segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Pai do deputado estadual Odacy Amorim morre em grave acidente em Petrolina

 

O pai do deputado estadual Odacy Amorim (PT) morreu na noite deste domingo (18) em Petrolina, vítima de um acidente automobilístico. O fato aconteceu por volta das 22h. 
De acordo com informações repassadas ao Blog, seu Odair Granja de Souza estaria no veículo com mais três pessoas, sendo que sua esposa Isabel Amorim (Dona Menininha) teria ficado gravemente ferida presa nas ferragens. 

Ainda não há informações sobre o que teria provocado o acidente. O deputado Odacy Amorim se dirigiu ao local da tragédia, próximo ao distrito de Rajada, zona rural de Petrolina. Outras informações pelas próximas horas. 

Fonte:NE10


Org Michelly Galvão Vieira

Moto abandonada e queimada na Cohab em Santa Cruz do Capibaribe


Após informações repassadas por populares, a Guarda Civil Municipal (GCM) encontrou na manhã desta segunda-feira (19) uma moto queimada em frente à Escola Dona Tila no bairro Polispacas em Santa Cruz do Capibaribe.


O veículo se tratava de uma moto CG, de cor Vermelha e placa MND-3496. Populares informaram que a moto foi deixada no local durante o início da madrugada desta segunda-feira (19) e em seguida foi colocado fogo na mesma.

Marcelo Canta Cruz


Org:Jailson Kaô.

Em nota, Sindasp critica sistema penitenciário do Estado


Rebelião que ocorreu nesta segunda no complexo do Curado deixou dois mortos, entre eles um sargento da PM (Foto: Jedson Nobre/Folha de Pernambuco)

O Sindicato dos Agentes e Servidores no Sistema Penitenciário do Estado de Pernambuco (Sindasp-Pe) lançou uma nota sobre a rebelião que ocorreu nas Unidades do Complexo do Curado nesta segunda-feira (19). O motim acabou deixando dois mortos, entre eles o primeiro sargento da Polícia Militar Carlos Silveira do Carmo, e 24 feridos.

O Sindasp lamentou a morte do policial e relatou que o caso revela o “total apagão do Sistema Penitenciário em Pernambuco, que merece ser revisto com urgência e presteza”.

Leia a nota na íntegra:

O Sindicato dos Agentes e Servidores no Sistema Penitenciário do Estado de Pernambuco (Sindasp-Pe) se pronuncia acerca da rebelião ocorrida nas Unidades do Complexo do Curado nesta segunda-feira, 19 de janeiro:

Lamentamos profundamente a morte de mais um irmão, policial militar nos serviços da guarda externa, que tombou no exercício de sua função.

Para o Sindasp-PE, esta tragédia, como muitas outras, revela o total apagão do Sistema Penitenciário em Pernambuco, que merece ser revisto com urgência e presteza.

Denunciamos um déficit de pessoal de 4.700 Agentes Penitenciários, péssimas instalações, falta de condições de trabalho e a morosidade no julgamento dos processos dos apenados, principalmente, pela falta de Agentes Penitenciários para as apresentações judiciais e a falta de defensores públicos.

Infelizmente, rebeliões como essas são previsíveis, podendo acontecer outras vezes pela omissão do Estado em garantir a Ordem e a Segurança no Sistema Penitenciário.

Novamente denunciamos que armas e outros ilícitos estão entrando nos presídios por cima dos muros do complexo, visto que, em média, 60% das guaritas continuam desativadas.

O Sistema Penitenciário tem que ser tratado com outros olhos para garantir a Segurança Pública e a ressocialização do preso.

Blog da Folha



Org: Josemir