segunda-feira, 20 de maio de 2013

Ao lado de Eduardo, Dilma inaugura segundo navio do estaleiro de Suape e Arena Pernambuco, nesta segunda




Faltando 389 dias para a copa do mundo de 2014, a presidente Dilma, candidata já declarada à reeleição, volta ao Estado para às 14h30 participar da inauguração da Arena Pernambuco com jogo entre operários, em São Lourenço da Mata. O estádio sediará jogos da Copa das Confederações e do Mundial 2014. Pernambuco fecha o ciclo dos seis estádios da Copa das Confederações.

No final da manhã, o primeiro compromisso oficial da petista será uma participação da cerimônia da primeira viagem do navio petroleiro Zumbi dos Palmares, no Estaleiro Atlântico Sul, Ipojuca. No local, espera-se que a presidente fale sobre a nova lei dos portos, cuja MP foi aprovada no Congresso Nacional na semana passada, depois de muita polêmica. Dilma teve coragem de aprovar mudanças que Lula nem tentou, desde a reforma de 1993.

Nos dois eventos, terá a companhia do governador Eduardo Campos, que ensaia disputar também a presidência da República, no ano que vem. O prefeito do Recife, Geraldo Júlio, também confirmou presença nos dois eventos. Dois outros prefeitos que devem ir ao evento são Ettore Labanca, de São Lourenço da Mata, e Jorge Alexandre, de Camaragibe.

Os dois eventos públicos devem apimentar o noticiário de política nacional. São esperados muitos recados políticos, de ambos os lados. As inaugurações em Pernambuco marcam o primeiro encontro entre a presidente e Eduardo Campos desde que o governador de Pernambuco subiu o tom nas críticas ao governo, na propaganda do PSB na TV.

A presidente esteve em Pernambuco no final de março, em Serra Talhada, no Sertão, e, no mesmo palanque de Eduardo, cobrou "parceiros comprometidos" com seu governo. A declaração foi tratada como um recado direto ao socialista - presidenciável virtual -, que vem fazendo críticas ao governo federal, embora pertença à base aliada.

No DF, neste sábado, na inauguração do Estádio Mané Garrincha, Dilma citou vários governadores, mas não falou no nome de Eduardo Campos. No discurso, criticou os pessimistas de plantão e lembrou o complexo de vira-lata, termo criado pelo cronista esportivo Nelson Rodrigues, na véspera da Copa do Mundo da Suécia, reclamando da quantidade de gente que previa um fracasso.

A presidente deve sair de Brasília às 8h30, chegando à Base Aérea do Recife às 10h50. A presidente deve retornar a Brasília às 17h.

Ministro candidato?

O ministro Fernando Bezerra Coelho, da Integração Nacional, confirmou que acompanha a presidenta da República, Dilma Rousseff, em sua agenda em Pernambuco. O nome do aliado de Eduardo Campos é apontado como um possível candidato ao governo do Estado, por algum partido da base de Dilma, como o PMDB ou PSD. A comitiva presidencial é formada ainda pelos ministros de Minas e Energia, Edison Lobão e Esporte, Aldo Rebelo.

Almoço em Suape

O presidente da Transpetro, Sérgio Machado, estará no evento de Suape, uma vez que é o contratante dos navios, pelo governo Federal. A cerimônia, no Estaleiro Atlântico Sul (EAS), no Porto de Suape, em Ipojuca (PE), além de Dilma e Eduardo, contará com a presidenta da Petrobras, Graça Foster. Em Suape, a presidente deve almoçar com trabalhadores, partindo em seguida para a Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata.

Nunca antes na história do mundo

A presidenta afirmou neste sábado (18), ao inaugurar o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, que o Brasil fará a melhor Copa do Mundo de todos os tempos.

“Diziam que nós não iríamos construir os estádios, que eles não ficariam prontos. Pois o que nós estamos vendo são estádios construídos e sendo entregues, e não são quaisquer estádios. Ao dizer da beleza deste estádio Mané Garrincha, eu queria dizer para vocês que em todos eles [ESTÁDIOS]me deu extremo orgulho notar, primeiro, a qualidade das instalações, a modernidade das instalações (…) Isto é algo que é uma demonstração da capacidade de nós brasileiros juntos realizarmos”, disse.

Eduardo também já deu o tom maior sobre a obra, no mês passado.

"Aqui temos uma lição de que a determinação, foco no trabalho, a crença na capacidade, na unidade em torno de um objetivo comum, pode transformar o que parecia impossível, inviável. (...) Foi posto em dúvida de que conseguiríamos antecipar oito meses. E o compromisso assumido está sendo cumprido. Ninguém ficou colocando problema para cima do outro. Demos aos problemas solução. Por que se não eles cresceriam e nos engoliriam".

Arena Pernambuco

A abertura da Copa das Confederações ocorre no próximo dia 15 de junho. A primeira partida com "casa cheia" na Arena será entre a atual campeã mundial Espanha e o campeão das Américas, Uruguai.

O estádio será palco de três jogos da Copa das Confederações 2013 e cinco partidas da Copa do Mundo da Fifa 2014. O fim das obras civis foi comemorado também por dar mais segurança, já que nem a possibilidade de um inverno mais rigoroso poderá comprometer o avanço das obras na Arena.

Com a conclusão do equipamento, tem inicio a etapa de "eventos-teste" para verificar itens como as estações elétricas e hidráulicas, o sistema de bilheteria, além de serviços de alimentação, bebida e segurança. A bola vai rolar no estádio nesta segunda, antes de um jogo do Náutico.

Orçada inicialmente em R$ 532 milhões, não se sabe ainda quanto caberá ao Governo do Estado desembolsar. Este mês deve ter início o processo de auditoria, avaliação das solicitações de acréscimentos e, até o fim de maio, a conta será fechada e saberemos quanto dinheiro público será destinado à Arena.

A Arena Pernambuco terá capacidade para receber 46 mil pessoas. Desse total, 4.700 assentos premium e outros 15 mil lugares exclusivos do Programa Todos com a Nota. O estádio multiuso conta com seis pavimentos, 102 camarotes e mais uma megaestrutura conta com 13 escadas rolantes, 9 elevadores, 8 rampas de acesso no térreo, 84 sanitários femininos e masculinos, além de 32 cabines para pessoas com necessidades especiais. O conforto dos visitantes também está garantido com 4.700 vagas de estacionamento, sendo 800 cobertas, 42 quiosques de alimentação, dois restaurantes. Além disso, a Arena conta com espaços de convivência, como lounges e restaurantes e dois telões de LED em alta resolução com 77 m² que tem como fonte a usina de energia solar.

Novo Nome

O estádio deve ser rebatizado. A Arena Pernambuco muda de nome antes mesmo de abrir as portas. Após batizar a Fonte Nova em Salvador, o Grupo Petrópolis, dono da cerveja Itaipava, fechou contrato com o Governo e dará nome também ao recinto pernambucano. O anúncio oficial ocorre nesta segunda-feira.

Para garantir a segurança dos torcedores, todos os espaços da Arena Pernambuco serão monitoras por 271 câmeras de segurança, sendo 34 em HD. Na operação, o estádio multiuso contará com cerca de 1000 integrantes a cada evento com capacidade total, 9 áreas de primeiros socorros e um posto médico, além de 5 ambulâncias, cada uma composta por uma equipe de médico.



Zumbi dos Palmares

O navio petroleiro suezmax Zumbi dos Palmare é a quinta embarcação do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) entregue à Transpetro em um período de 18 meses.

Com 274 metros de comprimento e capacidade para transportar 1 milhão de barris - metade da produção diária brasileira - o Zumbi dos Palmares vai operar no transporte de petróleo bruto.

A encomenda de 49 embarcações, feita pelo Promef, garantiu as bases para o ressurgimento da indústria naval brasileira, permitindo a abertura de novos estaleiros e a modernização dos estaleiros existentes. O Brasil tem hoje a terceira maior carteira de encomendas de petroleiros do mundo. O setor, que chegou a ter menos de dois mil trabalhadores na virada do século, emprega hoje 54 mil pessoas.

Graças às encomendas do programa, um novo polo naval está sendo erguido em Pernambuco. Além do Estaleiro Atlântico Sul, o Promef encomendou oito navios gaseiros ao Estaleiro Promar, também no Porto de Suape

Agências bancárias de PE ficam lotadas com boato

Algumas agências bancárias de Pernambuco ficaram lotadas com o boato a respeito do fim do Bolsa Família. Na tarde deste domingo (19), o Governo Federal desmentiu o fim do programa que este ano completará 10 anos e atualmente beneficia 13,8 milhões de famílias.


Quase em extinção!!!


Durante décadas o orelhão foi a opção mais rápida e barata de se fazer um telefonema. Nem precisa viajar tanto no tempo: no início dos anos 1990 as pessoas ainda faziam fila para usar o aparelho em diversas partes do País. Com a popularização do aparelho celular (que chega a custar R$ 49 nos dias de hoje), operadoras e Governo pensam em um uso diferente para esses telefones coletivos.

É o que tenta fazer a Oi, que já experimenta um telefone público com acesso WiFi em Florianópolis. A capital foi a primeira do País a receber a nova tecnologia e deve instalar 30 desses “orelhões modernos” até o final de 2013. Usuários de qualquer operadora poderão se conectar gratuitamente, desde que estejam num raio de 50 metros de um desses aparelhos. A previsão é que esse modelo chegue a outras cidades ainda este ano. Mais de mil unidades estão previstas para as principais capitais.

A Agência Nacional de Telefomunicações (Anatel) colocou em consulta pública mudanças na evolução na tecnologia fixa. Um dos assuntos é a redistribuição dos orelhões e as novas tecnologias aplicadas a esses aparelhos. Também está em análise o uso de publicidade na parte externa e interna dos telefones públicos, além do método de cobrança, que pode ser cartões de crédito, débito e até mesmo a volta das fichinhas de metal, populares até o fim dos anos 1980. Outros estudos imaginam orelhões com chamadas em vídeo e envio de mensagem de texto.

Hoje para fazer uma ligação paga é preciso comprar um cartão com créditos que custam a partir de R$ 2,51 (20 créditos).

O ocaso dos orelhões

Hoje o Brasil tem 950 mil telefones públicos, sendo 39 mil em Pernambuco. No Recife, são 7.500, mas esse número vem caindo, seguindo um fenômeno nacional. Sem ninguém com interesse em sua utilização, pouco foi investido nesses telefones. Defasados, eles geram pouca renda e são alvos de vandalismo, principalmente aqui no Recife. Em entrevista ao NE10, a Oi afirmou que 78% dos defeitos são decorrentes de depredações.

“Como os orelhões da empresa estão instalados em vias e estabelecimentos públicos, sofrem, diariamente, danos por vandalismo. Em 2013, foram danificados mensalmente por atos de vandalismo, em média, 6 % dos orelhões instalados em Pernambuco . No mesmo período, a companhia realizou a substituição de cerca de 80 campânulas dos orelhões por mês”, afirmou por email.

E os orelhões de hoje vão diminuir ainda mais: dos 950 mil existentes, 538 mil serão desligados pela Anatel. A agência revelou que metade dos orelhões não fazem mais do que duas ligações por dia, ou cerca de 60 por mês. Antes, a média era de 300 ligações/mês.

Ícone brasileiro

Telefones públicos existiam em todo o mundo, incluindo o Brasil, desde meados do século 19. Ficaram populares em cabines, mas em 1972 ganharam a forma que existe até hoje. Quem inventou foi a arquiteta chinesa radicada no Brasil Chu Ming. Ela apresentou o projeto para a Companhia Telefônica Brasileira (CTB), que iniciou a instalação no Rio de Janeiro e São Paulo.

A ideia de Ming era aproveitar melhor o espaço, podendo inclusive ser instalado em postes ou lugares de difícil acesso. Antes, os telefones ficavam dentro de cabines cilíndricas de acrílico e fibras de vidro. Desde então acabou se tornando um ícone do design brasileiro. Chegou a ser exposto na Bienal de Arquitetura em 1973 dado o impacto que teve na paisagem urbana de diversas cidades no Brasil.

Aparelhos foram importantes para as telecomunicações no Brasil. Veja abaixo uma galeria com a evolução dos aparelhos ao longo dos anos.

1º modelo de telefone público, instalado no Rio de Janeiro
 no final do século 19 (Foto: Museu das Telecomunicações)
Nos anos 1970, os orelhões tinha estrutura externa
de acrílico. Depois foi substituído para fibra de vidro
(Foto: Museu das Telecomunicações/OiFuturo)
Era comum muitas comunidades fazerem solenidades de
inauguração dos orelhões. Aqui, um novo é instalado em
Ramos, no Rio de Janeiro (Foto: Museu das Telecomunicações)
Pessoas na fila para usar orelhões na orla do Rio de Janeiro
(Foto: Museu das Telecomunicações)
Cartões com créditos foram introduzidos em 1992. Aqui, orelhão
segue “inivísivel” em rua do Recife (Foto: JC Imagem/Arquivo)
Vandalismo é problema frequente, segundo a Oi.
No Recife são 7.500 orelhões (Foto: NE10/Arquivo)

Vocalista do Roupa Nova passa constrangimento em hotel



No sábado (11/05), Serginho o vocalista da banda Roupa Nova chegou ao hotel Naoum Express em Anápolis/GO. Como de costume levou consigo todos os documentos originais da família. Como existe hoje uma lei circulando em todos os estados a respeito de hospedagem de menores em hotéis e pousadas ele apresentou a certidão do Victor, o RG da Grazi e o dele.
O Estatuto da Criança e do Adolescente diz que a mesma só poderá se hospedar mediante uma prévia autorização judicial ou se estiver acompanhada dos pais, o que era o seu caso. A partir daí começou o problema, pois o hotel exigia que ele cedesse a certidão do Victor para que fosse feita uma cópia da mesma, o que ele não concordou por se tratar de uma atitude abusiva, uma vez que a lei não determina que essa seja a atitude correta, ainda mais se tratando de uma criança de apenas 3 anos e ainda por cima, acompanhada dos pais.

Bem, a recepcionista do hotel fez um contato telefônico com o gerente Luis Mauro explicando o que estava acontecendo e o mesmo foi categórico em dizer que recusaria a hospedagem e também da família, mesmo tendo explicado quem era. O mesmo disse que desconhecia tal lei e que a norma do hotel não se prendia ao tal estatuto.
O gerente foi questionado sobre o fato dele estar descumprindo uma lei e o mesmo disse que estava mesmo e que recusaria a hospedagem.
“Eu o informei que pediria ao meu advogado para ligar para ele, mas o mesmo me disse para não perder o meu tempo, pois essa era a decisão final dele. E assim o fez, mesmo o meu advogado tendo ligado pra ele. Ele repetiu tudo que já havia me dito ao telefone. Daí, por instrução de um delegado aqui do Rio, fiz um RO (Registro de Ocorrência) na delegacia local e o trouxe comigo, pois agora vou abrir um processo judicial em cima do hotel, pedindo danos morais porque no momento do incidente a portaria do hotel estava lotada de fãs do Roupa Nova que presenciaram tudo, me causando um enorme constrangimento diante deles. Achei um episódio lamentável e desnecessário”, disse Serginho

Dilma inaugura navio e participa de jogo teste na Arena PE nesta segunda



Presidente desembarca às 10h50 na Base Aérea da capital pernambucana.
Agenda prevê ida ao Porto de Suape e ao estádio construído para a Copa.

A presidente Dilma Rousseff desembarca na capital pernambucana nesta segunda-feira (20) e cumpre agenda nas cidades de Ipojuca e São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife. A previsão é que a presidente saia de Brasília às 8h30, chegando à Base Aérea da cidade às 10h50. Acompanham a viagem os ministros de Minas e Energia, Edison Lobão; Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho; e Esporte, Aldo Rebelo. A agenda no estado foi confirmada na noite desta sexta-feira (17).

Após desembarcar na capital, Dilma Rousseff e comitiva seguem para o Litoral Sul do Estado, onde participam da cerimônia alusiva à primeira viagem do navio petroleiro Zumbi dos Palmares no Estaleiro Atlântico Sul, em Ipojuca, no Complexo Industrial do Porto de Suape. O presidente da Transpetro, Sérgio Machado, também estará no evento, com início previsto para 11h30.

A assessoria da presidente informou que ela almoça com trabalhadores em Suape, partindo em seguida para a Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. O evento de inauguração do estádio, que vai receber os jogos das copas das Confederações e do Mundo, está previsto para começar às 15h30, com uma partida dos operários que participaram da construção da arena. A presidente deve retornar a Brasília às 17h.




Do G1 PE.

O povo quer saber o que o governo pensa sobre a reforma dos portos

Do Blog do Renato Riella


No Facebook, um jornalista contou história interessante (acho que foi Tão Gomes Pinto). Disse que Jânio Quadros, quando prefeito de São Paulo, queria eleger Silvio Santos para ser seu sucessor. Marcou um jantar com ele e foram conversando. Em determinado ponto, Jânio perguntou a Sílvio: “E como o senhor pretende aprovar na Câmara de Vereadores os projetos mais importantes da sua gestão?”

O homem de TV empostou-se e disse: “Os projetos apresentados serão realmente importantes e por isso todos os vereadores deverão mesmo aprová-los”.

Depois disso, Jânio mandou servir o jantar e nem falou nada sobre candidatura. Sílvio seria sempre um bom homem de TV.

A analogia se aplica à presidente Dilma, que tentou impor um projeto de reforma dos portos à Nação no estilo Sílvio Santos. Jânio, que renunciou à Presidência da República porque se sentiu impotente para enfrentar um Congresso Nacional de raposas felpudas, teria pena dela se estivesse vivo.

Graças à grande cobertura que a TV Globo deu à crise dos portos, na exportação de soja e outros produtos, todos sabemos que a proposta de Dilma Rousseff é importante. Só não sabemos ainda qual foi e qual é a proposta. Isso porque ela, tal como Sílvio Santos, encastelou-se na sua auto-certeza e não tentou vender suas “ideias geniais” para ninguém.

Por que a presidente Dilma não deu uma entrevista coletiva à imprensa sobre a reforma dos portos? Por que não enviou a sua proposta por meio de projeto de lei, em regime de urgência, em vez de usar a figura desgastada da medida provisória?

Porque ela vive no estilo Sílvio Santos de se relacionar com o Legislativo, onde se exige negociação, entendimento, pressão da opinião pública, pressão das áreas empresariais organizadas, etc. Não se aceita governo administrativo.