sábado, 7 de junho de 2014

Mais um roubo em Jataúba PE

De acordo com as primeiras informações e que uma moto foi roubada aqui em nossa cidade, segundo a pessoa que ligou para nossa redação a moto é uma CG FAN Preta de Placa KLU 0863 de IPOJUCA PE  e pertence a um popular conhecido por Rivinha.

Atualizado as 16:00 horas 

 Um Leitor entrou em contato com a nossa equipe via telefone, e falou que tinha conversado com o proprietário da moto, o mesmo tinha deixado ela estacionada na varanda de sua casa quando voltou a mesma não se encontrava mais no local, até o momento o paradeiro da mesma é desconhecido.

Collar Blog Jataúba News

Fernandão morre em queda de helicóptero em Goiás



Aeronave caiu logo após levantar voo no município de Aruanã (GO), a 315 km de Goiânia; acidente aconteceu na madrugada deste sábado (7), quando saia de um acampamento às margens do Rio Araguaia; ídolo do Goiás e do Inter de Porto Alegre, Fernandão tinha 36 anos e foi o único dos cinco ocupantes a ser resgatado ainda com vida pelos bombeiros; ele chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu; entre os mortos está o pecuarista Antônio Pádua, primo do governador Marconi Perillo

Do portal A Redação, Goiânia - O ex-jogador do Goiás e do Internacional de Porto Alegre Fernando Lúcio da Costa, o Fernandão, morreu vítima de um acidente de helicóptero que caiu logo após levantar voo no município de Aruanã (GO), distante 315 km da capital, Goiânia. O acidente aconteceu na madrugada deste sábado (7), por volta das 2 horas. Fernandão tinha 36 anos.

Viajavam com ele o coronel da reserva Milton Ananias, que pilotava a aeronave; o vereador de Palmeiras de Goiás e ex-presidente da Câmara Municipal da cidade, Cabo Edmilson de Souza Leme; um funcionário da empresa proprietária da aeronave, Planalto Máquinas Agrícolas, Lindomar Mendes Vieira; e o pecuarista Antônio Pádua, primo do governador Marconi Perillo.

O acidente aconteceu quando saíam de um acampamento localizado a 12 km de Aruanã, às margens do Rio Araguaia. Segundo o Corpo de Bombeiros, testemunhas informaram que a aeronave caiu logo após a decolagem.

Com a queda, o helicóptero partiu-se ao meio. Fernandão foi o único a ser encontrado ainda com vida pelos bombeiros, que o transferiram para o hospital, onde o jogador já chegou sem vida. O helicóptero saía do acampamento com destino à casa do atleta, também em Aruanã (GO).

Carreira vitoriosa

Fernandão foi revelado pelo Goiás em 1995. Jogou no clube esmeraldino até 2001, quando foi vendido para o Olympique de Marselha, na França, onde também defendeu o Tolouse. Voltou ao Brasil em 2004 para jogar no Internacional de Porto Alegre, onde viveu sua fase mais vitoriosa.

Em sua estreia pelo time gaúcho, no clássico Gre-Nal, marcou o milésimo gol do confronto entre os dois clubes. Em 2006, comandou a campanha em que o Colorado venceu a Taça Libertadores da América e o Mundial de Clubes da Fifa sobre o favorito Barcelona.

Ficou no clube Gaúcho até 2008 quando foi jogar no Al-Gharafa do Catar, retornando ao Brasil e ao Goiás em 2009. No ano de 2010 foi jogar pelo São Paulo, onde, em 2011, encerrou sua carreira. Meses depois foi nomeado Diretor-Executivo do Internacional, e logo em seguida substituiu Dorival Júnior no comando do time, cargo que ocupou até novembro do mesmo ano.

Fernandão estava iniciando uma nova trajetória, dessa vez como comentarista televisivo, pelo canal fechado SporTv.

Na manhã deste sábado, o Inter divulgou uma nota em que lamenta a morte prematura do ídolo. Confirma abaixo:

O Sport Club Internacional e a nação colorada estão de luto. Fernando Lúcio da Costa, o Fernandão, perdeu a vida em um acidente de helicóptero ocorrido na madrugada deste sábado (7/6) em Aruanã-GO.

O momento é de profundo pesar pela partida prematura do ídolo de 36 anos, mas o que fica são lembranças gloriosas de um atacante que honrou a camisa do Internacional com seu espírito de liderança, sendo um dos jogadores mais importantes dos 105 anos do Clube.

Fernandão atuou em 190 partidas e marcou 77 gols – o primeiro deles, logo na sua estreia, em 2004, foi o de número 1000 da história do Gre-Nal. Nascido em Goiânia, mas plenamente identificado com Porto Alegre, foi o capitão do time nas inesquecíveis conquistas da Libertadores da América e do Mundial FIFA, ambas em 2006, e também desempenhou no Colorado as funções de diretor técnico, em 2011, e de treinador, em 2012. Os títulos do Gauchão (2005 e 2008) e da Recopa (2007) também fazem parte da sua trajetória.

Farmácia São Jeronimo Promovendo Saúde ao Jataubense



A farmácia São Jerônimo promoveu nesta sexta-feira (6) “O Dia da Saúde” Aferido Pressões Arteriais medindo Glicose e tirando duvidas de todos os clientes, tudo na responsabilidade do Dr. Jose Homero e seus funcionários.  












Passando para desejar um belo final de semana a todos leitores deste Blog!!!

A Pizzaria Big Pizza agora está atendendo em novo numero (81) 8235-7724 Org: Geazir e Rose.

Fone 8211-3187 e peça a sua Pizza

A mais nova parceria do Blog!!! Casa Frios Araujo!!!



Hoje o Jataubense conta com a Casa dos Frios, aqui temos produtos de excelentes qualidades. A mesma está situada na conhecida Rua Velha. Venha conferir os melhores preços. 

Casa Frios Araujo esta veio para ficar.


Prima de Campos desiste de candidatura e critica PSB



Vereadora do Recife Marília Arraes (PSB) anunciou que vai retirar sua pré-candidatura à Câmara Federal; prima de Eduardo Campos, ela afirmou estar "insatisfeita" com os processos internos de escolha de pré-candidatos socialistas, a exemplo da indicação do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara para disputar o governo de Pernambuco, e criticou a aliança de Campos com o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB); a polêmica na eleição para a diretoria da Juventude Socialista Brasileira (JSB) envolvendo João Campos, filho do ex-governador de Pernambuco, "foi a gota d'água" para Marília desistir do pleito; segundo ela, o seu partido tem pensado "no poder pelo poder"

 A vereadora do Recife Marília Arraes (PSB) anunciou que vai retirar sua pré-candidatura à Câmara Federal nas eleições de outubro. Prima do ex-governador de Pernambuco e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, a socialista afirmou estar "insatisfeita" com os processos internos de escolha de pré-candidatos socialistas, a exemplo da indicação do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara para disputar o Governo de Pernambuco, e criticou a aliança de Campos com o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB). Nessa semana, a polêmica nas eleições para a diretoria da Juventude Socialista Brasileira (JSB) envolvendo João Campos, filho do ex-chefe do Executivo pernambucano, "foi a gota d'água" para Marília desistir do pleito. Segundo ela, a sua legenda tem pensado "no poder pelo poder".

Em entrevista coletiva, nesta sexta-feira (06), a peessebista afirmou que todas as decisões eleitorais estavam sendo tomadas apenas pela alta cúpula do PSB, da qual Campos, como presidente nacional da legenda, faz parte. "Hoje em dia, o PSB está formando chapa mais por razões eleitorais que por convicção ideológica. Há algum tempo eu percebo que os conceitos e os ideais do PSB não estão sendo colocados em prática pela sua cúpula", declarou a socialista. "Isso se reflete em todo o partido. As minhas observações apontam que o movimento interno do PSB é oposto ao da democracia que tanto pregamos. Existe uma tendência para uma imposição de ideias em lugar de diálogo", acrescentou.

A vereadora criticou também a forma como o ex-secretário Paulo Câmara foi escolhido como cabeça de chapa do PSB para disputar o Palácio do Campo das Princesas, afirmando que o pré-candidato "é uma pessoa ótima", mas que muitos socialistas "não haviam participado do processo de escolha". Outro motivo de divergência entre Marília e o PSB é a aliança com o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), inimigo político histórico da sigla socialista, que se reaproximou de Campos em 2012. O parlamentar estaria pleiteando uma vaga na Câmara Federal, mesmo posto almejado por Marília. "Eu não vou ajudar [Jarbas]", disse Marília, em referência aos votos que poderiam ser redistribuídos para o peemedebista caso Marília alcançasse uma votação expressiva.

A parlamentar comentou sobre a eleição da JSB, e voltou a afirmar que havia algo errado no processo. "Existia sim algo fora de ordem, já que poucos dias depois houve o recuo da imposição que denunciamos no Facebook e o processo voltou a correr livre como deveria ter sido desde o princípio. Para mim, esse episódio foi a gota d'água para fazer o copo transbordar. Essa história na JSB não é um fato isolado. Ele está dentro de um contexto muito maior. E que todos nós do Estado vimos percebendo nos últimos tempos", criticou.

A prima de Campos afirmou ainda que as articulações políticas do PSB são um reflexo de que a sigla tem pensado no "poder pelo poder". Apesar das críticas contra a legenda, Marília evitou falar de Campos, declarando ainda que as relações familiares estão mantidas e que as divergências são apenas políticas. Apesar dos motivos destacados por Marília, nos bastidores, a informação é de que a socialista estaria saindo porque não conseguiu o apoio mínimo para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados.

Na última terça-feira (3), Marília escreveu uma carta aberta contra o processo de eleição do JSB no Facebook. Segundo ela, o processo estaria sendo "comprometido", devido à uma "articulação para que outro jovem, sem envolvimento na juventude partidária, assuma o posto de Secretário Estadual da JSB-PE, por meio do qual terá assento na Executiva Estadual do PSB", em uma crítica velada a João Campos.

Diante da polêmica, o filho de Eduardo Campos disse, por meio de nota, que não disputará mais o cargo, porque a sua prioridade é concluir o curso de Engenharia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Segundo ele, qualquer passo neste sentido somente acontecerá quando ele se sentir "pronto". O jovem negou, também, haver interferências no processo de escolha democracia interna. "Ser filho e bisneto de quem sou me orgulha muito, mas não é o suficiente para, neste momento, me fazer candidato", afirmou.
Pernambuco 247 -

PSB é acusado de comprar seguidores da WEB



A equipe responsável pelas mídias sociais da campanha presidencial do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), foi acusado pelo perfil "Dilma Bolada", no Twitter, de estar negociando a compra de seguidores através do microblogger com uma agência de publicidade; "Eduardo querido! Se você quiser eu doo uns seguidores pra você! Precisa comprar não!", ironizou o perfil; em contato com o Pernambuco 247, a assessoria de Imprensa de Campos afirmou que a postagem da Dilma Bolada é "falsa" e "editada"; a Publicidades se define como uma "empresa de publicidade em Mídias Sociais e em um dos seus posts anuncia até uma promoção: "compre 50 mil seguidores em qualquer Rede Social e ganhe mais 50 mil de brinde"

 O ex-governador de Pernambuco e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, foi acusado pelo perfil "Dilma Bolada", no Twitter, de estar negociando a compra de seguidores através do microblogger com uma agência de publicidade. De acordo com a imagem postada pela personagem, criada por Jeferson Monteiro, a agência Publicidades teria mandado uma mensagem para a #Equipe 40, que atua no marketing e nas redes sociais da pré-campanha socialista, afirmando que teria uma proposta para fazer. Em resposta, o perfil de Campos teria dito para que a mensagem fosse encaminhada por mensagem direta.

A troca de mensagens foi interceptada e divulgada pelo perfil da Dilma Bolada. "Eduardo querido! Se você quiser eu doo uns seguidores pra você! Precisa comprar não!", ironizou o perfil, que faz paródia da presidente Dilma Rousseff (PT) e possui 200 mil seguidores no Twitter. Junto à mensagem, a personagem colocou um link onde eram mostrados os posts da troca de mensagens entre a Publicidades e #Equipe 40 sobre o assunto.

Em contato com o Pernambuco 247, a assessoria de Imprensa de Eduardo Campos afirmou que a postagem da Dilma Bolada é "falsa" e "editada". De acordo com os assessores, no próprio perfil da Publicidades é possível ver que a agência mandou a mesma proposta para centenas de contas diferentes. A #Equipe 40, portanto, estaria realizando apenas um "procedimento padrão" ao responder à agência e pedir para que qualquer proposta fosse enviada de maneira privada. "O post da Dilma Bolada foi montado. Dá a entender que essa proposta foi feita só para a gente, quando na verdade não foi", afirmou a assessoria.

A Publicidades se define como uma "empresa de publicidade em Mídias Sociais" com "a maior concentração de seguidores por metro quadrado". Em um dos posts, a empresa anuncia até uma promoção: "compre 50 mil seguidores em qualquer Rede Social e ganhe mais 50 mil de brinde".

Após o flagra da Dilma Bolada, o Publicidades enviou um Twitter afirmando que se a personagem mencionar a empresa mais uma vez, terá o perfil hackeado. "Morrendo de medo!", respondeu a personagem. "A vida me ensinou a ser assim, sempre ousada", complementou, em outro post.

Leia, abaixo, a nota enviada pela assessoria de imprensa de Campos acerca do ocorrido:
No dia de ontem, fomos abordados pelo perfil @publicidadees, que manifestou intenção de enviar uma proposta, sem especificar seu conteúdo.

Recebemos diariamente diversos contatos de pessoas com o desejo de enviar projetos, ideias ou propostas para o Brasil, ou simplesmente conhecer melhor Eduardo Campos.
Por padrão, é solicitado que essas pessoas enviem o conteúdo de suas demandas por mensagem direta. Todas essas solicitações são conferidas e, quando é o caso, encaminhadas aos responsáveis por dar prosseguimento ao processo. Muitas delas são descartadas.

O caso em questão obedeceu o mesmo procedimento.
São falsas as informações de que negociamos compra de seguidores. A prova irrefutável disso é que nosso perfil oficial no Twitter conta com cerca 27 mil seguidores, número modesto que representa um trabalho que começou há apenas alguns meses. Caso houvesse compra de seguidores, esses números seriam bem maiores.

Também é falsa a imagem que sugere negociação entre nosso perfil oficial e o perfil @publicidadees e que está sendo divulgado por militantes pagos de partidos adversários. É uma clara montagem que não corresponde ao diálogo verdadeiro.

A assessoria encaminhou ao Pernambuco 247 o print que originou a troca de mensagens. Veja abaixo.





Mariana Almeida, Pernambuco 247