sábado, 23 de novembro de 2013

Polícia apreende 24 carros roubados em poder de índios em Águas Belas



A Polícia Civil de Pernambuco através do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais – Depatri apreendeu 24 carros roubados e adulterados utilizados por índios da tribo Fulni-ô, do município de Águas Belas, Agreste do Estado. Os veículos foram recuperados por policiais da Delegacia de Furtos de Veículos nos Estados de Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Rio Grande do Norte, São Paulo e Minas Gerais. Dos cinco homens presos, três detidos foram liberados em seguida e dois autuados em flagrante e encaminhados ao Centro de Triagem de Abreu e Lima – Cotel.

De acordo com o delegado Nelson Souto, titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, a maioria dos veículos estavam sendo utilizados pelos índios da tribo Fulni-ô. As investigações começaram no mês passado quando os carros foram apreendidos. "Conseguimos recuperar essa grande quantidade de carros e as investigações vão continuar para identificar e prender os autores desses assaltos" informou.

Foram presos em flagrante Silvio da Conceição Carneiro Dias, 20 anos, natural de São Paulo e Nelson Alves dos Santos Neto, 26 anos, de Águas Belas, pelos crimes de receptação e adulteração de chassis e placas de carros roubados. Segundo o delegado, os carros fabricados nos anos de 2010 e 2012 eram comercializados por preços que variavam de R$4 a 6 mil reais.

PEmais

Governo de Pernambuco anuncia adesão ao Sistema Nacional de Cultura


Pernambuco aderiu ao Sistema Nacional de Cultura (SNC). Nesta sexta-feira (22/11), o governador Eduardo Campos assinou o termo de adesão ao SNC, uma iniciativa do Ministério da Cultura para potencializar estímulos ao segmento cultural. A solenidade aconteceu na Sede Provisória do Governo do Estado, no Centro de Convenções de Pernambuco.

Para Eduardo, o Sistema Nacional de Cultura é uma oportunidade para equilibrar os investimentos em cultura no Brasil. "O objetivo do sistema é descentralizar os recursos que hoje estão super concentrados no Sudeste brasileiro, que detém 75% dos recursos, enquanto apenas 6% vêm para o Nordeste. A expectativa é de que o mecanismo permita que cheguem, aos fundos estaduais e municipais, os recursos que a Lei Rouanet não consegue mandar", disse.

O governador ressaltou ainda a importância do segmento cultural para o Estado. "É um setor muito importante para Pernambuco pela sua expressão, pelo que gera de oportunidades de trabalho. Por isso a esperança é que se possa atrair mais recursos para ajudar aquelas pessoas que vivem da cultura, que produzem na nossa bonita e forte cena cultural de nosso Estado. Não é o Estado, o município ou a União que faz cultura. Quem faz cultura são os artistas e eles não podem realizar sua expressão se não tiverem acesso a dinheiro", afirmou.

O secretário de Cultura, Marcelo Canuto, fez um balanço das ações culturais no Estado desde 2007. "Pernambuco fez seu dever de casa na política cultural e pode ser referência à instalação do SNC, que está em construção, principalmente pelo seu compromisso com a política cultural", frisou Canuto, que enfatizou a evolução nos números do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura).

"Não se faz política pública sem orçamento. Em 2006, o orçamento do Funcultura era de R$ 4 milhões. Hoje, temos R$ 33,5 milhões para o fundo. Precisamos valorizar a cultura popular, preservar e promover a rica diversidade cultural em Pernambuco", destacou o secretário.



Reflita sobre isto!!!

COISAS DA VIDA...

01 - Quem humilha as pessoas.
Jamais quer ser humilhado.
02 - Quem grita os outros.
Jamais quer receber um grito.
03 - Quem sobe pisando os  outros.
Jamais quer ser pisado para alguém subir.
04 Quem é traidor.
Jamais quer ser traído. 
05 - Quem promete e não cumpre.
Jamais aceita o contrário.
06 - Quem mente e engana.
Jamais gosta de mentiras e nem de ser enganado.

Armando: “Vamos olhar para o futuro com confiança, mas há muito o que fazer em Pernambuco”


Armando Monteiro cumprimenta cidadão em Afrânio, junto com o deputado
Adalberto Cavalcanti, do PTB, e a prefeita Lúcia Mariano, do PSB -
Foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação

Acompanhado de lideranças de todo o Sertão do São Francisco, o senador Armando Monteiro (PTB) esteve em Petrolina, Afrânio e Dormentes nesta sexta-feira (22) e sábado (23) para uma série de reuniões de trabalho por dez municípios sertanejos. Durante entrevistas a rádios e blogs locais, ele falou do desafio que Pernambuco tem de manter seu crescimento econômico nos próximos anos, além de levar o desenvolvimento para todas as regiões do Estado.

“Nós temos que olhar para o futuro com confiança, mas temos ainda muito o que fazer. E só faremos essas transformações e só consolidaremos esse processo de crescimento se tivermos a capacidade de trabalhar muito, de construir alianças e de poder apresentar para Pernambuco uma nova agenda para os próximos anos”, ressaltou Armando.

Na opinião dele, o futuro de Pernambuco depende em grande medida da continuidade das parcerias com o governo federal, principal financiador das obras mais importantes em curso no Estado hoje. Armando Monteiro avalia que é fundamental garantir os investimentos em projetos estruturadores, como o Canal do Sertão, a Transposição do São Francisco, o Arco Metropolitano, entre outros, além de ampliar a qualificação profissional dos trabalhadores por meio de programas como o Pronatec.

Com essas parcerias, acrescentou, é possível reduzir as desigualdades sociais do Estado. “O sertanejo tem um terço da renda do pernambucano da área metropolitana. Ou seja, nós ainda temos desníveis de renda em Pernambuco que não se corrigiram ao longo dos anos. Portanto, há muito o que caminhar ainda. Pernambuco tem muito trabalho pela frente”, disse.

“Até pelo que nós já fizemos nos últimos anos, os pernambucanos passaram a ter uma expectativa maior ainda em relação ao futuro. A política é um exercício de esperança e nós temos que olhar para o futuro com confiança”, concluiu.

Das lideranças presentes estavam a prefeita Lúcia Mariano, do PSB, e dos deputados estaduais Adalberto Cavalcanti (PTB), Odacy Amorim (PT), Izabel Cristina (PT) e Silvio Costa Filho (PTB), além do ex-prefeito Eudes Caldas (PTB, Cabrobó), da ex-vereadora Josimara Cavalcanti (PTB, Dormentes) e de vereadores da região.

Tranposição do São Francisco aumenta 94% o efetivo de trabalhadores




DO PERNAMBUCO 247
O efetivo de trabalhadores da transposição do Rio São Francisco aumentou 94% em comparação com o mesmo período do ano passado (janeiro a novembro). De acordo com dados do ministério da Integração Nacional, mais de três mil pessoas foram contratadas apenas durante o ano de 2013. A obra emprega, atualmente, 7.439 mil trabalhadores, e a expectativa é que a construção gere novos postos de trabalho nos próximos meses, com a intensificação de trabalhos no local. Orçadas em R$ 8,2 bilhões, as obras devem ser concluídas em 2015.

As obras de transposição do São Francisco estão divididas em seis metas em atividade: 1N, 2N, 3N, 1L, 2L e 3L. Com 470 km de extensão, são 113 frentes de serviço ativas no projeto e mais de duas mil máquinas na construção. A construção é a mais importante do país quanto ao combate às secas no Nordeste, e deve suprir o fornecimento de água para cerca de 390 municípios do sertão nordestino.

Em Pernambuco, as obras da transposição passam pelas cidades de Betânia, Cabrobó, Custódia, Floresta, Salgueiro, Sertânia, Terra Nova e Verdejante. Na Paraíba, o São Francisco atravessa os municípios de Cajazeiras, Monteiro e São José das Piranhas. Já no Ceará, o rio cruza cidades de Brejo Santo, Jati, Mauriti e Penaforte. O ministério não divulgou por quais municípios passa a transposição no Rio Grande do Norte, que também será beneficiado pela obra.

Blog Merece destaque

Passando para desejar um belo final de semana, a todos leitores deste blog.

Ully Lages estuda cada detalhe de sua personagem (Foto: Felipe Monteiro / TV Globo)

A mais nova parceria do blog.


Diretoria Executiva da UNALE se reúne em Sergipe





Teve início na manhã desta sexta-feira (22), a IV reunião da Diretoria Executiva da UNALE (União Nacional dos Legisladores e Legislativo Estaduais), no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe (ALSE). O evento conta com a participação de parlamentares, que representando vários estados brasileiros. O deputado estadual Diogo Moraes (coordenador de juventude) é um dos representantes da ALEPE no encontro que entre os principais assuntos debatem o problema das obras inacabadas, CPI das telefonias móveis e a nova legislação eleitoral.



Almoço – Seguindo a programação, após a reunião da Diretoria Executiva da UNALE, foi

realizado um almoço no Palácio de Veraneio, a convite do governador em exercício, Jackson Barreto (PMDB). Na imagem o deputado Diogo Moraes com o presidente da UNALE, Venâncio Fonseca, e a presidente da Assembleia, Angélica Guimarães, além do governador em exercício.



Título – Ainda dentro das atividades desta sexta-feira, a Assembleia Legislativa de Sergipe, atendendo a uma indicação do deputado estadual Venâncio Fonseca, concedeu o Titulo de Cidadão Sergipano ao governador do Estado de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). Vários líderes e representantes da classe política estiveram presentes no evento.

Assessoria 

Claro ultrapassa meta de reclamações da Anatel no trimestre até julho

A operadora Claro, controlada pela América Móvil, foi a única a ultrapassar a meta de reclamações de clientes estabelecida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) entre os meses de maio a julho, de acordo com o último levantamento da agência divulgado nesta sexta-feira.

A Claro teve 31 reclamações a cada 1 mil usuários em seu centro de atendimento em julho, último mês analisado, ultrapassando o limite estabelecido de 10 reclamações a cada mil clientes, informou o superintendente de Controle de Operações da Anatel, Roberto Pinto Martins.

A empresa também foi a única a ficar acima do limite da Anatel em maio e junho, com 28 reclamações registradas em cada um desses meses.

"A Claro está extrapolando. Certamente a empresa será sancionada pelo descumprimento desse indicador", disse Martins, a jornalistas, após a apresentação dos resultados do levantamento para o trimestre terminado em julho. A Claro vem ultrapassando a meta desde agosto de 2012.

Procurada pela Reuters, a Claro não se manifestou imediatamente.

Na mesma base de comparação, a Vivo ficou no limite da meta, com 10 reclamações por mil clientes em julho. A Oi registrou 9 reclamações por mil clientes e a TIM teve 6 sob igual critério.
Considerando as reclamações que chegam à central de atendimento da Anatel, a empresa mais reclamada foi a Oi, com 0,83 queixa a cada mil clientes em julho, 0,67 em junho e 0,68 em maio.

As empresas que ultrapassam metas de reclamações de clientes podem ser multadas em até 50 milhões de reais, segundo regulamento da Anatel, informou Martins. Ele acrescentou que a Anatel costuma aguardar até o final do ano, quando faz um mapeamento do cumprimento dos indicadores, para somente depois aplicar multas.

O levantamento da agência integra o plano de melhorias da telefonia móvel implementado no ano passado.


Fonte: Reuters