segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Messi faz dois e supera recorde de Pelé


AE - Messi voltou a superar Pelé neste domingo. O argentino fez dois gols na vitória do Barcelona sobre o Mallorca, por 4×2, fora de casa, e ultrapassou o Rei do Futebol como jogador que mais gols fez num mesmo ano. O craque do Barça chegou a 76, contra 75 do antigo recorde de Pelé, que durava desde 1958.
Com certa adaptação, o recorde já havia sido superado em maio. Isso porque Messi terminou a temporada 2011/2012 com 82 gols, melhor marca da história numa mesma temporada. Agora a contagem é de gols apenas no ano de 2012.
Depois da inesperada derrota para o Celtic, pela Liga dos Campeões, no meio da semana, o Barcelona precisava da recuperação diante de um time que briga contra o rebaixamento no Espanhol. Iniesta ficou no banco junto com Pedro, enquanto Fàbregas e Tello estavam no time titular.
Quem abriu o placar foi Xavi, numa falta batida com perfeição, no ângulo, aos 28 minutos do primeiro tempo. Messi fez o segundo mas o gol poderia entrar na conta do goleiro israelense Aouate, que levou um frango e aceitou o chute rasteiro, fraco, no meio do gol, feito de longe pelo argentino.
A falha abalou o Mallorca, que levou o terceiro no minuto seguinte, aos 45, com Tello, num chute de fora da área. O time da casa voltou melhor para a segunda etapa e descontou aos 9, com Pereira. Três minutos depois, Busquets colocou a mão na bola e cometeu pênalti, que Casadesus converteu.
Com o placar apertado, voltou a brilhar Messi. Aos 25, Sánchez recebeu na área, dominou no peito e tocou para o argentino que, com tranquilidade, matou a bola e chutou forte, no ângulo, sem chances de defesa para o goleiro.
Apesar das críticas ao trabalho de Tito Villanova, o Barcelona tem o melhor começo de Campeonato Espanhol da sua história, com 10 vitórias em 11 jogos e 31 pontos no total, disparado na liderança. O Mallorca é o 16º, com 11 pontos apenas.
OUTROS JOGOS
Também neste domingo, o Valencia visitou o Valladolid e empatou em 1×1. O francês Cissokho foi o grande nome da partida, fazendo o primeiro gol e cometendo o pênalti que Pérez converteu para empatar para o time da casa. No lance, ele foi expulso.
No País Basco, a expulsão de Herrera não impediu a vitória do Athletic de Bilbao, por 2×1, sobre o Sevilla. De Marcos e Susaeta marcaram na primeira etapa e Negredo, de pênalti, descontou no fim. Valladolid, Valencia e Sevilla têm 15 pontos. Os bascos, um a menos.

Fluminense é campeão brasileiro por antecipação


O Fluminense é novo campeão brasileiro. Com a vitória por 3 a 2 sobre o Palmeiras, neste domingo, no Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente, pela 35ª rodada do campeonato, a equipe carioca garantiu o título antecipado. Além disso, o resultado da partida ainda aumentou a agonia palmeirense na luta contra o rebaixamento.
Além da vitória em Presidente Prudente, o Fluminense contou com o tropeço do Atlético-MG, que empatou com o Vasco, também neste domingo, no Rio. Assim, o time carioca abriu 10 pontos de vantagem na liderança – o novo segundo colocado é o Grêmio – e não pode mais ser alcançado nas três rodadas que restam para o final do campeonato.
O Palmeiras entrou em campo neste domingo sem risco de ser rebaixado já nesta 35ª rodada, por causa da derrota da Portuguesa na noite anterior. Mas, com a derrota para o Fluminense, a queda para a segunda divisão virou uma questão de tempo. Faltando apenas três jogos, está com 33 pontos, sete atrás do primeiro fora da zona de rebaixamento.
Precisando desesperadamente da vitória, o Palmeiras entrou em campo neste domingo com uma escalação surpreendente. O técnico Gilson Kleina colocou Wesley na lateral, abrindo espaço para Correa no meio, e apostou em Obina no ataque. Assim, Barcos teve a função de sair mais da área, para ajudar na armação das jogadas junto com Patrick Vieira.
Com essa formação, o Palmeiras tentou pressionar no começo do jogo. Logo aos 4 minutos, Obina cabeceou com perigo. Mas o Fluminense, mesmo apostando nos contra-ataques, também ameaçou. Aos 12, por exemplo, Fred exigiu uma linda defesa de Bruno. Nova boa chance palmeirense aconteceu aos 18, quando Barcos virou na área e chutou para fora.
Barcos ainda teve uma nova chance aos 25 minutos, ao cabecear sozinho, mas mandou por cima. A resposta do Fluminense veio aos 38, quando Fred acertou a trave. Aí, quando parecia que o primeiro tempo terminaria empatado, o time carioca fez 1 a 0. Já aos 45, Wellington Nem chutou, Bruno fez grande defesa e a bola sobrou para Fred marcar.
A desvantagem no placar fez Gilson Kleina mudar o time no intervalo, colocando Maikon Leite no lugar de Obina. Mas quem voltou melhor foi o Fluminense, mesmo sem alterações do técnico Abel Braga. Aos 5 minutos, Bruno fez grande defesa em chute de Thiago Neves e Rafael Sóbis chegou a marcar no rebote, mas o lance foi anulado por impedimento.
Melhor em campo, o Fluminense não demorou para ampliar a vantagem. Aos 8 minutos, Fred fez o cruzamento para a área, a bola desviou em Maurício Ramos e acabou encobrindo Bruno. O placar de 2 a 0 chegou a desanimar a torcida palmeirense. Mas, mesmo com a situação muito complicada, os jogadores lutaram em campo para buscar a reação.
Mesmo já sem contar com o especialista Marcos Assunção, que foi substituído por Luan no começo do segundo tempo, o Palmeiras usou a bola parada para chegar ao empate. Em cobrança de escanteio de Correa aos 16 minutos, Barcos aproveitou a sobra na área para fazer o primeiro gol palmeirense, dando um novo ânimo para o time em campo.
O empate veio logo depois. Aos 19 minutos, em cobrança de falta de Correa, Patrick Vieira subiu sozinho na área para deixar tudo igual. Depois disso, o Fluminense ficou acuado e o Palmeiras foi com tudo em busca da virada. A grande chance palmeirense foi aos 30, quando Mauricio Ramos chutou forte e Diego Cavalieri fez defesa fantástica.
Aos poucos, o Fluminense foi se recuperando do susto provocado pelo empate. Assim, teve chance de marcar o terceiro aos 36 minutos, quando Fred ficou sozinho dentro da área e chutou para fora. Na outra oportunidade que teve, no entanto, o artilheiro do Brasileirão não desperdiçou, garantindo a vitória e o título já aos 42.
Com os dois gols no jogo decisivo deste domingo, Fred chegou a 19 e aumentou sua vantagem na artilharia do campeonato. Mas, principalmente, o atacante conduziu o Fluminense ao seu quarto título na história do Brasileirão, repetindo os feitos de 1970, 1984 e 2010 e coroando o grupo vitorioso comandado pelo técnico Abel Braga.

Oeste surpreende Fortaleza e fica com última vaga


Uma surpresa daquelas na definição do último classificado para a Série B do ano que vem. Depois de Chapecoense, Icasa e Paysandu conseguirem o acesso na terceirona, falta o Fortaleza fazer o seu dever de casa diante do Oeste no Presidente Vargas para subir também. Mas o time de São Paulo venceu os cearenses por 3×1 e ficou com a última vaga.
Na primeira partida, o primeiro colocado do grupo A arrancou um empate em 1×1 com o Oeste. Bastaria uma vitória simples ou até mesmo um empate sem gols para que o Fortaleza ficasse com a vaga.

Gallo na bronca com a arbitragem


“O ‘santo’ do Flamengo é forte”. Foi com esse comentário banhado em ironia que o treinador do Náutico, Alexandre Gallo, comentou a vitória da equipe carioca, por 1×0, ontem, nos Aflitos. O lance decisivo, reclamado pelos alvirrubros, ocorreu na etapa final da partida. Aos 35 minutos do segundo tempo, o atacante Wellington Bruno, que havia acabado de substituir o armador Cléber Santana, penetrou na área e caiu diante de Jean Rolt. O juiz Guilherme Ceretta de Lima, natural do estado de São Paulo, apontou a marca da cal. Nas arquibancadas, ocupadas pelo maior público timbu nesta Série A – 19.252 espectadores -, a insatisfação transformou-se em queixas sobre a arbitragem e gritos de “Ah, é CBF!”. No gramado, os atletas cercaram o homem do apito. O flamenguista Renato Abreu, que pouco tinha a ver com a confusão, converteu a cobrança.
“Eu transfiro exclusivamente o gol do Flamengo ao árbitro. Não foi pênalti, eu vi na TV“, afirmou Gallo. Quem também ficou na bronca com Ceretta foi o defensor alvirrubro Jean Rolt, diretamente envolvido na jogada. “No meu modo de ver, não foi pênalti. O atacante deu o corte e veio para cima de mim, não tem como sair”, explica. “Nessas horas, a camisa pesa. A gente sabe disso porque já fomos prejudicados algumas vezes neste campeonato. Eu não posso acreditar que seja má-fé, porque se for a competição está uma bagunça“, desabafa o zagueiro.
Tanto Rolt quanto Gallo também fizeram questão de relembrar que, na rodada passada, o Flamengo foi favorecido, em Volta Redonda, contra o Figueirense. Na ocasião, os catarinenses tiveram dois gols mal anulados. Ainda assim, o comandante da equipe de Conselheiro Rosa e Silva preferiu também destacar alguns deslizes do próprio time na derrota. “As melhores chances foram nossas. Não tivemos competência para finalizar. Na chance mais clara do confronto, Araújo deixou Dimba, que é um bom finalizador, na cara do gol, mas ele acabou não sendo feliz”, avalia.

Leão dispara contra bandeira


O Sport não fez uma boa partida e acabou empatando com o Figueirense, perdendo uma grande chance de se aproximar de Bahia e Portuguesa, as duas primeiras equipes acima da zona de rebaixamento. Apesar do futebol apresentado não ter sido dos melhores, os rubro-negros preferiram falar mais da arbitragem. A bronca do Leão está no gol anulado de Felipe Azevedo, aos 27 minutos do segundo tempo, quando o jogo já estava empatado. Um dos mais revoltados foi o presidente Gustavo Dubeux, que não poupou críticas à arbitragem.
“É lamentável. Venho falando isso desde o jogo do Bahia, quando levamos um gol ilícito. E hoje (ontem) foi um gol legal anulado. Poderíamos estar numa situação mais tranquila agora na classificação da Série A. Infelizmente, tivemos várias chances e perdemos. Mas a questão é que no Brasileiro não se vence apenas dentro de campo. Tem que ter prestígio fora de campo também para conseguir os resultados. Temos que fazer muito esforço para vencer”, disse o mandatário rubro-negro, mantendo o otimismo e a esperança da saída do Sport da zona de rebaixamento.
“Conseguimos quatro dos seis pontos disputados fora de casa nas duas últimas rodadas. Estamos a três pontos dos adversários agora e vamos decidir em casa. Dois jogos que contamos com a presença da torcida e, se Deus quiser, vamos nos salvar do rebaixamento”, afirmou.
O técnico Sérgio Guedes também fez questão de reclamar da arbitragem e não só pelo gol anulado. “Héber parou muito jogo, ele foi político demais. Administrou o resultado, o que não convinha. Não podemos transferir a responsabilidade, mas ele amarrou o jogo todo. Pelo que tenho como informação, o gol foi legal. Até falei para o assistente (Altemir Hausmann), que se tivesse em dúvida, não deveria marcar. Não posso falar que foi de má fé. Não queremos ser beneficiados, mas nos incomoda quando somos prejudicados. Falei que ele é um bom profissional, mas errou num momento crucial para o Sport. Houve um prejuízo e isso é muito ruim”, analisou o comandante.
Apesar da consciência de que poderia estar numa situação melhor, o treinador não lamentou o empate. “Vamos valorizar o ponto que ganhamos aqui. Estamos agora na rodada de sair da zona de rebaixamento. Temos que descansar e trabalhar bastante para domingo. Não adianta fazer projeções, nós temos que vencer o Botafogo”, disse Sérgio Guedes.

Hora do Santa garimpar na base


Diante do Porto de Caruaru, o Santa Cruz conquistou a primeira vitória, ontem, na Copa Pernambuco 2012, pelo placar de 1×0. No entanto, apesar de ter conquistado os três pontos na partida, o Tricolor do Arruda sabe que a importância do torneio estadual vai além de meros resultados. Em termos de futuro, o que vale mesmo, para o futebol coral, é a atuação de seus atletas. Até porque, segundo o presidente Antônio Luiz Neto, em caso de reeleição da situação, existe uma grande intenção de trazer os destaques da equipe na Copinha para o plantel principal, na temporada de 2013. “A gente já tem um estudo para subir uns quatro ou cinco jogadores para o próximo ano”, destaca o mandatário.
Constantino Júnior, Ataíde Macedo e Sandro Barbosa, grandes responsáveis pelo futebol do Santa Cruz, estão observando de perto as partidas da equipe na competição. O principal motivo para esta atenção no torneio é de ordem financeira. A folha salarial da equipe, no ano de 2012, esteve acima do que poderia ser pago. Inclusive, por conta disto, o elenco profissional esteve, em momentos da Série C, com dois meses de salários atrasados. Mas para a temporada que está por vir, os gastos serão contidos. “Nós estamos terminando os estudos de receita e nossa folha salarial provavelmente irá depender dos nossos patrocinadores. A informação de que a folha será reduzida procede”, ressaltou Antônio Luiz Neto.
Por uma melhor saúde financeira na próxima temporada, os dirigentes do Tricolor sabem que precisam voltar a apostar na base. Apesar de ter sido relativamente esquecida na segunda metade de 2012, a ideia de valorizar a prata da casa vinha sendo uma constante no mandato do atual presidente. Ciente de que precisa retomar esta política, o presidente garante: “Iremos renovar os contratos de quem for bem na Copa Pernambuco. Mais uma vez, nós vamos fazer aproveitamento de jogadores da base”.
A garantia de um contrato longo em caso de boas atuações deve servir como uma motivação extra para os atletas que estão defendendo as cores do Santa Cruz nesta Copa Pernambuco. Uma grande oportunidade para o time que tem jogadores como Nininho, Jefferson Maranhão e Pedro Adriano, que, apesar de serem jovens de valor, ainda precisam mostrar que merecem, de fato, vestir a camisa do Tricolor do Arruda entre os profissionais.

Campeões brasileiros levam susto no voo para o Rio


AE - Já passava das duas horas da manhã desta segunda-feira quando os jogadores do Fluminense chegaram às Laranjeiras para comemorar o quarto título brasileiro do clube, conquistado no último domingo com a vitória por 3×2 sobre o Palmeiras, em Presidente Prudente. O avião fretado que levou a equipe ao Rio de Janeiro teve um problema técnico e deu um susto nos jogadores.
Quando chegava à capital carioca, o voo teve que ser arremetido três vezes por conta de uma falha no trem de pouso. Por isso, o piloto precisou realizar um pouso de emergência, mas com o avião em terra e tudo tranquilizado, os jogadores voltaram a comemorar aos gritos de “tetracampeão”.
Eles deixaram o avião e entraram direto em um trio elétrico, apesar do apelo dos torcedores, que queriam se aproximar dos campeões. Por volta das 2h50min, a equipe finalmente chegou às Laranjeiras. A demora gerou certa confusão entre os torcedores, mas logo tudo foi resolvido e todos puderam celebrar a conquista.
A vitória sobre o Palmeiras, no último domingo, levou o Fluminense aos 76 pontos, dez à frente do segundo colocado Atlético-MG, a três rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro. Com o título assegurado, o clube carioca entrará em campo diante de Cruzeiro, Sport e Vasco apenas para cumprir tabela.

Vandalismo em protesto da torcida do Palmeiras


AE - Horas depois de o Palmeiras ter sido derrotado por 3×2 pelo campeão Fluminense, em Presidente Prudente (SP), e ficado muito próximo do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, vândalos atearam fogo, na madrugada desta segunda-feira, à loja do clube, que fica localizada no número 1.855 da Rua Turiassu, no bairro de Perdizes, na zona oeste de São Paulo e nas imediações do Estádio Palestra Itália.
O Corpo de Bombeiros foi acionado às 4h15 para apagar o incêndio. Duas viaturas foram enviadas ao local e rapidamente extinguiram o fogo. Até o momento, ninguém foi preso pela crime, sendo que a loja foi arrombada pelos vândalos.
Antes de o local ser incendiado e arrombado, uma frase foi pichada na porta da loja com a frase: “Acabou a paz”. O Palestra Itália também voltou a ser alvo de novas pichações contendo ameaças, como já havia ocorrido na semana passada, sendo que o principal alvo das mesmas foi o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, que vem tendo a sua cabeça pedida pelos torcedores.

Chelsea dá lucro pela 1ª vez na era Abramovich


Londres (EFE) – O Chelsea anunciou nesta sexta-feira um lucro de 1,4 milhões de libras (R$ 4,56 milhões) no último ano fiscal, encerrado em 30 de junho deste ano, algo inédito desde que o clube foi adquirido pelo magnata russo Roman Abramovich, em 2003.
O clube londrino divulgou em comunicado que seu volume de negócios nesse período chegou ao número recorde de 255,7 milhões de libras (R$ 832,9 milhões), o que o transforma no quinto clube europeu em arrecadação.
De acordo com dados divulgados pela empresa de consultoria Deloitte em fevereiro deste ano, o Real Madrid foi o clube que mais arrecadou dinheiro em 2011, ao faturar 479,5 milhões de euros, seguido pelo Barcelona, que obteve 450,7 milhões de euros no período.
Os lucros anunciados na última sexta pelo Chelsea aparecem um ano após divulgar perdas de 67,7 milhões de libras (84,62 milhões de euros). O clube londrino atribui a melhora aos resultados conquistados dentro de campo nos últimos 12 meses.
Na temporada passada, os ‘Blues’ conquistaram pela primeira vez a Liga dos Campeões, ao vencerem o Bayern de Munique, e conquistaram sua quarta Copa da Inglaterra em seis anos.
Além disso, o Chelsea lucrou 28,8 milhões de libras (R$ 93,7 milhões) em vendas de jogadores, e aumentou seus rendimentos quanto a outras atividades comerciais.
“Nossa filosofia de clube está baseada no sucesso. Neste ano, triunfamos tanto no campo, ao nos tornarmos a primeira equipe de Londres a conquistar a Liga dos Campeões, quanto fora dele”, disse o chefe executivo do clube, Ron Gourlay.
Para o dirigente do Chelsea, clube que foi comprado por Abramovich no valor de 200 milhões de euros, o desafio dos grandes times de futebol é “conquistar campeonatos ao mesmo tempo em que geram lucro”.

Vitória sobre Náutico traz esperanças a Dorival


AE - A vitória do Flamengo por 1×0 diante do Náutico, no último domingo, encheu de esperança o técnico Dorival Júnior. Ele não escondeu a satisfação com a atuação de seus comandados e disse que o futebol apresentado deu esperanças de que a equipe tenha uma temporada melhor em 2013.
“Acho que começamos agora a alcançar alguns resultados. Tardiamente? Sim. Mas é sempre bom terminar um ano podendo apresentar algo mais consistente. Para 2013, há muita coisa a ser feita, a diretoria sabe disso. Continuamos acreditando nesse trabalho, mas teremos um caminho longo e árduo ainda este ano”, declarou.
O Flamengo conviveu com a ameaça do rebaixamento em boa parte deste Campeonato Brasileiro, mas se distanciou da zona da degola com os últimos resultados. A equipe não perde há seis partida e de acordo com Dorival já vinha mostrando um bom futebol mesmo antes disso.
“A equipe está tomando consistência, alcançando uma maturidade um pouco maior. Tínhamos a obrigação de lutar por uma posição melhor. O Flamengo vinha fazendo bons jogos, infelizmente as vitórias não aconteciam. Felizmente essa vitória veio premiar o trabalho dessa garotada, eles estão acreditando”, comentou o técnico.
Quem também teve motivos para comemorar foi o atacante Hernane, que, mesmo sem marcar nenhum gol, foi elogiado por sua atuação contra o Náutico. “Eu vim para vencer no Flamengo e, cada dia que passa, eu estou mostrando meu trabalho mais ainda porque eu quero vencer nesse clube. Eu quero ser vencedor”, afirmou.