quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Professora é vítima de golpe do falso sequestro em Santa Cruz do Capibaribe


Uma professora de Santa Cruz do Capibaribe e seus familiares foram vítimas de um golpe nesta quarta-feira (04). Um criminoso ligou para a mãe da professora, dizendo que havia sequestrado a mesma e passou a exigir dinheiro.

A professora deu detalhes sobre o que aconteceu:

"Hoje saí para resolver algumas pendências relacionadas à saúde de meu filho, quando de repente, ao chegar em casa recebo a ligação angustiada de meu irmão querendo saber da minha localização. Quando perguntei o motivo de tanto alvoroço, meu irmão diz que nossa mãe tinha recebido uma ligação confidencial avisando que eu tinha sido sequestrada e exigia um resgate... Vocês imaginem como ficou minha cabeça! O desespero tomou conta! Peguei uma Moto táxi e fiquei imaginando o que poderia ter acontecido com ela... Rodei todas as casas lotéricas, com medo de não encontrá-la, até que, finalmente, localizo ela conversando ao celular. A minha primeira reação foi puxar o celular da mão dela e esculhambar o pilantra que tinha acabado de aplicar o golpe! Infelizmente, minha mãe pegou quase toda a aposentadoria e depositou no desespero de salvar a minha vida! Que revolta senti! Graças a Deus o pior não aconteceu. Procuramos a delegacia de Santa Cruz para tentar registrar o ocorrido. Como se não bastasse tudo isso, o infeliz que aplicou o golpe está a ligar a todo momento. Meu Deus, que mundo é esse!? Minha mãe ficou assustada pois os bandidos sabiam de detalhes meus... E também me assusta essa ideia, pois temo pela segurança de meu filho. Relatou assustada a professora.

A polícia recomenda que, para não cair no golpe, às recomendações são:
Avisar toda família do que vem ocorrendo, principalmente os familiares mais velhos;
Manter a calma acima de tudo;
Evitar aceitar ligações a cobrar de números desconhecidos;
Desligar o telefone imediatamente ao ouvir pedido de resgate;
Nunca fornecer informações pessoais e ligar imediatamente para o familiar que estaria sendo raptado.


Blog Merece Destaque

Adutora do Pirangi é Ação de Diogo Moraes


Enquanto o Agreste pernambucano aguarda a chuva, o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) busca soluções urgentes para o povo do Polo de Confecções. E essa postura vem através da Adutora do Pirangi, uma obra que consiste na implantação de captação e sistema adutor a partir do Rio Pirangi, nas proximidades de Catende/PE, até a estação elevatória I do Sistema Adutor do Prata, visando ampliar sua vazão dos atuais 650 l/s para 980 l/s, viabilizando incremento de 330 l/s.

O sistema irá contar com recursos do Banco Mundial na soma estimada de R$ 22,7 milhões. E após concluída, a nova adutora vai se integrar aos sistemas Prata/Camevô e Jucazinho, ampliando para 980 litros por segundo a oferta de água nos municípios de Caruaru, Toritama, Santa Cruz do Capibaribe, Agrestina, Altinho, Ibirajuba e Cachoeirinha. Ao todo, 800 mil pessoas serão beneficiadas.

O deputado traduziu seu sentimento ao acompanhar o desenrolar das etapas com a alegria de celebrar o progresso do Polo de Confecções. “Cada ação de nosso mandato tem um grande valor, pois implica em mudanças e melhorias de vida para nossa gente. Assim como aconteceu em 2016 e permanece em 2017 com a sequência das obras de duplicação da Rodovia PE-160, teremos grandes avanços em nossos pedidos”, afirma o parlamentar, que representa o Polo de Confecções do Agreste no legislativo pernambucano.


Informações da assessoria

O mais novo parceiro do Blog

KIBEBI PARK SHOW


Cavalo se despede do dono morto em acidente e comove velório


Foi sepultado na manhã desta terça-feira (3), o funcionário da prefeitura de Cajazeiras, Wagner de Lima Figueiredo, 34 anos, que faleceu nessa segunda-feira (2), em um hospital de Mossoró, Rio Grande do Norte, após se envolver em um acidente de trânsito nas proximidades da da cidade de Pau dos Ferros.


O corpo de Wagner foi velado no memorial São Sebastião e sepultado no cemitério Coração de Jesus, Zona Leste de Cajazeiras.


Amante de vaquejada, o funeral de Wagner foi marcado por homenagens de amigos vaqueiros e pela despedida do seu cavalo.


MaisPB com Diário do Sertão