sábado, 6 de abril de 2013


Uso de redes sociais no trabalho pode aumentar produtividade




Usar redes sociais no trabalho diminui a produtividade, certo? Errado. Pelo menos é o que afirma uma pesquisa acadêmica sobre o tema feita pela Warwick Business School, no Reino Unido. Segundo artigo no site Bloomberg Businessweek, usar ferramentas como Facebook, Twitter, LinkedIn ou Skype para conversar também capacita os funcionários para responder mais agilmente aos clientes e converter isso em bons resultados. É o que diz Joe Nandhakumar, professor de sistemas de informação na Warwick Business School.


Nandhakumar e sua equipe de pesquisa atribuem esse aumento de produtividade a algo chamado de “teoria da copresença virtual”, ou seja, uma capacidade de colaborar com os outras pessoas que estão longe em tempos curtos e em sessões produtivas para resolver problemas ou realizar tarefas. Outros benefícios apontados são uma maior colaboração entre os colegas de trabalho e manter as empresas digitalmente experientes o suficiente para competir por jovens talentos.


Nandhakumar e sua equipe estudaram uma grande empresa de telecomunicações europeia que usou o Skype, Facebook e Twitter, entre outros, para se comunicar com os clientes existentes e potenciais consumidores em várias tarefas. Na maioria dos casos, os funcionários foram capazes de realizar mais vendas e atender mais clientes.

Nova lei obriga pais a matricular filhos a partir de 4 anos na pré-escola

O governo federal publicou nesta sexta-feira (5), no Diário Oficial da União, a lei número 12.796 que altera a lei que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Como novidade, o texto muda o artigo 6º tornando “dever dos pais ou responsáveis efetuar a matrícula das crianças na educação básica a partir dos 4 anos de idade”. A matrícula dessas crianças pequenas deve ser feita na pré-escola. Estados e municípios têm até 2016 para garantir a oferta a todas as crianças a partir dessa idade.
Segundo o Ministério da Educação, a lei publicada nesta sexta-feira é uma “atualização” da Lei de Diretrizes e Bases, de 1996, reunindo as emendas realizadas desde então.
A versão anterior dizia que esta obrigatoriedade era a partir dos 6 anos. Mas, em 2009, uma emenda constitucional tornou obrigatório ao governo oferecer educação básica e gratuita dos 4 aos 17 anos de idade, assegurada inclusive sua oferta gratuita para todos os que a ela não tiveram acesso na idade própria.

DEM pode ser a próxima conquista de Eduardo Campos



O DEM poderá se tornar mais uma legenda a subir no palanque do governador Eduardo Campos (PSB) para o pleito presidencial. A informação é de Mirela Campos, na Folha de Pernambuco deste sábado. Segundo a jornalista, o partido deu bandeira branca para seus diretórios estaduais articularem alianças para 2014, com qualquer legenda que não seja o PT.

''Em Pernambuco, o DEM integra a bancada da oposição, e nas eleições municipais o deputado federal Mendonça Filho sofreu uma derrota para o afilhado político de Eduardo Campos, o prefeito Geraldo Julio (PSB). Porém, para Mendonça que também é o presidente do DEM no Estado, isso é página virada. “Nosso posicionamento é descartar o apoio ao PT, mas à medida que Eduardo passa a ser considerado uma opção, o partido pode vir a conversar sobre isso. Há pessoas do partido que defendem seu nome”, afirmou o parlamentar.''

Magno martins

Passando pra desejar a todos leitores deste blog um belo final de semana.