quinta-feira, 5 de março de 2015

Morte de criança em acidente na PE-160 permanece sem culpados após três anos de sofrimento da família


Foto: Arquivo.

Na tarde desta quinta-feira (05) recebemos a denúncia de familiares de Agda Nunes da Silva, que faleceu em decorrência de um grave acidente ocorrido na PE-160 em Santa Cruz do Capibaribe, na tarde de 04 de março de 2012.




O fato aconteceu na entrada / saída do município onde a criança, juntamente com mais um irmão (de 10 anos) e uma prima (de 13 anos) tentaram atravessar a pista para se dirigir a casa da avó, no bairro da Palestina, mas a menina foi atropelada por um motorista que conduzia uma caminhonete em alta velocidade e que fugiu sem prestar socorro.

Agda chegou a ser socorrida e transferida, de helicóptero, para a Recife, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na madrugada do dia seguinte. Na época, o caso gerou grande repercussão, inclusive com protestos dos moradores do bairro citado, que atearam fogo em pneus e bloquearam a via, cobrando medidas de segurança.

De acordo com o tio da criança, Admilton Silva, passados três anos do fato, ninguém foi responsabilizado até então. De acordo com ele, em entrevista a nossa equipe, a família chegou a prestar queixa na delegacia na época mas, que, passado um ano da morte da criança, a família teria recebido a notícia de que o caso havia prescrito e que nada mais poderia ser feito.

Com isso, o culpado pela morte da criança sequer foi indiciado judicialmente.

.
Tio da vítima quer que investigações sejam reabertas

Ainda na entrevista, Admilton relatou que a família fez investigações por conta própria, na tentativa de descobrir quem seria o culpado pela morte da criança.

De acordo com ele, foram conseguidos dados da placa, da cor do veículo e também o nome do suposto autor do atropelamento.

“Se depender de mim, eu quero que as investigações desse crime sejam reabertas para que essa pessoa possa responder pela monstruosidade que fez. Até hoje sofremos com a morte de Agda, mas infelizmente, dependo da minha irmã para que esse caso seja reaberto. Colhemos elementos que, ao meu entender, poderiam ajudar para que essa pessoa não cometa, com outra criança, a mesma coisa e fique impune.”, finalizou.

Fonte Ney Lima 



Contato (81) 8171 7842

Vitória hoje para o povo brasileiro e para o processo democrático de nossa nação

O deputado federal Mendonça Filho e o vereador Ronaldo Pacas 

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (3), projeto de lei de autoria de nosso deputado Mendonça Filho que estabelece o tempo mínimo de cinco anos de existência para que partidos políticos possam se fundir (PLC 4/2015). A matéria segue agora para sanção presidencial.

O nosso parlamentar orgulha mais ainda aqueles que confiaram o voto a ele.
O site Congresso em Foco resumiu muito bem a PLC:

O projeto proíbe ainda que as mudanças de filiação partidária ligadas à fusão de partidos sejam consideradas para efeito do cálculo para a distribuição de recursos do Fundo Partidário. A vedação já existe para migrações de parlamentares para os partidos recém-criados.

Igual restrição é imposta para o tempo de propaganda no rádio e na TV, cuja divisão também não poderá levar em conta as mudanças de filiação para partidos resultantes de fusão.

Nesses dois casos, prevalecerá o número de votos obtidos nas últimas eleições gerais para a Câmara dos Deputados, exceto quanto ao tempo de propaganda, cuja maior parte (dois terços) é proporcional ao número de representantes na Câmara.

No caso de fusão, será de 30 dias a “janela” para que os detentores de mandatos filiados a outras legendas possam filiar-se ao novo partido sem perda do mandato.

Novos partidos

A proposta aprovada também inclui nova regra para a criação de partidos. Para o registro do estatuto de partido político de caráter nacional, fica mantida a exigência de apoio de pelo menos 0,5% dos votos válidos na última eleição para a Câmara dos Deputados, mas agora esses apoiadores não podem ser filiados a partidos políticos.

A aprovação do projeto foi apoiada pela maioria dos senadores. Votaram contra Reguffe (PDT-DF), Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Omar Aziz (PSD-AM), Sérgio Petecão (PSD-AC) e outros.

Para Reguffe, o dispositivo que exige que o apoio para a criação de novos partidos só pode vir de pessoas não filiadas a outras legendas é mais uma tentativa de evitar que Marina Silva crie seu partido (Rede). Em 2013, tramitou no Congresso um projeto que restringia o acesso de novos partidos ao Fundo Partidário e ao tempo de rádio e TV. Depois de questionamento no STF, a proposta não foi aprovada a tempo de ser aplicada às eleições do ano passado, mas a Rede acabou não conseguindo o registro.

Já Randolfe estranhou a pressa em votar o projeto. Em sua opinião, temas da reforma política como financiamento de campanhas e fim da reeleição são muito mais importantes e deveriam ser votados antes.

Foto: Agreste Notícia Texto Sulanca News.


Innovare Fashion (81) 8166-1118

Mais um elemento foi preso com arma de fogo em Santa Cruz do Capibaribe.


Na noite desta Terça-feira (03) uma denuncia chamou a atenção da equipe de policia militares do 24° BPM de Santa Cruz do Capibaribe, no telefone, uma voz informa que no Bairro Dona Dom existia um elemento que estava armado e supostamente emprestando esta arma a outro elemento para praticar vários assaltos na capital da sulanca. 


Apôs levantamento a equipe malhas da lei seguiu até o local e constatou a veracidade do fato, lá estava o elemento identificado como sendo Leandro José da Silva, de 24 anos de idade, o mesmo estava em sua casa, aonde também funciona um comercio, na Rua Letícia Carlos da Rocha, Bairro Dona Dom.

Ao realizar buscas no interior do imóvel, a policia encontrou em um dos quarto daquela casa, o revólver calibre 38, com seis munições intactas, em seguida a Polícia encaminhou o imputado para a Delegacia de Policia de Santa Cruz do Capibaribe, aonde o mesmo foi atuado em flagrante por porte ilegal.

Cabo Junior de Jesus/Jataúba News


Org Michelly Galvão Vieira

Popular foi preso por vender motos clonadas e porte de arma de fogo.



Na tarde desta quarta-feira (04/03) era por volta das 17h30m, policiais militares da equipe malhas da lei do 24° BPM prenderam no distrito de Pão de Açúcar, município de Taquaritinga do Norte, o acusado Damião Antônio da Silva, de 24 anos de idade.

Após denuncias de que Damião vendia motos clonadas, a polícia fez um levantamento minucioso na residência do acusado onde foi constatado a acusação constante da denúncia.



Na casa de Damião foi encontrado um revólver cal. 32 o que resultou na condição de Damião ser levado até a Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe, onde o mesmo foi autuado por posse ilegal de arma.



Cabo Junior de Jesus/Jataúba News

Org:Jailson Kaô.