sexta-feira, 7 de novembro de 2014

A voz do Povo: Leitor reclama de esgoto a Céu aberto na rua Pedro Doca Filho.



Moradores da rua Pedro Doca Filho reclamam de um esgoto a céu aberto, segundo moradores esta água suja e com mal cheiro vem escorrendo a dois dias e os moradores já não suporta mais, e pede que as autoridades competentes tomem providencia, o mais rápido possível. 


“Isto já está acorrendo há dois dias, fica um mau cheiro daquele na hora do almoço você nem imagina, tem hora que nem vontade de comer tenho, queria que as autoridades competentes tomassem providencias, porque este local está virando um banquete para ratos e baratas além de moscas e um verdadeiro foco para as muriçocas”. Disse o leitor em uma MSG via Whatsapp


Collar Blog Jataúba News

Jataúba tem.

Pega fogo a briga pela posse do PR em Pernambuco


Pega fogo a crise envolvendo o PR em Pernambuco, com o acirramento de ânimos entre o atual presidente do Partido Anderson Ferreira e o grupo que não se submete ao seu comando, os deputados ‘inocencistas’ Rogério Leão, Sebastião Oliveira e Alberto Feitosa. A tentativa do presidente nacional do PR, Alfredo Nascimento, de acalmar os ânimos dos republicanos em Pernambuco, sugerindo que eles resolvam as divergências entre si, não funcionou.

O novo presidente estadual da sigla, Anderson Ferreira, que arrebatou comando do partido com a sutileza de um macaco e um elefante dentro de uma loja de louças, mandou “os incomodados” saírem da legenda. E por aí começou a troca de farpas que vai num crescendo que beira à rebelião.

“Quem estiver se sentindo incomodado que saia do partido. Eu não vou obrigar ninguém a ficar no partido. Quem se sentir incomodado, saia”, mandou o evangélico Anderson Ferreira.

O troco veio em seguido partindo do deputado Alberto Feitosa, do grupo de Inocêncio, com a força dos mandatos que todos obtiveram nas urnas na eleição recente:

“Na hora que ele vê que não vai ser o todo poderoso, aí ele indica o caminho da saída. Eu acho que agora que quem tem que estar incomodado e sair é ele. Ele pode fazer a saída justamente devolvendo a presidência a Inocêncio ou a outro membro do partido. Ou ele também, já que tem essa história de estar incomodado, que saia”, diz Feitosa. Ele e o restante do grupo (Rogério Leão, Sebastião Oliveira) havia divulgado nota sustentando que Anderson Ferreira não representava os membros do partido no Estado, enfatizando a liderança de Inocêncio.

Escrito por Magno Martins


Seja parceiro da justiça: Denuncie.

Bando foi roubar e se deu mal acabou sendo imobilizado e linchado pela população.


Nesta quinta 05 de novembro um Homem identificado como sendo Alexandre Joel do Nascimento vulgo NEGAO ex-presidiário Art.157 foi preso pela GT de jataúba comandada pelo Cb PM Júnior e composta pelos Sds Michelangelo e Janielson. 


Após ser imobilizado por populares quando tentava assaltar um estabelecimento comercial o Bar do Léo que fica nas margens da PE 160 em jataúba, ele foi linchado pela população a GT no local localizou um revólver cal. 38 com 05 munições intactas que estava sendo usado pelo Alexandre com ele se encontrava um outro elemento de vulgo Galeguinho residente em São domingos. 


O Alexandre informou aos policiais que residia na rua nossa senhora de Fátima 303 são domingos, ele foi transportado pelo SAMU e medicado no hospital municipal.


Informações Cabo Junior de Jesus. 



Venha Logo lavar seu Carro ou sua Moto, Não perca tempo!

Universidade afasta professor por falar racista


Professor reafirma sua preferência por profissional branco no Espírito Santo (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) decidiu, nesta quinta-feira (6), afastar o professor Manoel Luiz Malaguti de todas as atividades acadêmicas por um prazo de 30 dias. Ele é acusado por alunos de ter feito declarações preconceituosas e racistas durante uma aula, na segunda-feira (3). De acordo com a universidade, a decisão visa à preservação das integridades intelectual, emocional e física dos estudantes e do professor.

Na tarde desta quinta-feira, o advogado do professor, Jeronymo Zanandréa, disse que o cliente não foi informado de nenhuma acusação formal e que só depois que isso acontecer ele vai tomar as medidas cabíveis. Com relação ao afastamento, Zanandréa disse que esse é um direito da administração da Ufes e que é a medida mais “prudente”, por enquanto. Em uma rede social, o professor teria dito que “detestaria ser atendido por um médico ou advogado negro”.

Acusação
Alunos da Ufes denunciaram o professor por ter dito as frases de caráter racista e preconceituoso durante uma aula, na tarde de segunda-feira (3). Cartazes com a foto do mestre e com o título “Professor Racista” estão espalhadas pelo campus.

Segundo a Ufes, Malaguti é professor de duas turmas na instituição e dá aulas às segundas e terças-feiras. Desde que foi denunciado por alunos, na tarde de segunda-feira (3), Malaguti não esteve mais em classe, e já havia sido afastado da turma onde aconteceu a discussão, mas continuava com outras atividades, como orientação de monografias.

Do Portal G1

Em Jataúba chegou.