segunda-feira, 12 de agosto de 2013


Dia dos pais no sitio Alagoinha próximo ao jacu.








Líder politico Mamão visita estrada recuperada no sitio mimoso.

 Ontem passando pelo sitio Mimoso fomos da uma olhadinha numa obra que ta sendo feita em beneficio da população daquela localidade uma recuperação de estrada que estava muito precária onde Paulo e Wilson procuraram o líder politico Mamão e o Deputado Diogo Moraes para que fosse recuperado a estrada e foi dado inicio as obras e a primeira etapa foi concretizada com sucesso. Os lideres daquele município desde já também parabeniza marinho que também tem mostrado muito apoio com suas maquinas em beneficio aquela comunidade.       



Ficou um tapete disse um morador que ali estava. antes nem carro de boi andava direito mais agora sim 
ficou como sempre pensei bom de se transitar por ela chega da gosto falou o morador.














  

Intransitável... Estrada que fica na serra da balança.

Ontem indo da passagem do tó a o Jacu em um domingo a passeio e compromissos me deparei com uma 
sena que valeu a pena registra. Uma estrada que liga as duas vilas esta intransitável parece uma trilha de moto pra subir só com um Toyota tracionado. Não sei  se isso era de conhecimento da prefeitura mais agora depois destas imagens espero que os órgãos responsáveis de uma passadinha por lá e veja que pode ser feito ate porque as maquinas já tem disponível pra fazer este serviço. Um morador que não quis ser identificado me passou que nos últimos dois meses já perdeu dois pneus de motos trafegando por aquela rota.      








Bem nas pesquisas, Marina pode ficar sem partido


 

Segunda colocada nas pesquisas de intenção de voto para a eleição presidencial de 2014, e avançando cada vez mais na preferência do eleitorado, a ex-senadora Marina Silva enfrenta grande dificuldade para criar sua Rede Sustentabilidade. Para ser candidata pelo seu novo partido, nas próximas eleições, será preciso que a legenda seja registrada pelo Tribunal Superior Eleitoral até 5 de outubro, mas não será fácil. Marina disse neste domingo que os cartórios eleitorais não têm respeitado o prazo de 15 dias para validar as assinaturas de apoio que o partido apresenta.

Com isso, apesar de a Rede já ter coletado cerca de 850 mil assinaturas e apresentado cerca de 550 mil aos cartórios eleitorais — mais do que as 491.656 necessárias —, apenas cerca de 200 mil foram certificadas. (Informações de O GLOBO - Paulo Celso Pereira)



Leia matéria na íntegra clicando aí Bem nas pesquisas, Marina corre risco de não ter partido

Opinião em Caruaru: gestão de Queiroz reprovada por 54%



Pesquisa do Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), feita com exclusividade para este blog, aponta que os seis primeiros meses do segundo mandato do prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), têm uma desaprovação de 54,1%, enquanto 37,9% aprovam.

Foram aplicados 600 questionários entre os dias 3 e 4 deste mês. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para baixou ou para cima. Dos entrevistados, apenas 8% não responderam ou disseram que não sabiam avaliar.

As maiores taxas de reprovação ao mandato de Queiroz estão entre os eleitores com renda familiar até um salário mínimo (58,6%), entre os eleitores com grau de instrução até a quarta série (55,9%) e entre os eleitores na faixa etária acima de 60 anos (57,6%).

Queiroz tem maior desaprovação entre os eleitores do sexo masculino (54,7%) do que em relação ao universo feminino (53,6%). Entre os jovens, que têm entre 16 a 24 anos, a rejeição é de 56,7%, enquanto entre os que ganham acima de cinco salários mínimos é de 47,2%.

Quanto ao eleitorado com nível superior, a desaprovação é de 54,2%. Já entre os que aprovam, os maiores percentuais aparecem entre os eleitores com grau de instrução superior (39,6%), entre os eleitores com renda salarial acima de cinco salários (38,9%) e entre os eleitores na faixa etária de 45 a 59 anos (39,5%).

Para 12,9% dos entrevistados, o prefeito investe pouco em saúde pública, 12,3% o julgam mau administrador e 12,3% acham que ele não é trabalhador. Já 6,5% dos consultados disseram que não vem cumprindo as promessas de campanha e 5,5% afirmaram que não faz muito pela educação.

O Instituto Opinião constatou também que os percentuais de desaprovação a Queiroz são maiores do que os de aprovação quando cruza os dados de ótimo, bom com os de ruim e péssimo.

A soma de ruim (17,3) com péssimo (18,8%) supera a casa dos 35%, enquanto a soma de bom (22,5%) e ótimo (6,7) chega próximo a 29%.

Para 46,4% dos eleitores entrevistados, o grau de satisfação com a cidade está aumentando, 39,8% disseram que continua igual e 12,3% afirmaram que está diminuindo.

Quanto ao futuro, a população, entretanto, está confiante: 68,4% disseram que a cidade vai melhorar e 17,3% afirmaram que ficará como está.

Quanto aos setores com piores avaliações na gestão de Queiroz, a saúde é disparada a mais citada: 68,3%. Em seguida vem segurança pública (7,8%) e educação (6,8%).

Falta de saneamento foi citado por 4,7% dos entrevistados e o mesmo percentual referente a estradas e calçamentos. O desemprego foi citado por apenas 2,2%.

Perguntados se o prefeito está atendendo e resolvendo os problemas da população, 48,5% responderam que parcialmente e 46,6% que não, enquanto apenas 2,2% disseram que ele atende totalmente.

METODOLOGIA

Foram aplicados 600 questionários entre os dias 3 e 4 de agosto, com margem de erro de 4 pontos percentuais para baixo ou para cima.

A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram realizadas entrevistas pessoais e domiciliares.

As entrevistas foram realizadas por duas equipes de entrevistadores, devidamente treinadas para abordagem desse tipo de público; supervisionadas pelos coordenadores de campo da OPINIÃO – Pesquisas Sociais Ltda.

As entrevistas foram realizadas nos seguintes bairros: Agamenon Magalhães, Alto do Moura, Boa Vista I e II, Caiucá, Cedro, Centenário, Centro, Cidade Jardim, Divinópolis, Indianópolis, Inocoop, Jardim Panorama, João Mota, José Carlos de Oliveira, Kennedy, Loteamento José Liberato.

E ainda: Luiz Gonzaga, Maria Auxiliadora, Maria Goreth, Maurício de Nassau, Monte Bom Jesus, Nova Caruaru, Petrópolis, Rendeiras, Riachão, Salgado, Santa Rosa, São Francisco, São João da Escócia, Universitário, Vassoural e Vila Padre Inácio.

Na zona rural, com os moradores de Cachoeira Seca, Juá, Lajes, Murici, Rafael e Terra Vermelha.



Veja daqui a pouco: as avaliações de Dilma e Eduardo em Caruaru