ao preço de R$ 250,00 a um comparsa.

Com o apoio do efetivo da ROCAM, as duas guarnições juntamente com Diogo se dirigiram até a residência, onde estaria a pessoa que havia lhe repassado a moto.

Foi feito o cerco na residência e ao entrar no imóvel, a Polícia percebeu que um elemento estaria ao lado da pia lavando um prato com um pó suspeito. Ao ser questionado sobre a substância, o meliante afirmou que seria cocaína.


De imediato, foi feita uma vistoria no imóvel, onde encontraram um revolver calibre 38 sem munições. Ao ser questionado sobre a arma, um adolescente de 17 anos de idade que estaria no local, teria afirmado que seria o dono e ao ser questionado sobre a utilização da mesma, o infrator afirmou que seria para se defender, porém ao ser interrogado se ele teria inimigo, o mesmo respondeu que ‘não’. Com isso, segundo o policiamento, a arma estaria sendo utilizada para a prática de assaltos.

Diante da situação, a polícia conduziu todos os envolvidos para a delegacia de polícia local, sendo eles: o adolescente de 17 anos de idade, Diogo Rodrigues Dunda, conhecido por Sorín (23 anos), Marcos Vinicius da Silva (23 anos) e Jean Domingos da Silva (24 anos).

Na delegacia, a vítima da moto reconheceu Marcos Vinicius como um dos elementos que teria praticado o roubo em Caruaru. Com isso, todos ficaram as disposições do delegado de plantão.
Blog do Ney Lima


Fim da aliança? Paulo Câmara pede ao PSDB e ao DEM que devolvam cargos ocupados no Governo do Estado

Foto: Arquivo

O governador Paulo Câmara (PSB) divulgou, na noite de quarta-feira (11), que pediu para que cargos ocupados por políticos e pessoas ligadas ao PSDB e ao DEM em secretarias e cargos diretivos fossem devolvidos.

A decisão foi feita após as legendas decidirem tomar rumos diferentes para as Eleições 2016, na disputa pela prefeitura do Recife.

Nos bastidores, ainda havia a esperança que tanto os quadros do PSDB como do DEM continuassem com o apoio ao projeto de reeleição do prefeito Geraldo Júlio (PSB), mas com as pré-candidaturas do deputado federal Daniel Coelho (PSDB) e da deputada estadual Priscila Krause (DEM), as mudanças foram realizadas.

A expectativa agora está sobre como ficam as alianças presentes em municípios do interior. Um deles é Santa Cruz do Capibaribe, cujo prefeito Edson Vieira, que é do PSDB, tem alianças firmadas com o deputado estadual Diogo Moraes e também com o governador, ambos do partido socialista.

Ainda não foram divulgadas a quantidade de exonerações que aconteceram com a nova conjuntura política, mas já se sabe que cargos importantes como do comando do Lafepe (que estava nas mãos do DEM) e a Secretaria e Trabalho, Emprego e Microempresa (que estava nas mãos do PSDB), já foram devolvidas.


Blog do Ney Lima


Edson Vieira descarta possibilidade de rompimento com Diogo Moraes e Paulo Câmara

Foto: Arquivo

Na manhã desta quinta-feira (12) o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), descartou a possibilidade de rompimento com o governador Paulo Câmara e também com o deputado estadual Diogo Moraes (ambos do PSB).

A declaração, concedida no programa “Opinião” (da Comunidade FM) foi motivada após o pedido do governador para que tanto o PSDB como o DEM fizessem a devolução dos cargos que ocupam em secretarias e diretorias ligadas ao governo. O pedido foi motivado após as duas legendas não darem continuidade a aliança para o projeto de reeleição do prefeito Geraldo Júlio (PSB), em Recife.

Tanto PSDB como DEM decidiram apostar em pré-candidaturas próprias na corrida eleitoral pela capital pernambucana. De acordo com prefeito, o rompimento se manteve, segundo ele, apenas na cidade de Recife e que isso não afeta alianças que existem consigo.

“Minhas posições são bem claras e objetivas. Temos alianças com o deputado estadual Diogo Moraes, com o deputado federal Bruno Araújo e com o Governador Paulo Câmara. O que aconteceu foi em relação a disputa pela prefeitura do Recife e não influenciará em nossa relação a nível estadual” – pontuou.

Blog do Ney Lima