quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Em Jataúba - Bloco Vira-Copos arrasta uma multidão na segunda-feira de carnaval


Há 22 anos o Bloco Vira Copos marca presença no carnaval de Jataúba e mais uma vez arrastou uma multidão pelas principais ruas da cidade. Os foliões se concentraram no Clube Municipal onde degustaram de uma deliciosa feijoada e muita cerveja gelada.


Ainda no clube municipal, os foliões curtiram o show de Gil Camargo. Durante o percurso e também em praça pública, os foliões se refrescaram com banhos nos carro-pipa.


Ao chegar em praça pública, festa foi comandada pela orquestra de frevo, Andreza Almeida, Dj Bruninho Paiva, e encerrando a noite, a festa foi comandada por Fabinho e Forró Moral.

Blog do Diógenes Ramos

Caso suspeito de coronavírus é investigado em Pernambuco


Pernambucana de 51 anos está em isolamento no Oswaldo Cruz. (Foto: Malu Cavalcanti/Arquivo DP)

Um caso suspeito de coronavírus está sendo investigado em Pernambuco. Uma paciente de 51 anos deu entrada no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), localizado no bairro de Santo Amaro, com sintomas semelhantes aos da doença provocada pelo novo coronavírus. A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) e a equipe médica do hospital concederam, na noite desta terça-feira (25), entrevista coletiva sobre o caso suspeito no estado.

A mulher chegou ao Recife vindo de São Paulo em um voo da companhia aérea Azul, que partiu do Aeroporto Internacional de Guarulhos, após conexão de voo que saiu da Itália. Ela passou férias no Norte do país europeu e, ao chegar à capital pernambucana, foi encaminhada ao Huoc com sintomas similares aos da doença provocada pelo coronavírus.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, a mulher apresentava quadro de febre, dor de garganta e cansaço. "É importante dizer à população que o plano de contigência montado pelo estado de Pernambuco funcionou tanto por parte do acionamento da Anvisa quanto ao suporte do Samu como também em relação à referência do Oswaldo Cruz", afirmou. "Ela está fazendo os exames necessários", completou.

O desembarque da passageira no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes-Gilberto Freyre aconteceu sem intercorrências. Os demais passageiros e tripulantes do voo 6954 foram avaliados e liberados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). "Com a ampliação da definição de casos suspeitos para oriundos também da Europa, como é o caso da Itália, é de se esperar que possa haver um maior número de casos suspeitos. Precisamos estar prontos e vigilantes para dar resposta no tempo hábil para excluir ou confirmar casos", disse Longo. 

A aeronave onde a pernambucana estava foi submetida a um procedimento de limpeza com agentes bactericidas e liberada para outras programações. "A Azul está colaborando com as organizações de saúde do Brasil na investigação do caso, e a cliente será acompanhada pela Anvisa e pela unidade de saúde onde está sendo atendida", informou a companhia aérea, em nota.

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco informou que foi notificada na tarde desta terça-feira, através do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância à Saúde (Cievs). "Trata-se de uma mulher pernambucana, de 51 anos, que desembarcou no Recife na tarde de hoje em voo doméstico proveniente da Itália (país europeu com casos confirmados do vírus) com conexão em São Paulo. A paciente foi atendida, ainda no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes, por equipes da Anvisa", comunicou a SES.

Ainda de acordo com o órgão, "seguindo o protocolo previamente estabelecido pela SES-PE, a mulher foi levada em ambulância do Samu Recife para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz, uma das referências estaduais para atendimento de casos suspeitos do coronavírus". A paciente, que já está internada no isolamento da unidade com sintomas leves, está sendo avaliada pela equipe médica do hospital.

Já foram coletadas amostras para realização de exames no Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) e no Instituto de Evandro Chagas (IEC), no Pará. Outras informações sobre o estado de saúde da paciente devem ser divulgadas em breve, de acordo com a SES.

"É importante salientar que, em paralelo ao rápido acolhimento da paciente no Huoc, a SES-PE já deflagrou as primeiras medidas de vigilância contra a doença. A Secretaria já recebeu a lista de passageiros e tripulantes que estavam no mesmo voo e iniciará, em parceria com os municípios, a contactá-los para recomendações sobre o caso. Ao aterrissarem no Recife, os demais passageiros receberam as primeiras orientações da própria Anvisa. É recomendado, neste primeiro momento, que os passageiros adotem medidas de higiene pessoal e etiqueta respiratória. Ao notar algum sintoma suspeito, a pessoa deve procurar imediatamente o serviço de saúde mais próximo", destacou a secretaria. A SES-PE enfatizou ainda que montou, desde o início do mês, esquema para preparar a rede pública de saúde para possíveis casos suspeitos do novo coronavírus. 

"Além de enviar diversas notas técnicas sobre o assunto e repassar os boletins do Ministério da Saúde para os serviços da rede, capacitou os profissionais de saúde para que seja realizado o manejo clínico correto do paciente. Além do Huoc, o Hospital Correia Picanço (HCP) e o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) são as referências estaduais paras possíveis casos suspeitos do novo coronavírus", pontuou.

Estado de saúde

Segundo o médico infectologista e chefe do setor de Infectologia do Huoc, Demetrius Montenegro, do ponto de vista clínico, a paciente está bem. "A medicação que está sendo feita é sintomática, quando ela sente dor ou febre. Como faz parte do protocolo e não podemos nesse momento afastar uma possibilidade também de H1N1, está sendo também o tratamento para H1N1 até termos uma confirmação", explicou. 

O médico disse que os sintomas apresentados pela pernambucana são "simples que podem ser causados por qualquer tipo de vírus". A atenção é especial, porém, porque ela veio de uma área considerada de risco de transmissão e foi incluído no critério de casos suspeitos. "Já foram coletados os materiais para fazer o exame, o perfil viral, tanto de vírus influenza como de outros vírus respiratórios e também do coronavírus. Até sair o resultado, ela vai ficar internada sob vigilância", afirmou Montenegro.

O infectologista enfatizou ainda que os passageiros do voo 6954 foram cadastrados pela SES e, caso a suspeita seja confirmada, serão comunicados. "Diante da comunicação, se acontecer algum sintoma ou quadro semelhante, elas precisam ser encaminhadas a uma unidade de saúde", disse. A equipe da Secretaria Estadual de Saúde reforçou também que não precisa ter pânico. "Não tem necessidade de nenhum medo ou alarde porque está tudo sendo monitorado. O primeiro passo é aguardar o resultado dos exames. Confirmando ou descartando, vamos ver os próximos passos a serem dados", frisou.

Do Diário de Pernambuco

Brasil tem primeiro resultado positivo para coronavírus, mas ainda falta novo teste

Foto: Warley de Andrade/TV Brasil/Divulgação

O Brasil teve, nesta terça-feira (25), um primeiro teste positivo de coronavírus. Trata-se, segundo o Ministério da Saúde, de um homem de 61 anos, residente em São Paulo, com histórico de viagem para a Itália, na região da Lombardia (norte do país), a trabalho, sozinho, no período de 9 a 21 de fevereiro. Ainda falta novo teste, que ocorrerá nesta quarta-feira, 26, para tratar o diagnóstico como confirmado.

Na tarde desta terça, o caso foi relatado pelo Hospital Israelita Albert Einstein como suspeito de coronavírus. Com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova.

Este processo de validação dos resultados está em curso e o Ministério da Saúde divulgará o laudo final da investigação oportunamente, segundo a pasta. A pasta recomenda, portanto, cautela sobre quaisquer informações que não sejam as oficiais, uma vez que a investigação não está concluída.

Confira, na íntegra, o comunicado do Ministério da Saúde:


O Ministério da Saúde, em conjunto com as secretarias estadual e municipal de São Paulo, investiga possível caso de Doença pelo Coronavírus no município de São Paulo.

Em 25 de fevereiro de 2020, após 12h, o Hospital Israelita Albert Einstein registrou a notificação de caso suspeito de Doença pelo Coronavírus 2019 (COVID-19). No atendimento, adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletou amostras e realizou testes para vírus respiratórios comuns e o exame específico para SARS-CoV2 (RT-PCR, pelo protocolo Charité), conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova.

Este processo de validação dos resultados está em curso e o Ministério da Saúde divulgará o laudo final da investigação oportunamente. A pasta recomenda, portanto, cautela sobre quaisquer informações que não sejam as oficiais, uma vez que a investigação não está concluída.

Trata-se de um homem de 61 anos, residente em São Paulo/SP. Traz o histórico de viagem para a Itália, na região da Lombardia (norte do país), à trabalho, sozinho, no período de 09 a 21 de fevereiro. Iniciou com sinais e sintomas (Febre, tosse seca, dor de garganta e coriza) compatíveis com a suspeita de Doença pelo Coronavírus 2019 (COVID-19). O paciente está bem, com sinais brandos e recebeu as orientações de precaução padrão.

A SES/SP e SMS/SP estão realizando a identificação dos contatos no domicílio, hospital e voo, com apoio da Anvisa junto à companhia aérea.

Todas as ações e medidas seguidas estão de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde e da OMS e diariamente atualizações são informadas em coletivas e boletins epidemiológicos.

Diário de Pernambuco