quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Não perca.

Ministério Público pede revisão de julgamento que absolveu Edson, Dida e Joab


O julgamento que livrou o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), o vice Dida de Nan (PSB) e o vereador Joab do Oscarzão (PSD) de terem os diplomas cassados, está sendo questionado pelo Ministério Público Eleitoral.

O recurso especial foi apresentado nesta quarta-feira (21) e será julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral. O Ministério Público pretende que o julgamento feito pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco seja revisado.

Relembre

Edson, Dida e Joab foram acusados de terem cometidos crime eleitoral em 2016, faltando uma semana para o pleito, quando estiveram em um evento na casa de recepções Glamour, para tratar de questões relativas a construção de casas, em terreno disponibilizado pela prefeitura.

Em 11 de setembro de 2017, a ação foi julgada em primeira instância pelo juiz Flávio Krok Franco, que multou os três políticos, mas decidiu mantê-los nos cargos. O Ministério Público recorreu da decisão e o caso foi levado ao Tribunal.

No julgamento do TRE, em 29 de janeiro deste ano, a unanimidade dos desembargadores seguiu o parecer da desembargadora Eleitoral Erika de Barros Lima Ferraz, que entendeu por reformar a sentença, “julgando improcedente a ação de Investigação Judicial eleitoral”.


Blog do Ney Lima 


O corte perfeito para seu fabrico (81) 98113-0036

Muita dor, tristeza e comoção no enterro de João Victor.


O corpo de João Vitor, de onze anos, que morreu após ser levado pela enxurrada foi enterrado na tarde desta quarta-feira (21) sob forte comoção.

A mãe e os demais familiares ainda estavam em estado de choque. Muitos ainda não conseguiam acreditar no que aconteceu. 


João Vitor, brincava na chuva que caía na tarde da última segunda-feira, na companhia de alguns amiguinhos quando ele descuidou-se e com a força da água, ele acabou sendo jogado para dentro do bueiro. 

O corpo do garoto foi encontrado pelo tio que ao perceber que o menino havia sumido em meio as águas, logo saiu em busca da criança, encontrando o mesmo minutos depois num córrego da cidade, cerca de trezentos metros do local onde o menino foi sugado pelas águas


O fato chocou não só a cidade de Toritama, mas toda região, por se tratar de uma verdadeira tragédia. Uma verdadeira multidão se fez presente para darem o último adeus ao menino, no mesmo tempo ofereciam a sua solidariedade aos familiares do garoto.

Fonte Wendell Galdino