terça-feira, 7 de outubro de 2014

Arma e munições tiradas de circulação em Jataúba.


Foi preso neta terça-feira (07) no sitio no sítio travessia zona rural de Jataúba José Leo Berto Tavares de 54. 


O efetivo da GT foi ao local denunciado e lá foi encontrado em sua residência uma garrucha cal. 22 com duas munições do mesmo calibre 01 carregador de rifle cal. 22 e também a quantidade de 25 cartuchos cal. 36. O imputado foi conduzido para a DEPOL da cidade para as medidas necessárias.


O efetivo composto nesta operação foram o Sd Aquilino. Sgt Ismael. e Cb A.Pereira.

Collar Blog Jataúba News. 



A nossa Farmácia.

Popular bate de moto em bomba de combustível em Jataúba



Na noite deste último domingo (05) um popular conhecido por Alypson, perdeu o controle de sua moto e bateu em uma Bomba de Combustível no Alto Posto Silva, segundo alguns informes Alypson foi fechado por um automóvel que saia do posto, e ao tentar desviar perdeu o controle de sua motocicleta batendo na referida bomba. Foi acionado o SAMU onde prestaram os primeiros socorros e em seguida levaram o mesmo para o hospital Municipal desta cidade.




Collar Blog Jataúba News.

A namoradinha da cidade

Confira os números oficiais dos principais candidatos nas cidades de Jataúba e Toritama

.

O primeiro capítulo das Eleições 2014 terminou ontem (05), mas os vários números apresentados já apontam possíveis conjunturas políticas para as eleições municipais de 2016, especialmente nas principais cidades que integram o Polo de Confecções do Agreste Pernambucano.

Confira os números oficiais obtidos nas principais cidades para os cargos de presidente, governador, senador, deputado estadual, deputado federal, com base na influência dos candidatos ou naqueles apoiados pelas lideranças e políticos nessas localidades.

Em breve, divulgaremos números em outras cidades do Polo.

Jataúba

Presidente:



Dilma Rousseff (PT): 6135 ou 62,87% dos votos válidos

Marina Silva (PSB): 3220 ou 33% dos votos válidos

Aécio Neves (PSDB): 332 ou 3,40% dos votos válidos



Governador:



Paulo Câmara (PSB): 4921 ou 53,09% dos votos válidos

Armando Monteiro (PTB): 4333 ou 46,74% dos votos válidos



Senador:



Fernando Bezerra Coelho (PSB): 4986 ou 55,33% dos votos válidos

João Paulo (PT): 4011 ou 44,51% dos votos válidos



Deputado federal:



Bruno Araújo (PSDB): 4772 ou 49,18% dos votos válidos

João Fernando Coutinho (PSB): 2855 ou 29,42% dos votos válidos

Anderson Ferreira (PR): 404 ou 4,16% dos votos válidos

Mendonça Filho (DEM): 265 ou 2,33% dos votos válidos

Eduardo da Fonte (PP): 174 ou 1,79% os votos válidos

Ricardo Teobaldo (PTB): 139 ou 1,43% dos votos válidos



Deputado estadual:



José Humberto Cavalcanti (PTB): 4303 ou 44,34% dos votos válidos

Diogo Moraes (PSB): 3171 ou 32,68% dos votos válidos

Manoel Santos (PT): 87 ou 0,90% dos votos válidos

Presbítero Adalto Santos (PSB): 87 ou 0,90% dos votos válidos

Tony Gel (PMDB): 74 ou 0,76% dos votos válidos


Toritama

Presidente:



Dilma Rousseff (PT): 9490 ou 49.58% dos votos válidos

Marina Silva (PSB): 7602 ou 39.72% dos votos válidos

Aécio Neves (PSDB): 1830 ou 9.56% dos votos válidos



Governador:



Paulo Câmara (PSB): 7336 ou 42.96% dos votos válidos

Armando Monteiro (PTB): 9710 ou 56.86% dos votos válidos



Senador:



Fernando Bezerra Coelho (PSB): 7188 ou 46.79% dos votos válidos

João Paulo (PT): 8048 ou 52.39% dos votos válidos



Deputado estadual:



Diogo Moraes (PSB): 3740 ou 20.23% dos votos válidos

Álvaro Porto (PTB): 1781 ou 9.63% dos votos válidos

Presbítero Adauto Santos (PSB): 1616 ou 8.74% dos votos válidos

Tony Gel (PMDB): 890 ou 4.81% dos votos válidos

Raquel Lyra (PSB): 230 ou 1.24% dos votos válidos



Deputado federal:



Bruno Araújo (PSDB): 2187 ou 15.90% dos votos válidos

Mendonça Filho (DEM): 2407 ou 13.74% dos votos válidos

Pastor Eurico (PSB): 2054 ou 11.72% dos votos válidos

Ricardo Teobaldo (PTB): 2046 ou 11.68% dos votos válidos

Eduardo da Fonte (PP): 907 ou 5.18% os votos válidos

Ney Lima 



Vista-se bem com a..

Pernambuco de Arraes e de Eduardo é candidato a Estado coveiro do PT


Por Ricardo Noblat

Pernambuco, do ex-governador Eduardo Campos, e do avô dele Miguel Arraes, é candidato ao título de “Estado coveiro do PT”.

No primeiro turno das eleições deste ano, simplesmente não teve para Lula, pernambucano; nem para Dilma, que se apresentou como a presidente que beneficiou o Estado fortemente; nem para o PT, o partido dos dois.

O PT tinha seis deputados estaduais. Restaram três. Quatro deputados federais. Acabou sem nenhum. Perdeu o governo. E também o Senado.

Os líderes mais expressivos do partido no Estado foram pessoalmente atingidos pelo tsunami anti PT.

João Paulo e João da Costa, ex-prefeitos do Recife, perderam – um para o Senado, o outro para a Câmara dos Deputados.

Pedro Eugênio, ex-presidente estadual do PT, perdeu a eleição para a Câmara. Assim como o presidente do PT no Recife perdeu a eleição para a Assembleia Legislativa.

João Paulo imaginara se eleger senador com os votos do Recife. Ali, Fernando Bezerra Coelho, candidato do PSB eleito senador, teve o dobro dos votos dele.

O plano do PT era eleger João Paulo senador para que em 2016 ele concorresse outra vez à vaga de prefeito do Recife. Com a derrota, o PT ficou sem candidato.

Como Lula e Dilma podem pensar que um Estado candidato a coveiro do partido deles possa aceitar que o partido que elegeu, o PSB, caia no colo do PT no segundo turno?

Roberto Amaral, presidente em exercício do PSB, é petista de carteirinha.

Na hora em que pede ao partido para que fique neutro no segundo turno é porque já sabe que nem mesmo isso acontecerá.

Renata Campos, viúva de Eduardo, só espera a visita de Aécio para anunciar que o apoia.

Collar Jataúba News.


A nossa Farmácia.

Bancada feminina com três oposicionistas



Priscila Krause é filiada ao DEM e avisa que não dará trégua ao socialista (Foto: Mauro Rodrigues/Arquivo)

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) não ampliou a sua bancada feminina este ano em relação a atual bancada. No total cinco deputadas se elegeram, sendo três para o primeiro mandato: Priscila Krause (DEM), que teve 47.882 votos; Socorro Pimentel (PSL), que obteve 42.101; e Simone Santana (PSB), eleita com 73.178 votos, a quinta maior votação no geral. As outras duas integrantes da bancada feminina, Raquel Lyra (PSB) e Teresa Leitão (PT), já são veteranas e conquistaram a reeleição. Do quinteto, Simone e Raquel serão da base aliada do governador eleito Paulo Câmara, mas Priscila e Socorro avisam desde já que farão oposição, mesmo integrando partidos da Frente Popular. Teresa fez campanha contra o socialista.

Contrária à aliança do DEM com o PSB, Priscila manteve oposição ao prefeito do Recife, Geraldo Julio, e optou por não participar do guia eleitoral, durante a campanha. “Eu entendo que o meu mandato na Assembleia é uma consequência do meu mandato de vereadora e toda a campanha que fiz foi prezando pela coerência. Por isso, vou continuar na mesma linha, fiscalizando e cobrando do Governo, porque essa é minha forma de contribuir com o jogo democrático. É a minha forma de trabalhar por Pernambuco, colocando os interesses do Estado acima de qualquer coisa. Foi para isso que o meu eleitor votou em mim e é isso que eu vou fazer”, declarou.

Outra candidata que também deverá integrar o grupo oposicionista à gestão de Paulo Câmara é a deputada eleita Socorro Pimentel. Ela disputou a eleição na “chapinha” do PHS, PPS e PSL, que também estava na base do socialista, pois seu marido, o deputado estadual Raimundo Pimentel (PSB), desistiu da reeleição por ter rompido como próprio partido. Socorro já havia disputado a Prefeitura de Araripina, em 2012, contra Alexandre Arraes (PSB) – que venceu – e desde então, houve o distanciamento. “Nós apoiamos durante toda a campanha a candidatura de Armando Monteiro Neto (PTB) e Socorro vai ficar na oposição na Alepe”, cravou Pimentel.

Por Amanda Seabra
Da Folha de Pernambuco



Venha você também para..

Charge do dia

Após o trabalho vem a recompensa.



“Estou feliz primeiramente pelo nosso povo, o povo de Jataúba foi o retrato de nossa campanha, onde aderiram nossos movimentos e deram a resposta nas urnas, isto foi motivado de um trabalho bem desenvolvido aqui na cidade, durante este período de minha gestão que já se passaram um ano e nove meses, hoje estou colhendo os frutos deste trabalho que fiz durante este tempo”. 



O prefeito comparou esta campanha com a campanha passada em que ele disputou a prefeitura e saiu vitorioso com uma pequena margem de votos sobre seu opositor.
“Esta campanha com relação a campanha passada foi bem mais tranquila, como você viu a outra campanha foi muito acirrada, ganhei por uma margem muito pequena de votos, durante este tempo tentei recupera-lo com um trabalho dentro da sociedade, e isto foi recompensado nas urnas, consegui fazer todos os meus candidatos majoritários, tirando a presidenta Dilma que era apoiada pelo grupo de oposição”. 

“Reconheço que na eleição passada eu fui humilhado nas urnas aqui em nossa cidade, hoje eu posso dizer que esta situação se encontra bem melhor, onde recuperei uma boa porcentagem que tinha perdido, e quero transformar este reconhecimento em trabalho, e em melhorias de vida para nossa população”. 

Finalizou o prefeito.

Collar Blog Jataúba  News. 



Referencia

PSB em PE pode apoiar Dilma. Coisas da política!



O PSB, hoje sob o comando nacional do ex-ministro Roberto Amaral, pode apoiar Dilma no segundo turno contra Aécio Neves. Mas existem resistências em vários Estados, inclusive em Pernambuco.

Não se surpreenda, no entanto, se o governador eleito Paulo Câmara apoiar Dilma. Um fato está pesando muito: a pressão do ex-presidente Lula, amigo pessoal do ex-governador Eduardo Campos, que não fez nenhum tipo de hostilidade a Eduardo quando candidato, justamente para contar com o PSB no segundo turno.

Tem outro ingrediente local que está pesando também: eleito Aécio, o PSDB infla o provável candidato a prefeito do Recife, Daniel Coelho, eleito deputado federal, o que cria de imediato um complicador para a reeleição do prefeito Geraldo Júlio em 2016. Este cenário está sendo avaliado atentamente em reuniões do PSB.

Dilma e Câmara num mesmo palanque tem tudo a ver. Não se assuste! Política é assim mesmo. A vida, como dizia Chaplin, é um assunto local.

Escrito por Magno Martins



O melhor lugar para sua casa.

Ao menos sete governadores eleitos já apoiam Dilma


A presidente Dilma Rousseff (PT) largou na frente de Aécio Neves (PSDB) na montagem de palanques para a disputa do segundo turno. Na largada, a petista tem a seu lado a maioria dos governadores eleitos no primeiro turno e a maior parte daqueles que passaram para o segundo turno nas disputas estaduais. Dos 13 governadores eleitos no domingo (5), Dilma, em princípio, já conta com o apoio de sete deles.

São eles: Fernando Pimentel (PT-MG), Rui Costa (PT-BA), Wellington Dias (PT-PI), Jackson Barreto (PMDB-SE), Marcelo Miranda (PMDB-TO), Raimundo Colombo (PSD-SC) e Renan Filho (PMDB-AL). Já Aécio conta com os reeleitos Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e Beto Richa (PSDB-PR) além do eleito Paulo Hartung (PMDB-ES).

Os outros três eleitos no primeiro turno – Pedro Taques (PDT-MT), Flávio Dino (PC do B-MA) e Paulo Câmara (PSB-PE) – ainda não declararam para que lado seguirão na reta final da campanha ao Planalto.

Nas 14 disputas de segundo turno, Dilma tem hoje a perspectiva de apoio de 16 dos 28 candidatos. Nove candidatos tendem a apoiar Aécio, e outros três estão indefinidos. (Folha de S.Paulo)



Aqui seu corpo sempre está em forma.