domingo, 14 de abril de 2013

Vacinação contra gripe começa amanhã em todo o país


(Foto: Valter Campanato/ABr)

Agência Brasil (Brasília) – A campanha nacional de vacinação contra a gripe começa amanhã (15) em todo o país. A meta é imunizar 31,3 milhões de pessoas que integram os chamados grupos prioritários – gestantes, idosos com mais de 60 anos, crianças entre 6 meses e 2 anos, profissionais de saúde, índios, população carcerária e doentes crônicos.

Uma das novidades é a inclusão de mulheres em puerpério (período de até 45 dias após o parto) nos grupos prioritários para vacinação. Outra mudança vai possibilitar que pessoas com doenças crônicas tenham acesso à vacina por meio de postos de saúde e não apenas nos centros de referência. Basta apresentar uma prescrição médica no ato da imunização.

A campanha segue até o dia 26 de abril. No próximo sábado (20), todos os 65 mil postos de saúde do país vão funcionar para um dia de mobilização. Serão distribuídas cerca de 43 milhões de doses que, este ano, protegem contra os seguintes subtipos de influenza: A (H1N1) ou gripe suína, A (H3N2) e B.

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina é segura e só é contraindicada para pessoas com alergia severa a ovo. A dose, segundo a pasta, contém o vírus em sua forma inativa, e não há risco de uma pessoa contrair gripe em razão da imunização.

Atentados na Somália deixam 34 mortos


Agência Lusa (Brasília) – Ao menos 34 civis morreram hoje (14) em dois atentados suicidas em Mogadíscio, capital da Somália. O balanço inicial informava 19 mortos, mas foi atualizado. Um dos ataques ocorreu no principal tribunal da cidade, que estava lotado quando nove homens-bomba detonaram os explosivos. O outro atentado ocorreu contra um comboio humanitário turco, próximo ao aeroporto da capital da Somália.

Pelo menos 29 pessoas foram mortas e 58 ficaram feridas no ataque ao tribunal. O juiz-presidente saiu ileso. O atentado foi reivindicado por insurgentes islamitas da milícia Al Shabab. O grupo controlava Mogadíscio até ser derrotado em 2011. Nada foi divulgado sobre a autoria do outro atentado, que fez cinco mortos.

Sport empata no apagar das luzes com o santa.

Ao apagar das luzes, Santa vacila e cede empate ao Sport Recife



Nos últimos Clássicos das Multidões, quando se fala em decisão, o Santa Cruz é quem leva a melhor. Neste domingo por pouco não foi assim. Diante de um Arruda lotado, o Santa Cruz empatou com o Sport Recife por 2x2, gols corais marcados por Raul e Dênis Marques, com gol de empate sofrido no final do jogo. Roger e Marcos Aurélio marcaram para o Sport.

Com esse resultado, o Santa Cruz terminou a primeira fase doCampeonato Pernambucano na terceira colocação. Dessa forma, o Tricolor vai encarar nas semifinais da competição o vice-líder Náutico.

O TIME: Sem poder contar com os meias Renatinho e Natan em mais um jogo, o técnico Marcelo Martelotte teve de repetir a formação que bateu o Guarani/CE no meio de semana, pela Copa do Brasil

O JOGO: Dentro do Arruda, o Santa Cruz tinha como objetivo vencer o Sport Recife para assegurar a liderança na primeira fase do Pernambucano, e assim adquirir vantagem para as fases finais da competição.

Com a bola rolando, o que se viu foi o Sport Recife com maior posse de bola e o Santa Cruz explorando os contra-ataques. Nesse cenário, o Santa Cruz passou algum sufoco e ficou próximo de tomar um gol.

Diante do maior volume de jogo do Leão, pensava-se que a equipe Tricolor teria muitas dificuldades para fazer o seu jogo fluir. Mas, dentro do Arruda, contagiado pela multidão Coral, a Cobra coral conseguiu conter o ímpeto do adversário e produziu algumas jogadas de perigo.

E quando parecia que o primeiro tempo se encerraria na base da disputa, com nenhuma das equipes querendo perder, os jogadores Corais surpreenderam. Nos minutos finais da primeira etapa, em um rápido contra-ataque, Dênis Marques tocou para Caça-Rato, que ajeitou na medida para o meia Raul, de fora da área, encher o pé e abrir o placar para o Mais Querido.

O gol do Santa Cruz veio em um momento chave, inflamou a Torcida, que vibrou bastante com a vantagem no placar e mandou o Sport para o vestiário com o peso da derrota parcial.

SEGUNDO TEMPO: Na segunda etapa, o técnico Martelotte procurou organizar o sistema defensivo e assim promoveu a entrada de Nininho no lugar de Tiago Costa. A vantagem no placar elevou a moral do Santa Cruz e colocou enorme peso nas costas dos jogadores do Sport Recife.

No entanto, justamente em um descuido do sistema defensivo, o Sport Recife, logo aos 6 minutos, chegou ao empate com Roger. Uma ducha de água fria nas pretensões do Santa.

Mas o Santa Cruz tem Dênis Marques e, em seu jogo de número 50 com a equipe tricolor, ele queria deixar sua marca. Aos 10 minutos, do bico esquerdo da grande área adversária, o artilheiro Coral acertou um belo chute, indefensável para Magrão. Como ele havia falado antes do jogo, comemorou a partida 50 em grande estilo com um belo gol.

Inevitavelmente, o gol abalou os jogadores do Sport Recife e deu ainda mais confiança para a equipe Tricolor. Se no primeiro, o adversário era quem controlava as ações, no segundo tempo o Santa estava tomando as rédeas da partida.

Novamente a frente no placar, o Santa Cruz não deu brechas para o Sport Recife e ainda se deu ao luxo de desperdiçar algumas oportunidades. Em meio aos gols perdidos, sobretudo com Caça-Rato, a equipe Coral sofreu algum perigo do adversário. Tudo se encaminhava para um Triunfo do Mais Querido no Clássico das Multidões.

Não à toa, clássicos são imprevisíveis e costumam ser decididos nos detalhes. Esse seguiu essa máxima à risca. Quando a Torcida do Santa Cruz já comemorava a vitória, em um lance despretensioso, o volante Tozo cometeu uma infração em um jogador adversário dentro da área e o juiz marcou a penalidade. Na cobrança, Marcos Aurélio empatou a partida e mudou os rumos da Cobra Coral na competição.


José Augusto afirma ter feito contato com o vice-governador e dispara críticas a Edson Vieira


Foto: Ney Lima - Arquivo

A ação fiscal promovida pela Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco causou reação política.

O deputado federal José Augusto Maia, que esteve no Moda Center no momento que aconteciam os protestos, entrou em contato com o editor deste Blog, na noite deste sábado, e narrou os detalhes sobre seu procedimento para tentar solucionar o problema.

José Augusto afirmou ter conversado por telefone com o vice-governador João Lira Neto (PTB), no momento em que estava no trailer do SEFAZ-PE. Segundo o deputado, o vice-governador ficou de tomar uma providência e poucos minutos depois veio à ordem para parar a operação fiscal.

“Ele deveria ter feito com eu, ter ido ao meio do povo”, afirma José Augusto sobre acusações feitas por Edson Vieira



Foto: Eliel Antônio

Sobre as críticas feitas por Edson Vieira durante pronunciamento na Rádio Vale do Capibaribe, de que José Augusto teria incitado pessoas e ido até o local da fiscalização com a intenção de aparecer, o deputado reagiu dizendo que “fazer acusações é fácil, difícil é enfrentar o povo”.

“Depois que tudo aconteceu ele vai pra imprensa dizer que resolveu tudo, mas na hora da agonia, na hora da agitação, dos protestos, ele não teve coragem de enfrentar o povo”, completou José Augusto.
Ouça a entrevista completa. Clique aqui>> zeaugusto

Ney lima