quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Coluna da sexta-feira

     Eduardo descarta discriminação
Numa longa entrevista, ontem, ao Frente a Frente, programa que apresento pela Rede Pernambucana de Rádio, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha (96,7 FM), no Recife, o governador Eduardo Campos (PSB) evitou jogar a culpa em Dilma pela paralisação de obras federais ou andamento em ritmo tartaruga.
Para ele, o Governo enfrenta dificuldades de ordem operacional e financeira, não podendo, assim, imputar a Dilma qualquer responsabilidade ou suspeita de discriminação pelo fato dele ser apontada como pré-candidato a presidente.
Em relação a BR-101, afirmou que o Estado está assumindo parte da obra que tem gerado problemas de engarrafamento e insatisfação nas imediações de Goiana. Sobre a Transposição do São Francisco, disse que o ministro Fernando Bezerra tem feito gestões para retomar os lotes paralisados no Estado.
O governador explicou também que a paralisação das obras de duplicação da BR-104, ligando Caruaru ao polo de confecções de Santa Cruz do Capibaribe, se deu por dificuldades enfrentadas pela empreiteira e que em março retoma o projeto.
Já em relação ao presídio de segurança máxima em Itaquitinga, que vem sendo construído numa parceria com a iniciativa privada, garantiu que as obras voltam em março e que pretende inaugurar entre julho e agosto.
“Não há nisso nenhuma relação de tratamento melhor ou pior por parte de Dilma em relação ao que foi dado pelo ex-presidente Lula”, reforçou. O governador disse, por fim, que a presidente estará em Pernambuco no próximo dia 18 para cumprir uma ampla agenda, que inclui a inauguração da adutora do Pajeú, em Serra Talhada.
Em novo teste, a adutora voltou a apresentar problemas de vazamento, mas, segundo o governador, isso é absolutamente normal em obras dessa natureza, descartando a possibilidade do sistema adutor não funcionar a contento.
ELEIÇÃO– Na mesma entrevista, o governador falou, também, da eleição de renovação da mesa diretora da Câmara e do Senado, hoje, em Brasília. Disse que a bancada do PSB no Senado não vota no candidato do PMDB, Renan Calheiros, porque este não representa a renovação que a Casa exige. Quanto à Câmara, reafirmou a candidatura do socialista Júlio Delgado (MG), mas negou que esteja pedindo voto para ele. “A eleição é interna da Câmara, não posso me envolver”, alegou.
Tudo ou nada! - O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) partiu para uma estratégia desesperada, do tudo ou nada na eleição de hoje para garantir sua eleição para presidente do Senado. Num vídeo de 51 segundos, pediu votos aos demais 80 senadores até pela internet.

Debate municipal - Na segunda quinzena de fevereiro, o governador Eduardo Campos fará um mega encontro, à semelhança do que Dilma promoveu esta semana, em Brasília, com os prefeitos pernambucanos. A ideia é discutir projetos comuns para os municípios e retransmitir um pouco o modelo de gestão adotado no Estado. Serão convidados os 184 gestores municipais.
Sem convênios - A maior queixa dos prefeitos em relação ao encontro com a presidente Dilma, segunda-feira, diz respeito ao fato de que apenas 38% dos municípios serão beneficiados com as medidas anunciadas, num pacote de R$ 66 bilhões, porque os demais estão inadimplentes e, portanto, não podem firmar convênios com a União.
O elefante - O que se diz em Brasília é que o Palácio do Planalto não aguenta mais o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski. A percepção é que ele cobra demais e que aquilo que o Governo oferece nunca está com bom, nem para ele nem para os municípios. Isso sem falar nas vaias que a presidente leva quando tem encontro com prefeitos.

CURTAS
REPERCUSSÃO– O prefeito de Cumaru, Eduardo Tabosa (PSD), gostou da escolha do nome do prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB), para presidir a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). “Ele é bem relacionado, sabe dialogar e tem a experiência de ter sido secretário de Eduardo”, diz.
LIVRO DOS RECORDES – O deputado Inocêncio Oliveira está confiante em sua permanência na mesa diretora da Câmara dos Deputados. Até ontem, ele tinha abaixo assinado com 30 apoios de uma bancada do seu partido, o PR, com 35 deputados. Se for eleito, Inocêncio terá mais dois anos na mesa completando uma permanência total de 20 anos.
Perguntar não ofende: Haverá surpresa na eleição hoje no Senado e também na Câmara dos Deputados?
"O hipócrita com a boca destrói o seu próximo, mas os justos se libertam pelo conhecimento". (Provérbios 11:9)

Ypiranga vence a primeira no Pernambucano


Jogadores se ajoelham após vitória, em jogo sem brilho técnico. Fotos: Elivaldo Araújo.

Na noite desta sexta quarta-feira (30), no Estádio Otávio Limeira Alves, o Ypiranga conseguiu a sua primeira vitória.

Em uma partida com poucas emoções, as duas equipes não mostraram um bom futebol ao publico presente.

1º TEMPO

Com atraso de 4 minutos por falta de médico, o primeiro tempo começou com poucas movimentações das equipes. Os erros no meio campo e o grande número grande de faltas por parte das equipes, demonstravam a falta de criatividade e de jogadas ofensivas.


O primeiro lance surgiu aos 13 minutos em uma jogada Anderson Peixe, batendo de esquerda para fora do gol de Caruaru. Dois minutos depois, foi à vez do Porto com Joelson e bateu pra fora, passando do lado esquerdo do goleiro Jailson. Aos 23 minutos, Carlinhos Gravatá toca para Paulo Krauss, que chuta fraquinho para a fácil defesa de Emanuel.

Aos 27, Paulo Krauss recebe de Anderson Peixe, que bate forte e Emanoel manda para escanteio, em seguida Hugo cabeceia fraquinho.

O último lance de perigo acontece aos 44, com uma falta batida por Vagner Rosa, passando longe da meta de Jailson.

2° TEMPO

O segundo tempo inicia com constantes ataques da Máquina. No primeiro lance, o lateral Diogo recebe e bate forte para a defesa do goleiro do Porto. Aos 5 minutos, em  cobrança de falta o zagueiro Bruno Fonseca assusta o goleiro Emanoel.

O Porto acorda aos 8 minutos. No erro de passe no meio campo, o atacante Talles parte para cima da defesa e toca para Taciano, que chuta prensado.

O lance que garantiu a vitória do Ypiranga surgiu aos 12 minutos. Em jogada individual, o meia alviazulino Torres invade a área e é puxado pela camisa pelo zagueiro Wallace, o arbitro não vê, mas o bandeirinha marcou o pênalti.

Na cobrança aos 14 minutos, o lateral Diogo bate alto no lado esquerdo, sem chances para Emanoel, fazendo Ypiranga 1×0.
Goleiro de um lado, bola do outro e Máquina garante a vitória.

Aos 24 minutos, um lance duvidoso resultou na anulação de um gol do Porto. Jeferson Recife recebe na direta e cruza por baixo e Joelson marca, mas o gol é invalidado, para reclamação geral da equipe caruaruense.

Lance polêmico da partida.

Com a entrada de Assis, o Ypiranga ganha movimentação e velocidade entre meio e ataque.

O último lance de perigo da partida foi aos 32minutos para o Porto, com um chute forte no travessão de Vagner Rosa.

Com a vitória o Ypiranga ocupa a 5ª colocação, no próximo domingo a máquina enfrentará o líder Serra Talhada, às 16h, no Sertão.


Ficha da Partida:
Ypiranga 1 x 0 Porto
Estádio: Otávio Limeira Alves
Árbitro: Alexsandro Rodrigues
Auxiliares: Bruno Alcântara e Bruno Chaves
Público: 5.735
Renda: R$ 37.489,00

YPIRANGA:
Jailson, Diogo, Hugo, Bruno Fonseca e Anderson Peixe; Jeferson Piauí, Dácio, Guilherme (Léo Oliveira) e Torres (Thiago Chrispim); Paulo Krauss e Carlinhos Gravatá (Assis). Técnico: Edson Miolo.

PORTO:
Emanuel, Henrique, Wallace, Jaécio e Jackson, Cosme, Vagner Rosa, Taciano (Jefinho) e Tiago Orobó (Jeferson Recife); Talles (Lalá) e Joelson. Técnico: Adelmo Soares.

Cartões Amarelos: Bruno Fonseca e Guilherme (Ypiranga); Wallace, Jaécio, Cosme, Vagner Rosa e Joelson (Porto).

fonte ney lima

Governo quer transformar Caruaru no maior Polo de Saúde do Interior do Nordeste



Imagens do Site da Secretaria Estadual de Saúde 


Governo do Estado pretende tornar Caruaru em futuro próximo transformar a cidade como o maior Polo de Saúde de todo o interior do Nordeste. O Secretário Estadual de Saúde Antônio Figueira acredita que com a chegada da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco em Caruaru e a ampliação das Faculdades de Garanhuns e Serra Talhada, ele não tem dúvidas de que este sonho se transformará em realidade.

Dando início a materialização dessa possibilidade é que na última quinta-feira (24) o Governo do estado inaugurou uma nova Enfermaria com 35 leitos no Hospital Regional do Agreste, aqui em Caruaru. Agora a Unidade Hospitalar da Capital do Agreste conta com 190 leitos reservados exclusivamente para internamentos.

Secretário Antônio Figueira, Vice Prefeito Jorge Gomes e Diretor do HRA José Bezerra.

A nova Enfermaria, que fica no térreo da Unidade Hospitalar, faz parte de um conjunto de obras em execução no Hospital, que inclui: 70 leitos de ortopedia e o Posto de Coleta do Hemope.


Os investimentos totais somam mais de um milhão e setecentos mil reais investidos pelo Governo Estadual na Unidade Hospitalar que se destina ao atendimento de pacientes da região, descentralizando os serviços Hospitalares e desafogando o atendimento do Hospital da Restauração, na Capital Pernambucana.


O Secretário Antônio Figueira explica” que a nova Enfermaria inaugurada no HRA significa que poderá beneficiar até 250 internamentos por mês no Hospital Regional do Agreste. E que esse investimento de agora, já é em função da futura instalação em Caruaru da Faculdade de Medicina da UFPE. E, Medicina, é um curso que só se aprende, em serviço. E eu tenho certeza, de que o aluno da Universidade Federal que escolher Caruaru vai contar com os melhores equipamentos hospitalares possíveis, para o seu aprendizado”.


De acordo com o Secretário, o Serviço Móvel de Atendimento
de Urgência – o SAMU Regional, ganhará um reforço de 40 novas ambulâncias. O Secretário Estadual Antônio Figueira também antecipou que os Hospitais Mestre Vitalino, atualmente em construção em Caruaru e o São Sebastião em reforma, estão previstos para serem inaugurados em novembro deste ano. Já o Hospital da Mulher estará em funcionamento em 2014.

O Secretário reconhece que se depender dos equipamentos de saúde, os problemas da área, estão resolvidos, mas quanto aos médicos que atuarão nas novas Unidades “esta é uma grande dificuldade do nosso país. O Brasil tem 1.8 médicos para cada mil habitantes, já Pernambuco tem 3.2. Agora, nós temos certeza, que com o esforço que tem sido feito. Com a chegada da Faculdade de Caruaru e a ampliação das Faculdades de Garanhuns e Serra Talhada e bem como com a aquisição desses novos equipamentos, os profissionais da área de saúde, não irão atrás, apenas do salário, mas sim da condição de trabalho”. E o Secretário concluiu: “eu acho que com a chegada desses novos hospitais em Caruaru, vão atrair profissionais de Maceió, de Campina Grande, o que evidentemente transformará Caruaru, no maior Polo de Saúde de todo o interior Nordestino.

Fim de um incômodo jejum




Equipe tricolor está a um ponto da classificação


Danilo Santos foi o responsável por acabar com um jejum que já incomodava a torcida tricolor. O Santa Cruz, que não ganhava fora do Recife há mais de dez meses, contou com um gol do atacante para superar o Feirense/BA por 1x0, no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, na noite de ontem. O jogo foi fraco tecnicamente, o Mais Querido ainda não conseguiu desenvolver um futebol de encher os olhos, mas o resultado foi suficiente para levar a equipe a nove pontos no Grupo D da Copa do Nordeste. Assim, mantém a segunda posição na chave e abriu uma confortável diferença de seis pontos para o terceiro colocado, o CRB/AL. Restam apenas duas rodadas para o fim da primeira fase e, no próximo sábado, o time coral recebe, no Arruda, o líder Campinense, com dez pontos, em jogo que vale a liderança.

Logo aos dez minutos, o Santa Cruz reclamou de um pênalti. Paulo César foi agarrado por um adversário na área, mas o árbitro Antônio Dib nada marcou. Três minutos depois, a primeira boa chance tricolor. Natan arrancou com a bola dominada, mas, na hora da finalização, foi travado pela zaga. Depois do ímpeto inicial, o Mais Querido relaxou e viu o time da casa assustar. Aos 16, Ananias arriscou da intermediária e Tiago Cardoso espalmou a escanteio. O arqueiro coral voltaria a trabalhar aos 30. A bola foi cruzada na área, Jaiminho tocou para o gol, mas o camisa 1 fez bela defesa. Ela ainda tocou no travessão antes de ser afastada. O Santa teve outro bom lance antes do intervalo. Renatinho bateu cruzado e a bola passou raspando a trave.

O Santa voltou com uma boa chance aos três minutos, mas Pedro Henrique defendeu o chute de Natan. O jogo seguiu morno, sem que o Mais Querido criasse novas oportunidades. Edcarlos, do Feirense, mandou uma bomba no travessão, aos dez. O Tricolor tentava criar, principalmente com Natan, mas as jogadas pareciam não ter sequência. Só que Danilo Santos, que havia sido acionado no lugar de Philco, tratou de mudar a história do jogo. Ele aproveitou bom cruzamento de Tiago Costa para cabecear para o fundo das redes, aos 36 minutos, e garantir o triunfo.

Feirense/BA : Pedro Henrique; Edcarlos, Mota, Joadson e Reivan; Flávio (Everton), Ananias, Roberto e Cristiano (Sheldon); Jaiminho e Sassá (Dadai). Técnico: Duzinho

Santa Cruz : Tiago Cardoso; Marquinho (Everton Sena), César, Vágner e Tiago Costa; Ânderson Pedra, Luciano Sorriso, Natan e Renatinho (Sandro Manoel); Paulo César e Philco (Danilo Santos). Técnico: Marcelo Martelotte

Local: Estádio Joia da Princesa (Feira de Santana/BA)
Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI)
Assistentes: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Eric Nunes Costa (SE)
Gol: Danilo Santos (aos 36 do 2ºT)
Cartões amarelos: Flávio, Cristiano, Edcarlos (Feirense); Tiago Costa (Santa Cruz)
Renda: R$ 7.090,00 - Público: 980

Lula age para ter Eduardo como vice de Dilma em 2014

 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva resgatou, em conversas com interlocutores, antigo projeto de ter o governador Eduardo Campos (PSB-PE) como eventual vice de Dilma Rousseff na disputa presidencial de 2014. Como o PMDB ocupa hoje a vaga, a ideia seria o PT abrir mão de disputar o governo de São Paulo para apoiar o peemedebista Gabriel Chalita, candidato à prefeitura da capital paulista em 2012.

A troca ainda não foi discutida com Michel Temer (PMDB-SP), atual
vice-presidente da República, e deve encontrar resistências tanto no
PMDB quanto no PT. A proposta de Lula começa a circular justamente quando a candidatura de Eduardo Campos à Presidência da República vem sendo especulada com mais força. Chalita é cotado para o Ministério  da Ciência e Tecnologia, e ainda não se sabe o quanto de sua esperada nomeação depende da sondagem deflagrada por Lula. (Da Folha de S.Paulo – Natuza Nery)