sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Acidente de moto tira a vida de mais um desta feita foi na BR 104 entre Toritama e Brejo da Madre de Deus.

FOTOS: TORITAMA INFORMA.
Mais um acidente com vítima fatal foi registrado pela polícia durante a manhã desta sexta-feira (15), na rodovia federal BR-104 em Toritama; precisamente nas imediações do trevo de acesso ao distrito de Fazenda Nova, pertencente ao município de Brejo da Madre de Deus, Agreste Pernambucano.

Segundo informações, um empresário da cidade de Caruaru – de identidade ainda não revelada; conduzia uma motocicleta Hayabusa. O mesmo seguia em direção à cidade paraibana de Patos, para participar de um encontro motociclístico que ocorreria na mesma.


Populares informaram que o condutor – seguindo em alta velocidade; tentou desviar de um caminhão, o que motivou o descontrole da moto, e consequentemente, no qual o homem foi arremessado.

Em virtude da gravidade dos ferimentos a vítima não resistiu e faleceu ainda no local. O local foi isolado pela Polícia Rodoviária Federal para que fossem feitos os procedimentos de levantamento cadavérico. O corpo seguiu para o Instituto Médico Legal (IML), em Caruaru, ainda no Agreste.

Correio Capibaribe 



Seu Gás acabou ligue (81) 8131-7065

Wiliam Bonner:” Fiz e farei perguntas que os candidatos prefeririam não ouvir”


Alvo de agressões e xingamentos pelo tom crítico que adotou nas entrevistas com os presidenciáveis que participaram do Jornal Nacional até aqui, o jornalista e apresentador William Bonner resolveu rebater os comentários nesta quinta-feira (14) e disse que continuará atuando da mesma forma em qualquer entrevista.

“Em todas as entrevistas, fiz e farei as perguntas que os candidatos prefeririam não ter que ouvir. Assuntos que lhes são desconfortáveis, incômodos. Assuntos que eles não abordam na propaganda eleitoral, obviamente. São assuntos de interesse jornalístico, são assuntos que o eleitor deve conhecer”, escreveu Bonner numa rede social.
Para o apresentador do Jornal Nacional, as críticas feitas especialmente pelos partidários dos candidatos que já participaram até aqui das entrevistas são oriundas do que ele chama de “obscurantismo” e “intolerância”.

“Vejo com espanto como as paixões eleitorais momentâneas podem alimentar a intolerância de um tipo de eleitor que se considera suficientemente informado sobre os candidatos – e que nega às outras pessoas o direito de se informar. É aquele que não quer saber mais nada. Não quer ouvir explicação sobre nenhuma questão polêmica. E é um direito dele. O problema é quando não quer que ninguém mais tome conhecimento daquelas questões. E, por isso, insulta quem pensa de forma diferente, insulta quem cobra aquelas explicações de candidatos a cargos públicos. Isso se chama obscurantismo”, disse o apresentador do Jornal Nacional.

Com mais de 30 anos de profissão, Bonner diz que todos os candidatos à Presidência que entrevistou desde 2002 no Jornal Nacional ouviram perguntas incômodas, que não gostariam de terem sido confrontados em rede nacional.
O apresentador afirma, porém, que trata-se de um dever eminentemente profissional e jornalístico, respeitado por todos os entrevistados e postulantes à Presidência da República.

“Todos os candidatos que entrevistei, sem nenhuma exceção, sabiam que era papel deles prestar esses esclarecimentos – e que era meu papel cobrar as explicações. E isso sempre foi feito, de ambas as partes, de forma cordial, serena, respeitosa. Sempre. É esse respeito que falta aos que usam o espaço de comentários de uma foto para insultar, agredir, praguejar contra o conteúdo eminentemente jornalístico de uma entrevista”, declarou o jornalista.

Furioso e chateado com os comentários ultrajantes e obscenos enviados depois das entrevistas feitas com Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), o apresentador global diz que os partidários de ambos os candidatos precisam aprender o valor real da democracia plena no Brasil.

“[Esses comentários] insultam não só a mim, como entrevistador, mas a todos os demais eleitores que desejam ser informados sobre as questões polêmicas de todos os candidatos, sejam quem forem. Essa intolerância eu faço questão de deixar registrada nos comentários. Alguma utilidade terá pra quem quiser analisar os freqüentadores desse ambiente encantador e agressivo, enriquecedor e mesquinho, democrático e sectário que é a internet”, declarou William Bonner.

O Jornal Nacional iniciou na última segunda-feira (11) a rodada de entrevistas com todos os presidenciáveis.
O primeiro ouvido pelo JN foi o candidato do PSDB, Aécio Neves, e na terça-feira Eduardo Campos (PSB), que faleceu ontem em virtude de um acidente de avião, menos de 24 horas depois da entrevista na TV Globo.

Por conta da morte de Campos, as entrevistas com a presidente Dilma Rousseff (PT) e com o Pastor Everaldo (PSC) foram remarcadas para a próxima semana.

Nas conversas ao vivo com Aécio e Campos, os apresentadores do JN abordaram questões polêmicas para ambos, como a construção de um aeroporto nas terras de um tio avô de Aécio Neves na cidade de Cláudio (MG), além do ‘esforço’ de Eduardo Campos em nomear parentes para cargos públicos.

TERRA

Aqui é só alegria

Meu amigo Eduardo, não deu tempo me despedir


Minha alma foi despedaçada e agora sinto em meu coração uma dor inexplicável.

Nunca, jamais vivi algo semelhante. Nesse momento de tristeza é impossível descrever o que sinto agora. Confesso que faltam palavras.

Tantas lutas, inúmeros momentos, incontáveis gestos de amor e companheirismo. 

Estivemos juntos nos bons momentos, e fortalecemos nossa amizade nos momentos mais difíceis.

Eduardo, você foi mais que um amigo, foi um irmão, pai. Principal incentivador da minha caminhada política.

Seus princípios foram e serão minha razão maior para militar por um Pernambuco melhor.

Hoje nos separamos fisicamente, no entanto, sua presença estará sempre conosco. 

Você vive, Eduardo, dentro dos nossos corações e como um farol, que brilha e irradia intensamente, estará do céu conduzindo nossos destinos. 

Seu sonho foi interrompido, mas nós continuaremos aqui, sonhando por você, lutando por você. Nós, seremos você, e nunca desistiremos do Brasil.

Pernambuco, 13 de agosto de 2014

Diogo Moraes
Amigo – deputado estadual

Cuide de seus olhos com carinho Fones (81) 9641-4688 / 8481-5670

Hoje o dia de festa é deles!!! Parabéns!!!


Osvaldo Jerônimo 


Jeffersson Moraes 


Valzinha Dayana 


Elialda Monteiro 


Soraia Sales


Danilo Lima 


Darlan Lira

Felicidades pelo seu aniversário. Que seu caminhar seja sempre premiado com a presença de Deus, guiando seus passos e intuindo suas decisões, para que suas conquistas e vitórias, sejam constantes em seus dias. 
Parabéns por hoje, mas felicidades sempre. 

Desejos do Blog Jataúba News.


Vereador que apoia este trabalho

Futuro - Com obstáculos, Marina Silva recebe sinais de lideranças do PSB


Apesar de, em nota oficial, o PSB afirmar que só tomará a decisão sobre a sucessão na chapa presidencial após o enterro de Eduardo Campos, aliados da legenda e o advogado Antônio Campos, irmão de Eduardo, reforçam a pressão para que a atual vice, Marina Silva, seja escolhida como a candidata oficial da coligação ao Palácio do Planalto, embora saibam que, para isso, ela precise superar uma série de dificuldades e empecilhos com o PSB e os aliados.

Depois de conversar reservadamente com lideranças partidárias, Antonio Campos, resolveu mandar uma carta à direção partidária. “Marina vai agregar valor à chapa presidencial e ao debate no Brasil. Se meu irmão chamou Marina para ser sua vice, com essa atitude ele externou sua vontade”, disse Tonca, como é conhecido. “Eduardo morreu na busca de um caminho para melhorar a nação. Marina Silva tem essa capacidade de empunhar uma luta que debata os caminhos do Brasil e crie caminhos para melhorar este país”.

Vereador que apoia este trabalho


A cúpula do PSB reuniu-se ontem em São Paulo. O novo presidente da legenda, Roberto Amaral, afirmou que caberá a ele decidir quando o processo sucessório será feito.

Filho de Eduardo Campos quer seguir os passos do pai


João Campos, de 20 anos, disse nesta quinta-feira que o país não pode deixar morrer os ideais do pai
CAIO BARBOSA

Recife (PE) – O filho mais velho do ex-governador Eduardo Campos, João Campos, de 20 anos, disse nesta quinta-feira que o país não pode deixar morrer os ideais de seu pai. Herdeiro político de Campos, João seria candidato a deputado federal nestas eleições, mas a pedido do pai deixou para concorrer apenas em 2016 ou 2018. O filho era seu companheiro insparável nas campanhas desde pequeno e vinha sendo preparado por Campos para entrar na vida política.

“Ele está abatido, mas firme. Disse que perdeu um pai, um líder, mas que não se pode deixar morrer suas bandeiras, seus ideais”, contou Joaquim Pinheiro, primo de Campos, que conversou com jornalistas na porta da residência da família, no bairro Dois Irmãos, no Recife.

Capital pernambucana deixa a política de lado em luto a Eduardo Campos

A capital pernambucana respira política. Ainda mais com um candidato a presidência da República. Mas a morte do ex-governador Eduardo Campos tirou o povo das ruas. Aliados e adversários fecharam comitês e retiraram os cavaletes com propaganda política das esquinas em respeito ao filho da terra, morto nesta quarta-feira, num trágico acidente aéreo, em Santos (SP). Mais seus pessoas morreram na queda do avião.

“Eduardo era muito respeitado aqui no Recife. Por todos. E os que não gostavam dele, respeitam por causa do avô. Igual ao Velho Arraes não tinha, não. Era o homem que parava Pernambuco, querido na capital e no Sertão. O Estado está de luto em respeito ao neto do Arraes, um homem sem igual”, contou Ricardo, de 57 anos.(O Dia)

Blog da Josélia 


Internet de qualidade em jataúba é com a

Datafolha: com 47%, Armando levaria no 1º turno

 

Segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira no jornal Folha de S.Paulo, se a eleição fosse hoje, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) seria eleito governador de Pernambuco no primeiro turno. Ele aparece com 47% dos votos na pesquisa.

Paulo Câmara, do PSB, aparece em segundo, com 13%. Ele era o afilhado político de Eduardo Campos, que morreu quarta-feira (13) num acidente aéreo em Santos (SP).Os outros quatro candidatos somam 5%. O Datafolha ouviu 1.198 eleitores, entre os dias 12 e 13. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Escrito por Magno Martins

O melhor preço é na...

Fragmentação dos corpos retarda identificação


A comitiva enviada de Pernambuco para acompanhar a identificação das vítimas do acidente aéreo que resultou na morte de Eduardo Campos e outras seis pessoas ficou impressionada com o que viu no Instituto Médico Legal de São Paulo. Não há propriamente cadáveres, mas fragmentos de corpos. Daí a demora na liberação dos restos mortais.

A pedido da viúva de Campos, Renata, viajaram para a capital paulista seis pessoas – políticos, servidores do governo pernambucano e um dentista. Foram ao IML pela primeira vez na quarta-feira (13). O médico legista que os recepcionou desaconselhou que vissem o que restara das vítimas. Para dar uma pálida ideia do que sucedera, exibiu fotos que trazia no celular.

As imagens injetaram drama na tragédia. Exibiam pedaços de corpos, acondicionados em sacos plásticos. Alguns são indistinguíveis. São partes pequenas, contou ao repórter um dos presentes. Fomos informados de que há pés e mãos, mas não há rostos nem troncos. Os exames de DNA servirão para separar os fragmentos. Não há como reconstituir integralmente os corpos.

A coleta do material no local do acidente, que prosseguiu nesta quinta-feira (14), não é algo trivial. Parte dos restos das vítimas foi lançada a longas distâncias. Recolheram-se fragmentos até no alto de um edifício. Uma profissional que acompanhou o trabalho disse que a hipótese mais provável é de que a fuselagem do jato tenha se rompido antes do impacto no solo.

Estão em São Paulo: Paulo Câmara (PSB), Raul Henry (PMDB) e Fernando Bezerra (PSB), candidatos a governador, a vice-governador e a senador, respectivamente; Francisco Sarmento Filho, da Polícia Científica de Pernambuco; Mário Cavalcanti, chefe da Casa Militar; e Fernando Cavalcanti, dentista de Campos.

Na quarta-feira, o governador tucano de São Paulo, Geraldo Alckmin, esteve com o grupo no IML. Disse ter tomado todas as providências para apressar a liberação dos restos mortais, abreviando o sofrimento das famílias. Nesta quinta (14), autorizou a viagem de um perito à cidade mineira de Governador Valadares, para recolher material genético da mãe de um dos pilotos mortos, o único que faltava.

Estima-se que a liberação ocorrerá no sábado. Mas o IML informou à comitiva de Pernambuco que se trata apenas de uma previsão, a ser confirmada —ou não— nesta sexta-feira (14). Renata, a viúva de Campos, mandou dizer que não deseja a liberação dos restos mortais do seu marido senão junto com os fragmentos das outras seis vítimas. Será atendida.

Josias de Souza (Blog) magno martins 

Contatos 081 3746-1186 Jataúba PE - Congo PB - São João do Tigre PB

Polícia estoura ponto de venda de drogas em Jataúba



Droga e dinheiro que foram apreendidos na operação.

Na noite desta quinta-feira (14), policiais desmancharam mais um ponto de venda de drogas e prenderam uma traficante.

De acordo com as informações colhidas por nossa equipe de reportagem, o efetivo já estava investigando o local, que não teve o endereço informado e realizaram a abordagem.

Policiais que estiveram na ocorrência.

Na residência, foi encontrada uma mulher, identificada por Sandra Maria Oliveira de Souza Leão (29 anos) e, no interior da casa, foram encontradas 27 pedras de crack, uma moto, cinco trouxinhas de maconha e R$ 366,00 em dinheiro.

.

De acordo com a polícia, a droga pertencia ao esposo da mulher, identificado apenas como “Beato”, que conseguiu fugir.
.

Beato, apontado como proprietário da droga, conseguiu fugir antes do cerco policial.

Todo o material apreendido, juntamente com a mulher, foi levado para a delegacia de Santa Cruz do Capibaribe.


Moto apreendida, possivelmente usada para entrega de drogas.


Blog do Ney Lima


A sua segurança é aqui

Jovem é assassinado e tem o corpo parcialmente queimado


AGRESTINA: O jovem José Rivaldo Vicente da Silva, que era conhecido como Coco, de 26 anos, solteiro e residente no distrito de Laje Grande, na zona rural de Catende. Ele foi assassinado na manhã desta quinta-feira (14), na estrada vicinal na divisa entre os sítios Saquinho e Olho D’água, na zona rural de Agrestina e o cadáver foi encontrado dentro de um veículo Parati de cor azul metálico escuro, placa KFI-3222, de Agrestina e ele estava no banco do passageiro, parcialmente carbonizado. 


Segundo informações de populares no local, a vítima teria pego este carro de um conhecido identificado por Davi José da Silva, que é paraplégico e mora na Vila Santa Tereza, em Agrestina, para vendê-lo. Ele passou uma semana com o carro e como não o vendeu saiu de casa hoje por volta das 5 horas da manhã para devolve-lo e no trajeto foi assassinado.


O agente da Polícia Civil Carlos Henrique, disse que não tem como precisar se a vítima foi morta dentro do carro e nem a dinâmica do crime, no entanto adiantou que encontrou um rastro de sangue saindo do veículo e tudo isso será investigado. Provavelmente o homicídio foi praticado pelo motorista do carro ou por alguém que estava com a vítima. Populares informaram que viram uma Parati prata seguindo a vítima que foi morta com apenas um tiro na nuca. O corpo da vítima foi encaminhado para o IML em Caruaru. (Por Blog do Adielson Galvão) 

A nossa Farmácia.