quinta-feira, 26 de junho de 2014

Adolescente armado é apreendido enquanto bebia em um Bar em Santa Cruz do Capibaribe


Depois de receberem uma denuncia anônima, policiais do GATI, ROCAM e GE 22 do 24º BPM se deslocaram até um bar na Rua Belo Horizonte, bairro Cruz Alta, na tarde desta quarta-feira (25). Quando chegaram ao estabelecimento o efetivo policial contatou que um grupo de adolescentes faziam uso de bebidas alcoólicas e dentre eles havia um que portava um revólver cal. 38 com duas munições intactas e mais R$140,00 em espécie.


O Cabo da PM Lima Silva que esteve na ocorrência, afirmou que após constatarem a irregularidade, o menor foi conduzido a delegacia de polícia junto com a arma. Segundo Lima Silva o adolescente teria afirmado que o motivo da posse da arma, seria prevenção, já que de acordo com o menor ele tem um desafeto que o ameaçou de morte, porém ele não mencionou o nome do seu possível rival.

Ainda de acordo com o Cabo da PM, nenhum dos adolescentes tem passagens pela polícia, com isso foram entregues as autoridades de plantão, para que fosse tomadas as providências cabíveis.

Na Bronca

O radialista Luciano Lopes na apresentação do programa policial Comando 87, na Rádio comunidade FM, cobrou providências também para o proprietário do estabelecimento. Pois de acordo com a lei 14.592, é expressamente proibida a venda de bebidas alcoólica a crianças e adolescentes. 

“Eu fiquei sem saber por que o dono do bar não foi notificado, já que descumpria a lei? Se os adolescentes foram apreendidos a princípio por fazer uso de bebidas alcoólicas, o dono do bar também teria que ser detido para prestar esclarecimentos”, argumentou Luciano.

Eduardo Rabêlo/Jornalista TCO



Vista-se bem com a..

Lero afirma que já conversa com três nomes que poderão substituir José Augusto Maia


O programa Estúdio 1 desta quinta-feira (26) recebeu o vice-prefeito da cidade de Taquaritinga do Norte, Lero (PDT).

Na ocasião, ele respondeu perguntas dos apresentadores Sílvio José e Ney Lima sobre as especulações de sua desistência do apoio ao deputado federal José Augusto Maia (PROS) nas eleições de outubro deste ano. O vice-prefeito declarou ter se reunido com vereadores, suplentes, empresários e estudantes que o apoiam na terra das dálias para estudar a situação e optar pelo que seria a melhor opção para o grupo, porém, fez questão de afirmar que só terá uma decisão definitiva após mais uma reunião, sendo essa com o próprio José Augusto e com o senador e pré-candidato ao governo do estado Armando Monteiro Neto (PTB).

“A gente precisa sim ter uma decisão para que apresentemos um deputado federal na nossa região, mas diante de nossa reunião, nossa conversa com o grupo político não vamos tomar nenhuma decisão antes de termos uma reunião com o deputado Zé Augusto que hoje é a nossa maior liderança. Após a conversa com Zé Augusto aí sim falar com o senador Armando Monteiro e aí vamos ter uma decisão e apresentar um nome para que esse deputado dê sustentação política ao nosso grupo lá em Taquaritinga” pontuou.

Questionado se haveria um segundo nome sendo ventilado no grupo, Lero foi enfático ao afirmar que existe não apenas um, mas três nomes estão sendo analisados.

“Nós já temos três contatos, mas no momento não quero divulgar”. Afirmou Lero que preferiu fazer mistério e repetir que só terá uma decisão definitiva após conversar com o senador Armando Monteiro, no qual só apoiará a quem o petebista der seu aval.

O vice-prefeito chegou a dizer durante a entrevista que não acredita que José Augusto será candidato em 2014 e só continuará o apoiando se houver uma garantia concreta, o que não tem enxergado até o momento.


Venha você também para..

Armando e João Paulo recebem apoio de prefeito do PR no Sertão e de liderança do PSB na Mata Norte


A força política dos pré-candidatos a governador de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB), a vice-governador, Paulo Rubem (PDT), e do pré-candidato ao Senado, João Paulo (PT), conseguiu atrair mais uma liderança do Partido Socialista Brasileiro (PSB). Trata-se do ex-prefeito de Itaquitinga, na Mata Norte, Geovani Oliveira (PSB). O socialista, que administrou o município de 2009 a 2012, leva para o palanque de Armando todo o seu grupo político, formado por cinco dos 11 vereadores do município, entre outras lideranças.

“O nosso grupo político vai acompanhar essa construção importante que está sendo trabalhada em Pernambuco, pelas mãos de Armando Monteiro. Na política, as pessoas precisam ter lado, posição e palavra. E eu escolhi o meu, com Armando”, declarou Geovani Oliveira.

O ex-prefeito de Itaquitinga desistiu da pré-candidatura a deputado estadual por falta de diálogo e de atenção da direção do PSB em Pernambuco com os candidatos proporcionais. “Não há diálogo com a direção do PSB. Não há atenção por parte deles. Com Armando e com o PTB, nós somos recebidos e ouvidos”, afirmou.

MAIS APOIOS – No Sertão do Estado, mais duas lideranças política declararam apoio às pré-candidaturas de Armando, Paulo Rubem e João Paulo. O prefeito do município sertanejo de Santa Cruz, Gilvan Sirino, e o vice, Cilo Henrique, ambos do PR, vão subir no palanque do petebista. "Acreditamos que Armando é a melhor opção para governar Pernambuco: pelo seu histórico, pelo seu compromisso com o Estado, pela sua competência. Armando é, sem dúvida, o mais preparado”, disse Sirino, que venceu a eleição de 2012 com 60,7% dos votos.

E o prefeito e o vice não estão sozinhos no apoio à chapa. Toda a base de sustentação na Câmara Municipal de Santa Cruz também está dando suporte à coligação "Pernambuco Vai Mais Longe". Ao todo, sete vereadores, todos do PR, estão com a aliança liderada pelo senador: Cunegunde Romeiro, Telvando Soares, Clemildo Almeida, José Ion, Jaésio de Souza, Maria da Solidade Teixeira e Ednarte Siqueira de Souza.

“A nossa cidade precisa melhorar em muitos aspectos. Posso dizer que nossas principais demandas são nas áreas de saúde, educação e infraestrutura, principalmente as estradas. Com Armando no governo do Estado, tenho certeza de que isso vai mudar”, afirmou Sirino.



Referencia

Em nota, Queiroz diz que permanece no PDT


Ana Rebeca Passos
De Caruaru

Ao contrário da expectativa gerada, sinalizando que não ficaria no partido, o prefeito de Caruaru, José Queiroz, distribuiu, há pouco, uma nota oficial comunicando que, embora não esteja mais no comando do PDT, não ingressará com pedido de desfiliação em razão da decisão da executiva nacional de apoiar o candidato do PTB, Armando Neto.

Queiroz fica na legenda, mas não participará de nenhuma atividade partidária. 'Temos uma história de coerência com os ideais do trabalhismo, que aprendemos a seguir com Leonel Brizola. São quase 30 anos de PDT', diz ele. Abaixo a nota na íntegra:

'Considerando a recente decisão da Executiva Nacional do PDT em relação ao quadro sucessório estadual e tendo em conta o nosso compromisso com militantes que acompanharam o partido, sob nossa presidência, esclarecemos:

1. Temos uma história de coerência com os ideais do trabalhismo, que aprendemos a seguir com Leonel Brizola. São quase 30 anos de PDT. Tempos de luta, de mudança, de avanços, sempre integrados à Frente Popular de Pernambuco, de Arraes a Eduardo Campos.

2. Nos últimos oito anos, a parceria com o Governador Eduardo Campos levou, por duas vezes, o PDT ao cargo de vice-governador, fez o companheiro Guilherme Uchoa presidir a Assembleia Legislativa por quatro mandatos consecutivos e deu ao partido a titularidade de Secretaria de Estado.

3. Nossos dois governos em Caruaru foram contemplados com o maior leque de investimentos do Governo Estadual em toda nossa história, promovendo uma profunda transformação na Saúde, na Educação, na Infraestrutura e nas Políticas Sociais.

4. Foi a convivência produtiva com a Frente Popular que motivou opção da esmagadora maioria do Partido às candidaturas de Eduardo Campos, Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho, tanto por parte da militância como através dos deputados, prefeitos, vereadores, lideranças populares, presidentes de comissões provisórias e presidentes dos Movimentos Organizados.

5. Por todo o exposto, firmamos a posição de permanecer no PDT, por uma questão de coerência. As lideranças capitaneadas pelo presidente da Assembleia, Guilherme Uchôa, pelo deputado federal Wolney Queiroz, pelos deputados estaduais Pedro Serafim Neto e Botafogo Filho constituem a maioria da liderança trabalhista no Estado. E todos estão firmes no apoio à Frente Popular no pleito que se avizinha.

6. A direção nacional contrariou a vontade da esmagadora maioria dos pedetistas de Pernambuco.

7.Com a certeza de marchamos em busca de um futuro que preserve e amplie as grandes conquistas que obtivemos nos últimos anos, nos mantemos na trincheira.

José Queiroz de Lima
Prefeito de Caruaru


O melhor lugar para sua casa.

Em Pernambuco, Paulo Rubem Santiago é confirmado como vice de Armando Monteiro


O deputado federal Paulo Rubem (PDT) foi confirmado como pré-candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Armando Monteiro Neto (PTB). O anúncio será feito pelo senador em coletiva de imprensa marcada para a tarde desta quarta-feira (25).

O ex-prefeito do Recife João Paulo (PT) é o pré-candidato a senador na chapa Pernambuco Vai Mais Longe. A coligação é formada por PTB, PT, PDT, PSC, PRB e PTdoB.

A aliança com o PDT foi uma indefinição até essa segunda-feira (23), quando o presidente nacional e estadual da legenda, Carlos Lupi, fez o anúncio. Segundo informações de bastidores, a vereadora do Recife Isabella de Roldão (PDT) também foi cogitado para a vaga.

Na manhã da quinta (19), ele já havia comunicado a adesão pedetista à coligação, porém representantes da Frente Popular, incluindo o pré-candidato a governador Paulo Câmara (PSB), estiveram no Rio de Janeiro para tentar dissuadi-lo.

Lideranças do PDT, como o ex-presidente estadual da legenda, José Queiroz, e o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), são ligadas à Frente Popular e chegaram a ir à convenção da coligação.

PERFIL – Confirmado como vice de Armando, Paulo Rubem ingressou na vida pública em 1979, quando foi eleito presidente da Associação dos Professores do Ensino Oficial de Pernambuco (Apenope), posteriormente transformado em Sintepe. No ano seguinte, ele ajudaria na fundação do PT, partido no qual ficou até 2007.

Rubem deixou o PT após desgastes com a sigla que começaram na campanha de 2004, quando a candidatura dele à Prefeitura de Jaboatão de Guararapes foi rifada pelo partido. O afastamento continuou após estourar o escândalo do Mensalão, no ano seguinte.

Após deixar o PT, Paulo Rubem teve que brigar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para manter o mandato de deputado federal; a decisão saiu em março de 2009. Crítico histórico do ex-governador Miguel Arraes, o deputado chegou a ser defendido na Justiça Eleitoral pelo então governador Eduardo Campos (PSB).

Paulo Rubem assumiu o primeiro mandato de deputado federal em 2003. Entre 1991 e 1994, foi vereador do Recife. De 1995 a 2003, foi deputado estadual. Em 2010, Rubem não conseguiu se reeleger para a Câmara Federal, mas voltou ao cargo em 2011 depois que a ex-deputada Ana Arraes, mãe de Campos, foi eleita ministra do Tribunal de Contas da União (TCU).

Já no PDT, Paulo Rubem voltou a ter uma candidatura a prefeito rifada pelo partido, dessa vez para o Recife, em 2012. O episódio fez com que ele se afastasse do grupo do prefeito de Caruaru José Queiroz, ex-presidente pedetista.


Do Blog de Jamildo



Aqui seu corpo sempre está em forma.

DEM busca funcionamento contínuo de CPMI da Petrobras



O deputado federal Mendonça Filho (DEM) reiterou, na noite de ontem (25), sua posição pela suspensão do recesso parlamentar para manter em funcionamento a CPMI da Petrobras. O parlamentar disse que está se articulando com outros líderes da oposição para adiar a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e garantir, assim, que não haja recesso no mês de julho.

Mendonça acredita que após a Copa do Mundo haverá espaço para a discussão de temas importantes da comissão mista, bem como a votação de temas de relevância, como o projeto de sua autoria que susta o decreto presidencial que cria os chamados “conselhos populares”. 

“Já firmamos uma posição e estamos levando essa posição a outros líderes da oposição, no sentido de que não vamos votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias, para que possamos manter em funcionamento a CPMI da Petrobras e ao mesmo tempo avançar durante o recesso com relação a matérias de interesses nacional”, disse o democrata, ao reforçar que a comissão começou a receber os autos da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, e da investigação sobre um esquema lavagem de dinheiro no Governo Federal.

“Temos que organizar a agenda da Câmara dos Deputados e do Congresso Nacional como um todo, em esforços concentrados, priorizando a CPMI da Petrobras e matérias relevantes para a sociedade que devem ser deliberadas e votadas antes da eleição de outubro”, finalizou.

Escrito por Magno Martins




Fone 81 8235-7724 e peça a sua Pizza Org:  Geazir e Rose

PPS oficializa domingo apoio a Paulo Câmara


O diretório estadual do Partido Popular Socialista (PPS-PE) realiza na manhã do próximo domingo (29), no Clube Internacional do Recife, no bairro da Madalena, a convenção que irá oficializar os nomes dos 11 candidatos a deputado estadual e dos 4 a deputado federal, além de confirmar o apoio o partido à Frente Popular de Pernambuco, que tem como candidato ao Governo do Estado o ex-secretário Paulo Câmara (PSB).

De acordo com a presidente do PPS de Pernambuco, Débora Albuquerque, este deverá ser o ponto final na polêmica da relação com o PSB em nível estadual, afastando de vez quaisquer especulações a respeito da aliança.

Durante o ato, ainda serão aprovadas as coligações para a disputa estadual com o Partido Humanista da Solidariedade (PHS) e o Partido Social Liberal (PSL), além da caminhada federal ao lado do G6 (PHS, PSL, PRP, PSDC, PRTB e PTN).

Escrito por Magno Martins


Tudo para sua Casa e Construção 081 3746-1412

Dilma sanciona sem vetos Plano Nacional da Educação



Valor.

A presidente Dilma Rousseff (PT) sancionou nesta quinta-feira (26), sem vetos, o Plano Nacional da Educação (PNE). Foi mantida a previsão de gastos de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para educação, ainda que não esteja indicada a participação dos governos federal, estaduais e municipais nesse índice - hoje, o percentual está na casa dos 6%.

Também permaneceu a inclusão de programas como ProUni (bolsas para alunos de baixa renda) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) no cálculo dos 10%.

Entidades estudantis e educacionais insistiram para que o percentual considerasse apenas gastos na educação pública, mas esse entendimento foi derrotado no Legislativo.

Havia a expectativa de que a presidente vetasse trecho que estabelecia um repasse mínimo de dinheiro por aluno na educação básica por parte das esferas de governo, o que poderia ter impacto nas contas públicas. A restrição se refere ao texto, aprovado pelo Congresso Nacional no início do mês, que previa um complemento do Governo Federal ao orçamento de estados e municípios que não atingissem o valor considerado mínimo para um bom ensino - o chamado custo-aluno qualidade.

De acordo com estimativa da Associação Nacional de Pesquisa em Financiamento da Educação (Fineduca), a União seria responsável por um desembolso de R$ 46,4 bilhões anuais. Segundo a proposta, a fórmula para o cálculo desse novo conceito deveria ser definida num prazo de dois anos.


Jataúba tem Casa Frios Araújo

Hoje o dia de festa é deles!!! Parabéns!!!



Daniel S. Ferreira 


Gabrielly Almeida 


Rafaela Silva 

Felicidades pelo seu aniversário.

Que seu caminhar seja sempre premiado com a presença de Deus, guiando seus passos e intuindo suas decisões, para que suas conquistas e vitórias, sejam constantes em seus dias.

Parabéns por hoje, mas felicidades sempre. Desejos do Blog Jataúba News


O point da Juventude Jataubense


Da cadeia, Roberto Jefferson ainda comanda o PTB



Ex-deputado comandou migração petebista para aliança de Aécio (Foto: Reprodução)

A bancada do PTB no Congresso Nacional bem que tentou reverter a decisão da direção do partido pelo apoio à candidatura de Aécio Neves (PSDB) à Presidência da República. A conversa que ocorreu no início da tarde de ontem (25) foi longa, com direito à defesa veemente pela manutenção na base da presidente Dilma Rousseff (PT). Os pernambucanos, sobretudo pela postulação de seu líder no Estado (Armando Neto) que sustentará palanque para a petista, apresentaram vários argumentos que indicariam mais facilidades nas disputas regionais com a permanência no campo anterior. Tudo em vão.

Prevaleceu a decisão do ex-presidente da sigla Roberto Jefferson. O ex-deputado, condenado no julgamento do mensalão, continua mandando as cartas no PTB, apesar de, curiosamente, ter os seus direitos políticos cassados pela Justiça. O delator do principal escândalo que eclodiu durante os governos do ex-presidente Lula rompeu com os petistas no episódio e, desde lá, procurou sempre estada em campo adversário.

A força de Jefferson é tamanha que é os petebistas que querem marchar com Dilma são maioria no PTB e poderiam reverter a decisão da executiva nacional com uma simples votação na convenção do partido, marcada para o dia 30. Poderiam. Mas, como o partido funciona no bom e velho modelo cartorial, de nada valerá qualquer tipo de manifestação contrária ao desejo de seu líder maior.

Esse episódio é mais a se somar a dezena de exemplos da precariedade das instituições partidárias brasileiras. O PR deu uma mostra recente. Pediu a cabeça de Paulo Sérgio Passos, que estava à frente do Ministério dos Transportes, por atestar que ele não representava o partido. César Borges assumiu o seu lugar, e pouco tempo depois a legenda repetiu a reclamação, ameaçando inclusive deixar a base do governo Dilma. Quem voltou? O escorraçado Paulo Sérgio Passos. A grita se deu por alguns cargos, segundo informações de bastidor, na pasta.

Agora, com todas as alianças praticamente fechadas, as postulações presidenciais e regionais vão apresentando discursos que tentam justificar o emaranhado de siglas que sustentam seus palanques. Um conjunto de letras que só parece significar uma coisa: tempo de televisão.



Vai viajar Ligue (81) 8152-9895 ou 8907-7056

Imagens da festa da Vila do Jundiá
















Clique no Link Mais Informações para obter Mais Imagens 

Vereador solicita estudo para viabilizar atendimento noturno nos PSFs de Santa Cruz do Capibaribe


Pensando na melhor qualidade de vida dos santa-cruzenses, o vereador Junior Gomes (PSB), enviou ao poder executivo, documento que busca a extensão do horário de funcionamentos dos Postos de Saúde da Família (PSF). 

“O aumento do horário de atendimento é fundamental para o avanço na qualidade e na atenção à saúde da nossa população”, disse o vereador.

O requerimento de número 214/2014, que se estende a Secretaria de Saúde, solicita que seja realizado um estudo sobre a viabilidade do funcionamento das instituições, no período noturno.

“Tivemos nessa gestão, um aumento expressivo no número de PSF’s e conhecendo o serviço que essas unidades prestam, gostaria de verificar com o prefeito Edson Vieira e o secretário Breno Feitoza a possibilidade de se promover o atendimento plantonista, durante a noite para que trabalhadores possam utilizar os serviços das unidades de saúde”, falou Junior.




Seu Gás acabou ligue (81) 8131-7065

Lula: PT não pode ir à campanha sem discutir corrupção

O ex-presidente Lula em entrevista ao Jornal do SBT - Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em entrevista ao Jornal do SBT que o PT não pode fazer campanha sem discutir o tema corrupção. Lula fez a afirmação quando comentou as vaias e os palavrões que a presidente Dilma Rousseff recebeu na abertura da Copa do Mundo.

— As pessoas mais humildes, as pessoas que trabalham neste país, não têm a cultura de ofender as autoridades. Aqueles palavrões me cheirou a coisa organizada, o preconceito, a raiva demonstrada, possivelmente a gente tenha culpa de não ter cuidado disso com carinho. O PT não pode fazer uma campanha sem discutir o tema da corrupção, não podemos fazer como avestruz e enfiar a cabeça na areia e falar que este tema não podemos debater — disse Lula.

O ex-presidente comentou o julgamento do mensalão, dizendo que o processo sofreu com a pressão da imprensa.

— A minha tese é de que, possivelmente, esse tenha sido o processo que tenha sido julgado com a maior pressão de determinados setores dos meios de comunicação da história da humanidade. Nunca as pessoas envolvidas num processo foram condenadas com tanta antecedência. Não estou julgando os ministros e não vou julgá-los, mesmo que uma decisão ou outra não me agrade. Não é meu papel julgar a Suprema Corte. Agora, o que temos que fazer é recontar essa história. As penas desses companheiros já foram dadas. O que esses companheiros agora precisam conquistar é o direito de andar de cabeça erguida nas ruas desse país. (De O Globo)


Internet de qualidade em jataúba é com a

Números e emoções para o segundo turno

A julgar pelos números da pesquisa do Ibope, de 13 a 15 de junho, a vitória de um postulante oposicionista não aconteceria neste momento. De fato, Dilma abre 13 pontos de diferença contra Aécio Neves (43% a 30%) e 16 pontos contra Eduardo Campos (43% a 27%), em simulações de segundo turno, se esta etapa acontecesse agora.

Naturalmente que essa situação numérica tende a se alterar na medida em que apenas um dos concorrentes da oposição vai para a disputa final e pode se beneficiar de parte da migração de votos derivada da união mencionada no parágrafo anterior.

Há que se considerar, também, uma fonte importante de garimpo de votos, disponível para os dois campos que atravessarem a barreira do segundo turno: o contingente dos que manifestaram desejo de votar em branco ou anular o voto, ou simplesmente se declararam indecisos (entre 27% e 30%, no total, na pesquisa do Ibope).

Então, o ponto de vista numérico, apenas de conjugação de forças, não é suficiente para explicar uma eventual vitória de um candidato oposicionista no segundo turno.

A transferência de votos nunca é total, o que significa que parte dos votos da oposição vai para a situação, e o não-voto pode ser conquistado pelos dois lados.

O argumento convincente de que são grandes as chances da oposição ganhar este pleito no segundo turno reside num aspecto emocional: o sentimento de mudança.

Este aspecto pavimenta o caminho para uma maior migração de votos em direção ao candidato opositor e lhe abre, também, maior espaço de conquista do não-voto. A íntegra deste artigo, do professor e consultor Maurício Romão, você confere no menu Opinião. Vale a pena!

Escrito por Magno Martins



O melhor preço é na...