sexta-feira, 27 de julho de 2018

Secretário Estadual de Transportes fala sobre novas readequações, cortes e prazos na duplicação da PE-160


Na manhã desta sexta-feira (27) o Secretário Estadual de Transportes, Antônio Ferreira Cavalcante Junior, esteve em visita as obras de duplicação da PE-160.

Acompanhado de uma grande comitiva composta por vereadores de Santa Cruz, Recife e Taquaritinga, além do prefeito Ivanildo Lero (PSB) e o deputado estadual Diogo Moraes (PSB), ele assinou ofícios com cobranças por tapa-buracos na PE-130, concedeu entrevistas em emissoras de rádio e conferiu o atual ritmo de trabalhos da duplicação.


No programa Rádio Debate, da Polo FM, ele foi questionado sobre os prazos de conclusão, tanto fora do município como no perímetro urbano de Santa Cruz.

“O prazo para conclusão dessa grande obra, que vai beneficiar mais de 500 mil pessoas de todo esse polo têxtil é até o fim de dezembro de 2018. A obra já foi definida no que diz a sua fonte de recursos, onde houve um pequeno percalço, mas nós conseguimos definir uma fonte nova para ela com autorização do nosso Governador. Ela não sofrerá mais problemas de continuidade” – frisou.






Perímetro urbano não terá alargamento de pistas, afirma secretário

O secretário foi questionado sobre a etapa da operação que está sendo realizada no perímetro urbano do município. Atualmente, está havendo a retirada das camadas de asfalto antigo em vários pontos e sendo colocado asfalto novo.

O secretário foi questionado se, após isso, haveriam operações para alargar as duas faixas de pista existentes. Sobre isso, ele foi enfático:

“A duplicação vai até aonde estamos fazendo (que é antes da ponte nova). Nessa crise absurda que o país passou, essa parte de alargamento seria de grande custo. Então, para não deixar a população de Santa Cruz sem essa obra, resolvemos trabalhar restaurando as faixas que existem e deixar esses trechos para duplicação no possível próximo governo do Governador Paulo Câmara” – frisou.

Gargalos no giradouro e também em frente ao Moda Center

Questionado se haveriam mudanças com relação ao giradouro da Avenida 29 de Dezembro e também em frente ao Moda Center Santa Cruz, que são conhecidos pontos de gargalo no município, ele disse:

“Esses trechos não contemplam modificações muito grandes neste momento. Agora é evidente que, se tiver algum problema de semáforo, um conserto, uma requalificação ou readaptação da rotatória, nós podemos fazer, rediscutir e até o final de dezembro, fazer essa modificação. Agora modificar duplicar ou fazer uma grande requalificação nesse trecho urbano, agora não, pois o recurso não nos permite fazer isso. O nosso anseio é entregar essa obra, mas podemos discutir, desde que não se haja um acréscimo muito grande”.

Passarelas e redutores de velocidade em pontos críticos estão fora do atual planejamento

Sobre esses pontos, ele citou que o estado não possui contratos ativos de lombadas eletrônicas e semafórica, já que houve, segundo ele, uma mudança por parte do DER para implantação de um novo sistema de redutores e isso acabou sendo embargado.

“Houve esse projeto de sinalização inteligente e, quando houve essa licitação, as empresas que trabalhavam com o chamado “sinal burro”, embargaram a obra. Isso está correndo no Tribunal de Contas e alguns editais foram embargados. Estamos atendendo a tudo o que o TCE nos propôs, mesmo que possamos ter uma perda de tecnologia, mas estamos fazendo esse planejamento para esses redutores” – pontuou.

Ainda segundo ele, havendo essa solicitação para essa implantação, isso poderia ser visto e designado uma equipe para realizar estudos para implantação.

Já quanto as passarelas, ele citou que elas também não estão nos planejamentos do Governo do Estado, alegando limitação de recursos queda na arrecadação de receitas.

Blog do Ney Lima