sábado, 9 de março de 2013

Chávez é o grande destaque das principais revistas

Edson Vieira inaugura primeira AME de Santa Cruz



Em 67 dias de governo, o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), inaugurou a primeira AME (Ambulatório Médico Especializado) do município. A unidade de saúde foi a primeira de quatro, prometidas em campanha. A estrutura – José Roberto Aragão – contará com profissionais que prestarão serviços especializados em 23 áreas, trabalhando à prevenção e o diagnóstico precoce como forma de reduzir o custo social e da assistência médica hospitalar.

“Num espaço de menos de 90 dias conseguimos dar início a implantação de um padrão de qualidade na saúde que será ofertado no município de agora em diante”, declarou o Secretário de Saúde Marlos Ferreira.

Os serviços ofertados pela primeira AME passam pelas especialidades de ginecologia, obstetrícia, pediatria, pneumologia, psiquiatria, ortopedia, radiologia, cardiologia, dermatologia, mastologia, perícia médica, neurologia, urologia, ultrassonografia, geriatria, exame vascular, endoscopia, cirurgia geral, endocrinologia, psicologia, nutrição, fonoaudiologia e fisioterapia.

Ruy Siqueira leitor deste blog brigada pela preferência.

Passando pra desejar a todos leitores deste blog um belo final de semana.

Pernambuco é o sexto estado mais violento do Brasil



Segundo o Mapa da Violência 2013: Mortes Matadas por Armas de Fogo divulgado essa semana, o Nordeste tem quatro estados entre os seis mais violentos do Brasil. A partir da análise dos dados de 2000 a 2010, Alagoas aparece em primeiro lugar no ranking das mortes por armas de fogo com 55,3 mortes a cada 100 mil habitantes. Em seguida vem Espírito Santo com 39,4, Pará (34,6), Bahia (34,4) e Paraíba (32,8). As informações são Diario de Pernambuco.

O estado de Pernambuco, que antes ocupava o segundo lugar, aparece agora na sexta posição com 30,3 mortes por arma de fogo a cada 100 mil habitantes. A publicação destaca o Maranhão, atualmente em 20º, mas cujo número de vítimas cresceu 344,6% na década. Na opinião de Julio Jacobo Waiselfisz, responsável pela publicação, os dados mostram o que ele denomina de "desconcentração da violência".



Preso em venturosa elemento que matou esposa de reporte.



O acusado foi preso em Venturosa.


A Polícia Civil de Arcoverde, realizou uma operação em Venturosa, e prendeu no final da noite desta quinta-feira (07), Maycon Lourenço da Silva, de 22 anos, que assassinou a facadas durante a madrugada, Cristiane Cavalcante da Silva, de 43 anos, esposa do repórter policial Erivaldo Silva. Crime que aconteceu na rua Nancy Afonso, Salgado.

Segundo o assassino, a vítima aproveitou que o marido ia passar a noite fora e mentiu para o mesmo dizendo que duas amigas iriam dormir em sua casa e que este foi o pretexto usado por ela para dormir com o acusado com quem a mesma teria um caso amoroso desde o ano passado. Ele informou que tinha acabado de chegar de Venturosa, quando foi abordado pela vítima o convidando para beber em sua casa.


O assassino ainda informou que o motivo do assassinato foi o fato da vítima querer que ele se separasse da esposa, durante a noite eles beberam juntos, fizeram sexo, em seguida tiveram uma forte discussão e após a vítima adormecer sob o efeito de medicamentos, ele foi até a cozinha e a assassinou com 8 facadas no pescoço, costas e na face, deixando a faca cravado no pescoço da vítima. Depois ateou fogo no colchão e o apagou em seguida, depois fugiu deixando a porta encostada com o cadeado aberto.


Levado para Caruaru, o imputado que nunca foi preso, foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e será encaminhado á Penitenciária Juiz Plácido de Souza em Caruaru, onde permanecerá á disposição da justiça.

Adielson

A cada hora, dez mulheres foram vítimas de violência


Imagem web

Agência Brasil (Brasília) – De janeiro a dezembro de 2012, a Central de Atendimento à Mulher (Ligue 180) contabilizou 732.468 registros, sendo 88.685 relatos de violência. Isso significa que, a cada hora, dez mulheres foram vítimas de maus tratos ao longo do ano passado.
Entre os tipos de violência relatados, a física permanece a mais frequente, totalizando 50.236 registros (56%), seguida pela psicológica, com 24.477 (28%); moral, com 10.372 (12%); sexual, com 1.686 (2%); e patrimonial, com 1.426 (2%). Dados indicam ainda que, em 2012, foram computados 430 casos de cárcere privado – mais de um por dia.
Em 70% dos registros, o agressor é o companheiro ou o cônjuge da vítima. Acrescentando os demais vínculos afetivos, como ex-marido, namorado e ex-namorado, o número sobe para 89%. Cerca de 10% das denúncias mostram agressões cometidas por parentes, vizinhos, amigos e desconhecidos. 
O Distrito Federal lidera o ranking anual do Ligue 180, com uma taxa de 1.473 registros para cada 100 mil mulheres. Em seguida, aparecem Pará e Bahia, com taxas de 1.032 e 931, respectivamente.
Municípios com média de 5 mil habitantes, como Santa Rosa da Serra (MG), Borá (SP), Sagrada Família (RS), Salvador das Missões (RS) e Amapá (AP), encabeçam o ranking das 50 cidades que registraram o maior número de ligações (proporcionalmente à população).
Para a ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, os números demonstram que, nessas localidades, os serviços da pasta dificilmente chegam. “Isso mostra a necessidade de interiorização dos serviços especializados de atendimento a mulheres.”
“É importante perceber, entretanto, que as mulheres estão confiantes. E, ao confiar, estão perdendo o medo. Elas permanecem com a vergonha de terem sido humilhadas, maltratadas e violentadas, mas acreditam”, destacou.

    O que seria da gente sem o humor na Web?

    Hoje quem ta em festa é nosso amigo Juninho.

    Parabéns cara que essa data se repita por muitos e muitos anos esses são os desejas do blog Jataúba News.

    Lula adere à rede mundial contra violência à mulher



    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai assinar, na próxima segunda-feira (11), o termo de adesão à Rede de Homens Líderes da Campanha do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, UNA-SE Pelo Fim da Violência contra as Mulheres. A campanha, que reúne diversas agências e escritórios da ONU, tem por objetivo prevenir e eliminar a violência contra mulheres e meninas em todas as partes do mundo.

    Neste esforço conjunto, pais, irmãos, maridos, filhos, amigos, tomadores de decisões, líderes comunitários e de opinião, todos têm um papel fundamental a desempenhar e devem inspirar outros homens a manifestarem-se contra este tipo de violência. Por este motivo, como uma iniciativa chave da campanha UNA-SE, o Secretário-Geral da ONU criou a Rede de Homens Líderes, que trabalha para mobilizar homens e meninos a levantar suas vozes contra a violência, desafiar os estereótipos destrutivos e abraçar a igualdade.

    O ex-presidente Lula vai se juntar a outros nomes de destaque no cenário internacional, como o ex- Primeiro Ministro da Espanha José Luis Rodríguez Zapatero, o arcebispo da Igreja Anglicana na África do Sul e vencedor do Prêmio Nobel da Paz Desmond Tutu e o escritor brasileiro e Mensageiro da Paz das Nações Unidas Paulo Coelho.

    Setor industrial tem avanço de 2,5%

    Depois de muito sufoco enfrentado em 2012, a indústria mostrou os primeiros sinais de retomada no mês de janeiro. O setor apresentou avanço de 2,5% frente a dezembro, com a maior taxa em 34 meses. Se comparado com o mesmo período do ano passado, significa uma alta de 5,7%, de acordo com uma matéria do Correio Braziliense. Mesmo com números bons, ainda seria cedo para avalizar que a indústria tenha retomado, de acordo com analistas, principalmente por causa da concorrência que é crescente com os importados e com a baixa produtividade da mão de obra e das fábricas.

    Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que o crescimento alcançou a maioria dos ramos industriais, com 18 dos 27 segmentos pesquisados, em expansão. Para o governo, um alívio. Parte disso porque a fabricação de bens de capital cresceu de forma expressiva. E isso pode significar mais investimentos, o que o Palácio do Planalto deseja estimular para diminuir a inflação e incentivar o Produto Interno Bruto (PIB). O segmento teve alta registrada de 17,3% se comparado com janeiro de 2012.

    Campos divide base tucana ao buscar apoio na oposição




    DE SÃO PAULO
    Em busca de aliados para entrar na corrida presidencial, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), acabou dividindo a base do provável candidato do PSDB, o senador Aécio Neves (MG).
    Integrantes dos dois partidos que deram sustentação aos tucanos nas duas últimas campanhas presidenciais, o DEM e o PPS, começaram a manifestar abertamente preferência pelo governador.
    Ex-desafeto, senador do PMDB diz que Campos é 'candidatíssimo'
    Cid Gomes nega sabotagem a candidatura de Campos dentro do PSB
    PSB quer alavancar Campos com palanques nos Estados
    Num encontro recente da cúpula do DEM, a maioria dos deputados que integram sua bancada na Câmara disse que acha melhor embarcar no projeto político de Campos do que continuar com o PSDB.
    O presidente do PPS, deputado federal Roberto Freire (SP), já declarou publicamente sua "simpatia" pelo pernambucano e convidou-o a discursar na abertura da convenção da sigla, em abril.
    A movimentação começou a despertar preocupação entre aliados de Aécio. Eles temem que ele termine isolado na disputa se Campos conseguir o apoio dos dois parceiros históricos dos tucanos.
    O presidente do DEM, senador Agripino Maia (RN), que participou da reunião em que os deputados da sigla defenderam a candidatura de Campos, acha que ainda é cedo para definições. "O meu papel é somar as forças que se movam contra o PT", diz.
    Discretamente, o PPS começou a planejar um lance mais ousado, a criação de uma nova sigla que poderia atrair descontentes do PSDB e de outros partidos para engrossar as fileiras do governador de Pernambuco.
    Freire disse que fará em breve uma consulta ao Tribunal Superior Eleitoral para saber se poderia fazer isso patrocinando uma fusão do PPS com outro partido pequeno, abrindo uma janela para a migração dos descontentes.
    "Queremos articular uma força que possa derrotar o governo que está aí", disse Freire. "Quem tem condições de representar uma alternativa? Se o Eduardo Campos representa isso, o PPS vê com simpatia. Se o Aécio representa, também. Não há decisão."
    A aproximação de Campos com a oposição também conta com a simpatia de políticos ligados ao ex-governador José Serra, que foi duas vezes o candidato dos tucanos à Presidência e vê com desconfiança as chances de Aécio.
    Como a Folha noticiou, em janeiro Freire convidou Serra, de quem é amigo há muitos anos, a migrar para o PPS.
    Nos últimos dias, Campos esteve com dois aliados de Serra no PSDB, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, e o de Teresina, Firmino Filho.
    O próprio Serra foi contatado recentemente pelo pernambucano. Interlocutores de ambos classificaram a conversa como "amigável".
    Num encontro com outros dirigentes tucanos, o presidente nacional da sigla, deputado Sérgio Guerra (PE), que já foi do PSB e tem uma antiga relação com Campos, disse que o governador tem exibido mais disposição do que Aécio para a campanha.
    O deputado Marcus Pestana (PSDB-MG), aliado de Aécio, disse que a prioridade do senador mineiro agora é aparar arestas internas --com Serra e o PSDB de São Paulo. "Ele também tem conversado muito com os aliados, inclusive com pessoas da base do governo", afirmou.
    Aécio irá a São Paulo dia 25 para um evento partidário em que espera acertar os ponteiros com Serra e o governador Geraldo Alckmin. O senador conta com a ajuda do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que trabalha para pacificar o PSDB e uni-lo em torno de sua candidatura

    Em campanha, Dilma zera impostos da cesta básica

    Em pronunciamento de 11 minutos em cadeia nacional de rádio e TV por ocasião do Dia Internacional da Mulher, a presidente Dilma Rousseff anunciou, nesta sexta-feira (8), zerar os impostos federais que incidiam sobre a cesta básica e reformulá-la, inserindo materiais de higiene pessoal, limpeza e alimentos, segundo ela, 'de maior valor nutritivo', segundo a Folhaonline.A medida será publicada em edição extra do 'Diário Oficial da União' ainda nesta sexta-feira e entrará em vigor imediatamente. Por meio de medida provisória, ela reduzirá PIS/Cofins e, por meio de decreto, vai zerar o IPI de todos os produtos que ainda tinham incidência de tributos.
    'Esse formato respeita seus hábitos de alimentação e de higiene, além de priorizar os alimentos de mais qualidade nutritiva, o que vai trazer mais saúde para você e para sua família', disse Dilma.
    A desoneração inclui carnes (bovina, suína, aves, peixes, ovinos e caprinos), café, óleo, manteiga, açúcar, papel higiênico, pasta de dente e sabonete.
    A maior delas incidirá sobre o sabonete, com redução de 12,5% de PIS/Cofins e 5% de IPI (Imposto sobre Produto Industrializado).
    Alimentos como leite, feijão, arroz, farinha de trigo ou massa, batata, legumes, pão e frutas já não sofriam tributação.
    'Conto com os empresários para que isso signifique uma redução de pelo menos 9,25% no preço das carnes, do café, da manteiga, do óleo de cozinha, e de 12,5% na pasta de dentes, nos sabonetes, só para citar alguns exemplos', disse a presidente.
    O impacto anual estimado pelo governo é de R$ 7,3 bilhões. Só neste ano, será de R$ 5,5 bilhões.
    A reformulação na cesta básica promovida pelo governo inseriu justamente esses produtos de higiene. Antes, de acordo com o Dieese, era composta por 13 itens.
    CUSTOS
    Dilma também fez apelo aos produtores e comerciantes. Num 'recado muito particular', disse que vão 'logo perceber que essa medida trará uma forte redução nos seus custos e isso vai dar margem para a expansão dos seus negócios'.
    'Esta mudança será especialmente percebida nas pequenas comunidades. Como nelas o comércio e o setor de serviços estão voltados principalmente para suprir as demandas básicas da população, o aumento do poder de compra das pessoas vai trazer benefícios imediatos para toda a economia.'
    Ontem, a Folha mostrou que o governo preparava nova rodada de desonerações cujos alvos eram a inflação e o reaquecimento da economia.
    A equipe presidencial já havia decidido isentar o etanol e os produtos da cesta básica da cobrança de PIS/Cofins, medidas que serão adotadas até o fim do semestre. E estuda reduzir ou isentar da cobrança dos dois tributos o diesel e o setor de transporte coletivo urbano (ônibus e metrô).
    Em setembro do ano passado, Dilma vetou trecho de medida provisória que determinava a desoneração da cesta básica. A decisão fora incluída na MP pelo PSDB, com o apoio de governistas, durante sua tramitação na Câmara.

    Coreias: Norte ameaça Sul e EUA com guerra nuclear



    A Coreia do Norte anulou acordos de não-agressão com a Coreia do Sul, ameaçando iniciar uma guerra nuclear. Com música pomposa e a habitual narração dramática, a TV norte-coreana mostrou o ditador Kim Jong-Un sendo venerado pelos soldados em visita a bases militares perto da fronteira com a Coreia do Sul.

    Também exibiu militares em treinamento. Tudo isso para reforçar o clima de confronto no dia em que a Coreia do Norte anunciou: vai romper todos os pactos de não-agressão com a vizinha Coreia do Sul, assinados após a Guerra da Coreia, em 1953. A decisão foi uma resposta às novas sanções aprovadas por unanimidade nas Nações Unidas depois de mais um teste nuclear no mês passado.

    A presidente da Coreia do Sul disse que o país vai responder às provocações com firmeza. O ministro da Defesa declarou que, se forem atacados, a Coreia do Norte vai desaparecer da Terra. A Coreia do Norte afirma que tem mísseis nucleares prontos para atacar. (Informações do Jornal da Globo)

    O crescimento além do PIB

     
    DO BLOG POLÍTICA & ECONOMIA NA REAL
     
    O resultado do PIB que apresentou um crescimento de apenas 0,9% em 2012 não reflete apenas a realidade objetiva no curto prazo. É direto, espelho de um país que se distancia de suas possibilidades, estas muito mais grandiosas. O problema não é o 'estático' desempenho de um ano para o outro, mas a ausência de 'dinâmica'. O consumo também capenga porque, a despeito do elevado nível de emprego, a população se engalfinhou em dívidas caríssimas no tempo da euforia lulista.

    A indústria está visivelmente pouco competitiva – 21% dos produtos
    industriais são importados numa arena cambial onde a indústria local
    não pode prevalecer. Neste contexto, falta ao governo visão
    estratégica e à iniciativa privada a vontade política de agir em prol
    de seus interesses.

    Todos parecem letargicamente esperar que algo aconteça. Não acontecerá. Enquanto isso, o PIB pode subir 3,0% ou 4,0%, mas a realidade subjacente está sólida e não é nada boa.