sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Cientista Cristão é queimado vivo em casa de pastor na Nigéria



Os ataques a cristãos continuam com força total da Nigéria. Relatórios apontam que mais de 100 pessoas foram mortas por terroristas armados na semana passada e o grupo extremista islâmico Boko Haram, mais uma vez assumiu a responsabilidade por eles.
Enquanto fontes diferentes contabilizam a quantidade de pessoas que perderam suas vidas na semana passada, uma história divulgada pela Baptist Press chamou atenção.
Cerca de 50 membros da Igreja de Cristo na Nigéria, moradores da aldeia de Maseh, foram queimados vivos depois de se refugiarem na casa de seu pastor quando fugiam de mais um ataque terrorista.
“Cinquenta membros de nossa igreja foram mortos no prédio da igreja, onde tinha ido se refugiar [na casa pastoral]. Eles foram mortos junto com o pastor, sua esposa e seus filhos”, explicou Dachollom Datiri, vice-presidente da denominação Igreja de Cristo na Nigéria.
Lideranças da Igreja confirmaram que mais de 100 membros foram mortos em diversas aldeias na Nigéria, incluindo Maseh, Ninchah, Kakkuruk, Kuzen, Negon, Pwabiduk, Kai, Ngyo, Kura Falls, Dogo, Kufang e Ruk.

“A Nigéria está realmente se tornando um novo campo de morte para os cristãos. Centenas de cristãos já foram brutalmente assassinados pelo Boko Haram, incluindo mulheres e crianças”, disse Jerry Dykst, porta-voz do ministério Portas Abertas nos EUA. ”O Boko Haram divulgou, no início desta semana, uma ameaça que todos os cristãos devem se converter ao Islã ou eles nunca terão paz novamente. Seu objetivo é fazer toda a Nigéria um país governado e dominado pela lei sharia”, concluiu.
Innocent Chukwuma, consultor de justiça criminal da Nigéria, vai mais além. “Eu não acho que o Boko Haram poderia, invadir essas aldeias sozinhos. Eles precisam do apoio e colaboração dos moradores locais”, disse.
O pastor Ayo Oritsejafor, presidente da Associação Cristã da Nigéria, fez um apelo, afirmando que o Boko Haram é uma organização terrorista e pedindo que a comunidade internacional lute contra ela como faz com a Al Qaeda.
“Há certos extremistas muçulmanos que acreditam que a Nigéria deve ser uma nação islâmica e o Boko Haram é o principal órgão desse grupo de pessoas… O país sempre teve uma população muito bem dividida entre as duas grandes religiões [cristianismo e islamismo ], então não é possível simplesmente islamizar a Nigéria “, acrescentou o pastor.

Alceu Valença é atropelado por ciclista

Alceu Valença foi atropelado por um ciclista enquanto passeava pelo Leblon, no Rio de Janeiro, e ao ser atingido teve a mão esquerda fraturada. Por causa do acidente, o músico terá de ficar quatro semanas sem tocar violão.


Em seu perfil no Facebook, o cantor contou que olhou para os dois lados antes de atravessar a ciclovia que acompanha a orla da praia, mas que, de repente, um ciclista todo vestido de preto veio em alta velocidade.
“Joguei o corpo para trás, mas senti que o guidon se chocara contra minha mão esquerda. Urrei de dor”, escreveu Valença no post. “Ainda tive tempo de escutar alguém que passava gritar para o desastrado ciclista: ‘Filho-da-P***!’, enquanto o sujeito desaparecia a toda velocidade pela infinita ciclovia.”
“Fui direto para uma clínica e obtive o diagnóstico: fratura na mão esquerda, quatro semanas sem tocar violão. Tive de adiar meu show acústico no Teatro Oi Casagrande, que estava marcado para o fim do mês (e passou para o dia 17 de setembro)”, explicou o artista, que publicou na rede social uma foto com a mão enfaixada.

Zé Augusto luta por criação do Fundo Constitucional de Segurança




Dep. Zé Augusto, encabeça Frente Parlamentar de apoio a criação do Fundo Constitucional de Segurança para o País e foi muito elogiado.
O discurso do Deputado ontem, na tribuna da Câmara, recebeu elogios nos meios políticos, policiais, jurídicos e nas mais diversas classe sociais, penalizadas com a violência no Brasil.
Zé Augusto foi direto, objetivo, corajoso, trouxe a responsabilidade para os Governos e o Congresso Nacional. "O povo clama por segurança e espera de nós soluções, sem recurso, nunca vamos combater essa violência".
Quando se cria um Fundo Constitucional, obriga-se a União, Estados e Municípios, a gastar dos seus orçamentos, um percentual com aquela área. 
Dois fundos já criados no Brasil, na Educação, os Governantes são obrigados a gastar 25% de seus Orçamentos e na Saúde, 15%.
Zé Augusto luta agora para que a Segurança do Pais, tenha seu Fundo Constitucional, e por Lei, União, Estados e Municípios, sejam também obrigados a investir nas áreas de Segurança. 
O objetivo da Frente, que já conta com mais de 250 Parlamentares é, discutir junto ao Governo e consultores especializados, de onde viram os recurso e quanto será esse percentual. 

Seu discurso completo, será exibido nos Blogs e redes sociais.

Brasília, 16 de Agosto de 2013

Assessoria Parlamentar

Jose Augusto Maia
Dep. Federal

fonte sulanca news

Governo admite que já passa de 500 o número de mortos no Egito



Praça Tahrir, em Cairo, é um dos palcos das manifestações no Egito (Lilian Wagdy/CC)

Brasília - Pelo menos 525 pessoas foram mortas nesta quarta-feira (14) durante as operações das forças de segurança do Egito para desmantelar dois acampamentos de simpatizantes do presidente deposto Mohammed Morsi.

Mas, segundo a Irmandade Mulçumana, grupo político que apoia Morsi, esse número já passa de 2 mil.

Um toque de recolher foi imposto pelo governo depois do dia mais sangrento no Egito desde a revolução pró-democracia que derrubou o ex-líder Hosni Mubarak, há dois anos.[E as tensões continuam no país: a Irmandade Muçulmana convocou protestos no Cairo e em Alexandria, e seus simpatizantes atearam fogo a dois edifícios governamentais nos arredores da capital, em retaliação aos eventos de quarta-feira.

Segundo a repórter da BBC no Cairo, Bethany Bell, o sentimento entre os egípcios é de incerteza, em meio a temores de mais violência.A matança também despertou reações da comunidade internacional. O presidente dos EUA, Barack Obama, condenou nesta quinta-feira a repressão oficial aos protestos, alegando "deplorar a violência contra civis", e advertindo que o Egito seguiu por um “caminho mais perigoso”.

Obama cancelou exercícios militares conjuntos com o Egito, previstos para o mês que vem, mas até o momento não cancelou a ajuda anual de US$ 1,3 bilhão que os EUA oferecem ao país árabe.
Navi Pillay, alta comissária de direitos humanos da ONU, pediu uma investigação independente para apurar os fatos no Egito.

"O número de mortos ou feridos, mesmo de acordo com as contas do governo, apontam para o uso excessivo - ou mesmo extremo - da força contra os manifestantes", disse Pillay.

BBC Brasil 

BBom usa laranja para tentar sacar R$ 2,5 milhões

Com mais de R$ 300 milhões congelados, a empresa Embrasystem – conhecida como BBom – tentou frustrar o bloqueio judicial, na semana passada. Para tanto, Cristina Dutra Bispo, esposa do diretor de marketing do grupo, Ednaldo Alves Bispo, foi usada como "laranja". Foram depositados R$ 2.480.000,00 para saque em dinheiro. A operação só não foi realizada porque o Ministério Público Federal (MPF/GO) conseguiu, por meio de ação cautelar incidental, impedir a fraude.

“O casal receberia milhões em dinheiro desviado com o fim de frustrar o bloqueio das empresas do grupo Bbom”, alertaram os procuradores da República Helio Telho e Mariane Guimarães. Para eles, está claro que o grupo tentou organizar um esquema de contas de terceiros (laranjas) para movimentar os recursos que deveriam estar à disposição da Justiça.

Leia mais:

Receita alerta para golpe do "falso amigo das redes sociais"

Justiça do Acre mantém suspensão de todas as atividades da TelexFree

Telexfree e Bbom: Saiba a diferença entre marketing multinível e pirâmide financeira

Com isso, além de terem o valor depositado bloqueado, o casal passa a integrar, como réus, a ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO) contra o grupo BBom. Na ação, pede-se a condenação por formação de pirâmide financeira e captação irregular de poupança popular, bem como a dissolução jurídica do Sistema BBom e a reparação dos danos causados aos consumidores.

Entenda o caso - Em ação cautelar, no mês passado, os bens da empresa foram bloqueados e as atividades do grupo suspensas por decisão judicial. Com a ação civil pública, o Ministério Público quer que cessem, definitivamente, as condutas ilícitas de recrutamento de pessoas e captação de recursos em forma de pirâmide, bem como a venda de rastreadores e prestação de serviços de monitoramento de veículos sem autorização do Denatran.

O congelamento do esquema BBom é resultado de uma força-tarefa nacional formada pelo MPF e pelos MP Estaduais (entre eles, o de Goiás). O caso soma-se a outras investigações de pirâmides financeiras pelo país. Exemplo recente da atuação ministerial foi o caso da TelexFree.

Na BBOM, o produto que supostamente sustentaria o negócio das empresas é um rastreador de veículo. Como em outros casos emblemáticos de pirâmide financeira, isso é apenas uma isca para recrutar novos associados, como foram os animais nos casos da Avestruz Master e do Boi-Gordo.

A prática de pirâmide financeira é proibida no Brasil, configurando crime contra a economia popular (Lei 1.521/51). A BBom é um exemplo dessa prática criminosa, já que os participantes seriam remunerados somente pela indicação de outros indivíduos, sem levar em consideração a real geração de vendas de produtos.

Em suma, para ser marketing multinível ou venda direta legítimos, o dinheiro que circula na rede e paga as comissões e bonificações dos associados deve ser proveniente de consumidores finais de produtos da empresa, no varejo. Se, ao invés de dinheiro de consumidores finais, usar-se dinheiro dos próprios associados para pagar os associados mais antigos, estar-se-á perante uma pirâmide, que vai desmoronar quando diminuir o ingresso de novos associados, deixando muita gente no prejuízo.

No sistema adotado pela BBOM, os interessados associavam-se mediante o pagamento de de um valor de adesão que variava dependendo do plano escolhido (bronze – R$ 600,00, prata – R$ 1.800,00 ou ouro – R$ 3.000,00), obrigando-se ainda a atrair novos associados e a pagar uma taxa mensal obrigatória (referente ao comodato do aparelho, que não era entregue) no valor de R$ 80,00 pelo prazo de 36 meses. O mecanismo de bonificação aos associados era calculado sobre as adesões de novos participantes. Quanto mais gente era trazida para a rede, maior era a premiação prometida.

Processo nº 17371-31.2013.4.01.3500

Manifestantes agridem prefeito de Petrolina

Manifestantes do movimento "O Vale acordou" aproveitaram, ontem, um ato religioso - uma procissão pelas ruas da cidade em louvor ao padroeiro do município - para protestar e agredir verbalmente o prefeito Júlio Lóssio (PMDB) e sua esposa.

Ao longo da Avenida Guararapes, após a procissão, os manifestantes provocaram o prefeito e tentaram agredi-lo, o que provocou a reação de seguranças de Lóssio, que chegaram a ser acusados de bater em alguns manifestantes.

Representantes da Igreja Católica, organizadora do evento, condenaram o ato violento contra a família do prefeito. O caso acabou na delegacia de polícia com registro de queixa por parte de manifestantes, que dizem ter sofrido agressões físicas por seguranças do prefeito.


Blog do magno martins 

Se não rir... adoce...


Justiça do Estado solta dono da Priples. Vai responder inquérito em liberdade

JC Imagem

O processo corre em segredo de Justiça, mas o Tribunal de Justiça do Estado (TJPE) acaba de conceder um Habeas Corpus em favor dos donos da empresa Priples, acusada de operar uma pirâmide em rede nacional, a partir de Pernambuco.

Com a decisão, Henrique Maciel Carmo Lima, 26 anos, vai poder responder ao inquérito em liberdade. Ele estava no Cotel e será liberado ainda hoje.

A esposa dele, Mirele Pacheco de Freitas, 22 anos, também foi beneficiada pela medida, mas somente poderá ser solta nesta sexta-feira, uma vez que o presídio em que se encontra recolhida já fechou. Mirele Pacheco está presa na Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro do Engenho do Meio, Zona Oeste da cidade.

O despacho foi concedido pelo desembargador do TJPE Paulo Victor Vasconcelos de Almeida, atendendo um pedido de liminar apresentado pela banca Fernando Lacerda Filho e Eduardo Trindade.

O casal foi preso em casa no sábado 03 de agosto, no bairro de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, a partir de um pedido de prisão preventiva apresentado pela Polícia Civil de Pernambuco.

Henrique Maciel Carmo de Lima e Mirele Pacheco de Freitas foram presos sob suspeita de crime contra a economia popular e formação de esquema de pirâmide financeira. Na casa do casal foram encotrados carros de luxo, sendo uma Range Rover e um Camaro, e cerca de 300 mil dólares em espécie. Seis mandados de busca e apreensão haviam sido expedidos contra o casal.

HISTÓRICO

A empresa Priples diz trabalhar no sistema de marketing multinível, onde os divulgadores do produto (no caso da Priples são anúncios na internet) recebem ganhos de 60% mensais em cima do valor investido.

Em julho, dezenas de divulgadores da empresa fizeram fila na sede da Priples, localizada no bairro de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, por não terem recebido os pagamentos.

A maioria das pessoas estava na calçada, debaixo de sol forte, desde o início da manhã, sem ser atendida. Dentro da loja também havia muita gente, mas a reportagem do Jornal do Commercio foi impedida de entrar na empresa, que atua na internet fazendo perguntas aleatórias e prometendo remunerar quem atrair mais pessoas para acessar o site.

Por conta de atraso, alguns divulgadores entraram na Justiça contra a empresa, como o estudante de direito Rinaldo Moreira Cavalcanti, que decidiu entrar com uma medida cautelar de arresto para garantir os R$ 10 mil gastos para iniciar suas atividades na empresa.

Em julho, o caderno de Economia do JC publicou matéria explicando como funciona esse tipo de empresa, e alertando para os lucros fáceis prometidos.

Em se tratando de marketing multinível por si só não há chance de lucro, afirma a diretora executiva da Associação Brasileira das Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), Roberta Kuruzu. “Travestir não é a palavra. Diria que essas empresas apenas se fantasiam de marketing multinível para disfarçar uma atividade que não tem nada a ver com comércio legítimo. Se há promessa de lucro fácil, sem atividade comercial por trás, já dá para desconfiar, né?”, questiona Roberta.

“O importante é haver o respeito”, diz Eduardo



O governador Eduardo Campos afirmou nesta quarta-feira (14) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é exemplo de que "forças políticas podem perseguir objetivos comuns com candidatos diferentes", ao comentar, por meio de nota, declaração dele feita nesta terça-feira (13), em Brasília. Lula disse respeitar uma eventual candidatura de Campos a presidente da República, mas que gostaria de conversar com ele antes de uma definição, visando tê-lo no projeto de reeleição da presidente Dilma Rousseff.

"O presidente Lula sabe que as forças políticas podem perseguir objetivos comuns tendo cada um seu candidato", afirmou. "A trajetória dele comprova isso, o importante é haver o respeito." Sobre o convite do ex-presidente para uma conversa, o governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB observou que "conversar com o presidente Lula não é notícia". "Sempre que precisamos, a gente conversa", afirmou, ao pregar mais diálogo entre as forças políticas. "Aliás, o que está faltando é o Brasil conversar mais", disse. As informações são do Estadão.