segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Incêndio atinge metalúrgica da Bateria Moura em Belo Jardim


Um incêndio de grandes proporções atinge uma metalúrgica das Baterias Moura na Serra do Gavião em Belo Jardim PE, na manhã desta segunda-feira 24. 


Segundo informações o fogo começou por volta das 7h no setor de recuperação de plásticos. Para combater o fogo, viatura do Corpo de Bombeiros foram enviadas ao local os bombeiros ainda trabalhavam no rescaldo. Não há vítimas.


PF faz alerta a quem ajudar prefeita fujona a se esconder


Sem pistas da prefeita de Bom Jardim (MA), Lidiane Leite (PP), de 25 anos – suspeita de desviar dinheiro público da educação no município de 39.049 habitantes localizado a a 275 km de distância da capital maranhense, São Luís –, a Polícia Federal (PF) lançou um alerta nesse fim de semana: quem estiver ajudando a prefeita a se esconder, vai ser tratado como integrante de organização criminosa. “Pelo tempo que ela está desaparecida, é muito provável que ela esteja recebendo o auxílio de outras pessoas. Isso pode causar a essas pessoas que elas sejam incluídas na organização criminosa que se investiga. A população tem ajudado com outras informações, nós estamos montando esse quebra-cabeça, e esperamos ainda esta semana, conseguir a prisão dessa foragida”, diz o superintendente da PF no Maranhão, Alexandre Saraiva.

A vigilância foi reforçada em rodoviárias, aeroportos e rodovias do Estado, além de fazendas de amigos da prefeita, que poderiam servir de refúgio. A prefeita está foragida há quatro dias, desde que foi iniciada a Operação Éden, da PF. A investigação foi iniciada após denúncia do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão (MP-MA) e Ministério Público Federal (MPF).

Na quinta-feira (20), foram presos o ex-secretário de Agricultura, Antônio Gomes da Silva, conhecido como “Antônio Cesarino”, e de Assuntos Políticos, Humberto Dantas dos Santos, conhecido como Beto Rocha, ex-namorado da prefeita. Nessa sexta-feira, a PF reforçou a vigilância em aeroportos e rodoviárias do Maranhão a fim de capturar a prefeita. A repercussão nacional do caso acelerou a operação.

Com o sumiço da prefeita, o município vive um impasse: na cidade, o clima é de incerteza. Vereadores estão impedidos de realizar votação para afastar a prefeita do comando da cidade por causa de uma medida cautelar obtida por Lidiane na Justiça. Ela já havia sido afastada três vezes do cargo: na primeira vez, em abril de 2014, pelo prazo de 30 dias após denúncias de improbidade administrativa, retornando ao cargo em 72 horas, depois de obter liminar na Justiça; na segunda, pelo período de 180 dias, em dezembro de 2014, com liminar suspensa pelo Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) em 48 horas; e terceira em maio de 2015, retornando em 72 horas.

Na prefeitura, o expediente é de 8h às 12h, mas poucas pessoas foram encontradas no prédio nessa sexta-feira (21). Somente o secretário de Administração e Finanças, Dal Adler Castro, poderia responder pelo órgão, mas não quis falar com a imprensa.

Cariri Ligado



Vista-se bem com a..

Adolescente acusado de matar GCM é levado a Funase


Se condenado, adolescente pode ficar como interno até completar 21 anos - Imagem cedida pela polícia.
Nesta segunda-feira (24) policiais civis de Santa Cruz do Capibaribe cumpriram mais um mandado de internação, desta vez contra um adolescente de 17 anos, acusado de matar o guarda municipal Joel Bonifácio.

O crime aconteceu em 09 de abril deste ano e a reconstituição do mesmo chegou a ser feita no dia 12 deste mês (Clique aqui e reveja).

O inquérito está quase concluído e o resultado mais contundente é que o GCM morreu após uma tentativa de assalto realizada na Avenida 22 de Abril, no bairro Bela Vista. Após a reconstituição, um mandado de internação foi pedido a Justiça e foi acatado, sendo o mesmo cumprido na tarde de hoje.

O adolescente foi conduzido a Funase, na cidade de Caruaru. Ele foi apreendido em um sítio, de localidade não informada, mas distante 100 quilômetros de Santa Cruz do Capibaribe

Blog Ney Lima 



Venha você também para..

O tempero é bom viu: Miss Bumbum diz que ‘come de tudo e não malha


Raquel Castro, a Miss Bumbum Bahia, de 28 anos, é multifunções: ela é corretora de imóveis, tem uma casa de eventos em Brasília e trabalha com vendas de roupas e acessórios. Trabalho não falta, mas Raquel resolveu encarar o Miss Bumbum Brasil 2015 porque sonhava participar de um concurso de beleza. “Estou muito feliz de participar. Me acho bonita e muitas pessoas me diziam que eu tinha de concorrer”, diz ela, que é mãe de dois filhos, Amanda, de 12 anos, e Luis Felipe, de 2. “Como de tudo e não malho. Não faço dieta. E não tomo remédio!”, diz ela, que tem 1,73m e 67kg. “Minha genética é boa. Mas vou começar a malhar, senão vai cair tudo”, promete.

Raquel se divide em várias funções, mas a maternidade é a que ocupa a maior parte do seu tempo. “Quando estou com meu bebê a atenção é total”. diz ela, que ainda é musa do time do Brasiliense. “Fiz por eles meu primeiro ensaio sensual e com o cachê troquei meu silicone nos seios”, diz ela, que tem 500ml em cada seio e já fez lipoaspiração duas vezes.

Nas (poucas) horas vagas, Raquel gosta de dançar. “Danço forró e sertanejo universitário. Vou até o sol raiar enquanto tomo espumante. É uma terapia. Se pegar alguém que saiba dançar também, melhor ainda”, conta ela, que está solteira. Raquel fez ginástica olímpica quando tinha 8 anos e consegue fazer abertura até hoje – como mostra na foto.

Como todo os anos, o concurso Miss Bumbum está com votação online aberta em sua primeira fase. A final acontece no dia 9 de novembro.




O melhor lugar para sua casa.

Mágoa e revolta - Galego de Mourinha desabafa, acusa José Augusto de ter mentido e revela bastidores dos Taboquinhas

Imagem: Direto ao Ponto

O vereador Galego de Mourinha é a nova “fera ferida” da novela Taboquinha. Decepcionado com a forma como seu nome foi rifado da conjuntura para a formação da chapa majoritária que concorrerá às eleições de 2016, Galego decidiu se isolar nos últimos dias, não compareceu a entrevista coletiva promovida da residência de José Augusto Maia e resolveu permanecer na cidade do Recife, onde recebeu a visita de alguns correligionários e contatos de políticos.

Na manhã deste sábado (22), o vereador conversou com o editor deste blog, Ney Lima, e revelou detalhes dos bastidores do grupo político de oposição de Santa Cruz do Capibaribe.

José Augusto prometeu a Galego: “Você só não vai ser vice se não quiser” -A principal queixa do vereador Galego de Mourinha é que nos últimos meses o ex-deputado José Augusto Maia sustentou que ele seria o candidato a vice-prefeito do grupo Taboquinha, tendo afirmado em vários momentos que Galego só não seria vice se não quisesse.

A articulação teria sido definida, inclusive, em uma reunião política com o Ministro do Desenvolvimento Econômico, Armando Monteiro (PTB), onde José Augusto teria afirmado que “a população queria Galego na vice” e que ele seria o candidato natural. A promessa fez com que Galego se posicionasse em favor de uma candidatura de Cleiton Barbosa para prefeito, conforme eram os planos de José Augusto.

Promessas de José Augusto fez Galego abrir mão de bases de Poço Fundo para Carlinhos da Cohab - Outra revelação importante feita por Galego de Mourinha foi sobre uma suposta negociação para convencer Carlinhos da Cohab a anunciar apoio ao nome de Cleiton Barbosa para prefeito e deixar de lado as articulações em prol de Fernando Aragão.

Segundo Galego, alguns apoios de associações e votos de populares do distrito de Poço Fundo, que até então eram redutos de Galego, foram prometidos ao vereador Carlinhos. Galego afirmou que foi convencido por José Augusto a abrir mão dessas bases com a promessa que seria o candidato de vice-prefeito.

Bases eleitorais da Vila do Pará foram ofertadas a Ernesto Maia - Galego de Mourinha revelou também que José Augusto Maia ainda tentou articular uma adesão do vereador Ernesto Maia a candidatura de Cleiton Barbosa, para isolar o projeto de Fernando Aragão.

A oferta teria sido as bases eleitorais de Galego na Vila do Pará, também com a promessa de que Galego seria o candidato a vice-prefeito. De acordo com Galego, o vereador Ernesto Maia não teria aceitado a proposta.

“Quando o grupo estava desunido eu servia, agora eu não sirvo mais”, dispara Galego - Ao optar pela formação de uma “conjuntura de união”, José Augusto Maia teria deixado de lado as promessas feitas a Galego de Mourinha, mesmo parte de suas bases eleitorais para vereador tendo sido repassadas.

Conversa fiada? - Galego explicou que José Augusto conversou com a família, acertou-se com Fernando, conversou com vários outros componentes do grupo e apenas na noite anterior ao anúncio da chapa conversou com ele.

José Augusto teria dito que haveria impasses para a indicação do candidato a vice, afirmando que o empresário Flávio Pontes agora estaria postulando a vaga. Outro ponto questionado por Galego foi que José Augusto teria afirmado que Cleiton Barbosa só abria mão da vaga de vice-prefeito se o candidato indicado fosse Tallys Maia. Galego afirmou que posteriormente percebeu que a afirmação de José Augusto era mentirosa e que Cleiton nunca chegou a fazer tal imposição.

Deu na pedra - Sem espaço para qualquer outra articulação e deixando de lado as promessas feitas a Galego de Mourinha, José Augusto taxou que o candidato a vice-prefeito será o seu filho, Tallys Maia e que o outro filho, Augusto Maia, será candidato a vereador.

Uma justificativa defendida por José Augusto teria sido que Tallys Maia é uma pessoa de sua confiança. Galego então questionou: “E eu não sou?” -“Ele falou comigo já com o resultado na mão. Zé acha que os votos são dele. Quando o grupo estava desunido eu servia, agora eu não sirvo mais”, disparou Galego durante as revelações feitas ao Blog.

Pesquisa que indicou favoritismo de Zé Elias para vice em 2004 foi forjada, revela Galego de Mourinha - Em meio às revelações feitas por Galego de Mourinha está a formação do processo eleitoral da eleição de 2004, quando José Augusto Maia foi eleito para o segundo mandato de prefeito.

Galego de Mourinha era pré-candidato do grupo a vice-prefeito, mas teve seus planos interrompidos com a adesão de Zé Elias. Uma pesquisa foi encomendada para decidir quem seria o candidato, indicando maior popularidade para Zé Elias.

De acordo com Galego, logo após a definição foi descoberto que a pesquisa encomendada por José Augusto teria sido fraudada. Galego apontou o ex-chefe de gabinete Carlos Lisboa como sendo a pessoa que revelou a falsificação da pesquisa.

A solidariedade de Edson Vieira e Diogo Moraes - Após o anúncio oficial da chapa composta por Fernando e Tallys, Galego de Mourinha recebeu ligações telefônicas do prefeito Edson Vieira (PSDB) e do deputado estadual Diogo Moraes (PSB). De acordo com Galego, Edson teria dito que Galego poderia contar sempre com ele, sinalizando uma possível abertura para uma mudança de ala política.

Solidariedade de mais de 100 eleitores Taboquinhas - A exclusão do nome de Galego de Mourinha da chapa majoritária também rendeu a solidariedade de mais de 100 eleitores do grupo Taboquinha, segundo Galego. 

Alguns sugeriram que Galego formasse uma terceira via, junto com Dimas Dantas (PP), indicando que apoiariam o projeto. “Não quero tomar decisões precipitadas, ainda quero ouvir o meu grupo”, afirma Galego

O futuro - Sobre os planos futuros, Galego afirmou que prefere ainda ouvir seu grupo político e que não pretende tomar nenhuma decisão precipitada. 

Galego reconheceu a solidariedade e amizade de muitas pessoas da sua ala e disse que nos próximos dias vai definir sua posição.

Dom Blog César Melo com informações do Blog do Ney Lima





Aqui seu corpo sempre está em forma.