sábado, 1 de dezembro de 2012

Um belo final de semana pra todos leitores deste blog

Brasil cai em grupo forte na copa das confederações


Estreia da Seleção na competição será diante do Japão, em Brasília. Espanha pega grupo, teoricamente, mais tranquilo, com Uruguai, Taiti e o futuro campeão africano

  • São Paulo (SP)

Sorteio da Copa das Confederações (Foto: Miguel Schincariol)
Em um sorteio confuso no Centro de Convenções do Anhembi, em São Paulo, a Seleção Brasileira acabou caindo no grupo teoricamente mais complicado da Copa das Confederações-2013, que acontece de 15 a 30 de junho no Brasil. A seleção de Felipão está no Grupo A e, além da Itália, terá a companhia de México, que costuma ser uma pedra no sapato brasileiro, e Japão.
A estreia do Brasil será contra o Japão, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, no dia 15. O segundo jogo acontece no dia 19, diante do México, no Castelão, em Fortaleza. A Seleção encerra sua participação na primeira fase contra a Itália, vice-campeã europeia, na Fonte Nova, em Salvador, dia 22.
Campeã mundial e europeia e cabeça-de-chave, a Espanha terá no Grupo B as companhias de Uruguai, Taiti e do campeão africano, que só será conhecido em fevereiro. A Espanha estreia logo contra o Uruguai, na Arena Pernambuco, em Recife, dia 16. A Fúria vai pegar o Taiti no Maracanã, dia 20, e o campeão africano em Fortaleza, dia 23.
GRUPO A  
BRASIL
 
JAPÃO
 
MÉXICO
 
ITÁLIA









GRUPO B

ESPANHA


URUGUAI


TAITI


CAMPEÃO AFRICANO
A confusão, que deixou o secretário-geral da Fifa, Jêróme Valcke, visivelmente atordoado, foi com um dos convidados brasileiros, o chef Alex Atala. Ele teria de ter tirado a posição do Uruguai no pote B, mas tirou do pote A e deixou o sorteio confuso. Valcke hesitou por diversas vezes e pediu desculpas. O Uruguai ficou inicialmente como B3, mas na verdade a vaga foi preenchida pelo Taiti. A Celeste ficou com o B2.
Antes do sorteio, fizeram pronunciamentos o presidente da Fifa, Joseph Blatter, o presidente da CBF e do Comitê Organizador da Copa, José Maria Marin, e a presidente da república, Dilma Rousseff. Dilma fez uma saudação especial a Felipão e Parreira, novos comandantes da Seleção, e declarou que o Brasil estará pronto para sediar o evento no ano que vem.
- Vencer a Copa das Confederações será uma missão. Também temos a obrigação de vencer fora do campo. As cidades estarão prontas para receber as seleções, temos a certeza de que nos preparamos bem para realizar um bom espetáculo. Vamos mostrar que o Brasil tem todas as condições de fazer a Copa de 2014. É um pais democratico, com economia forte, que perseguiu e conquistou a inclusão de milhões de brasileiros, sem preconceito e cultura de exclusão. Vamos fazer a mais bem organizada e alegre Copa de todos os tempos - disse Dilma.
Confira como ficou a tabela:
GRUPO A
15/6 - 16h - BRASIL x Japão - Nacional de Brasília
16/6 - 16h - México x Itália - Maracanã
19/6 - 16h - BRASIL x México - Castelão
19/6 - 19h - Itália x Japão - Arena Pernambuco
22/6 - 16h - Itália x BRASIL - Fonte Nova
22/6 - 16h - Japão x México - Mineirão

GRUPO B
16/6 - 19h - Espanha x Uruguai - Arena Pernambuco
17/6 - 16h - Taiti x Campeão da África - Mineirão
20/6 - 16h - Espanha x Taiti - Maracanã
20/6 - 19h - Campeão da África x Uruguai - Fonte Nova
23/6 - 16h - Campeão da África x Espanha - Castelão
23/6 - 16h - Uruguai x Taiti - Arena Pernambuco

SEMIFINAIS
26/6 - 16h - 1º de A x 2º de B - Mineirão (1)
27/6 - 16h - 1º de B x 2º de A - Castelão (2)

DECISÃO DE TERCEIRO LUGAR
30/6 - 13h - Perdedor 1 x Perdedor 2 - Fonte Nova

FINAL
30/6 - 19h - Vencedor 1 x Vencedor 2 - Maracanã


 

Para refletir o dia dia.

Vivo a loucura dos dias, tudo acontece tão rápido, o tempo engole as horas. Gostaria de transformar os ponteiros do relógio em anjos para viver na eternidade dos minutos. Estancar a batida do tempo que castiga o adeus dos dias. É a loucura frenética do até amanhã, que se transforma em até já. Tudo esta girando muito rápido, o tempo devora os sonhos. Não sei quando estou dormindo sonhando ou sonhando acordado, o tempo não para. As madrugas se tornam amanhecer, a tarde vira logo noite. Durmo no amanhecer, acordo na madrugada escura. A vontade desenfreada de viver trás a confusão das horas. Tenho saudade do ontem, satisfação pelo hoje e alegria pelo amanhã que viverei. A saudade bate forte por várias passagens, por momentos inesquecíveis, onde uma cidade inteira de belos momentos vive na memória. São tantas coisas boas que não contesto as dificuldades passadas para chegar até os dias de hoje. Foi apenas uma estrada onde o mapa estava à minha disposição e pude escolher o trajeto desejado. Quando o inesperado definiu o caminho foi a trajetória escolhida por Deus. Faz parte da minha missão sobre a terra. Gosto de sentar e agradecer toda a vida recebida. Lembrar das boas passagens, e, principalmente, das dificuldades. Sem os obstáculos, certamente, não seria quem sou. A dor me fez maleável, sensível aos problemas das outras pessoas. Entendi o que é decepção, frustração, desânimo, desalento e o que é triunfar. O tempo nos faz lutadores, guerreiros em busca das vitórias, são os campos de batalhas que moram dentro do nosso coração. Com tanta correria, lutas, desafios intermináveis, o dia nasce no ontem e se estende na madrugada do amanhã. Oro para o conforto das minhas limitações, das fraquezas que minam o meu entendimento. Saio ferido dos combates, como todo lutador, mas, sempre carrego novidades e fico mais fortalecido. Por isso, vivo a loucura dos dias, quero abraçar a vida e nela permanecer num abraço profundo com as horas. Quero algemar os ponteiros da vida, fazê-los parceiros da minha alegria de viver.(MENSAGEM PARA O TEMPO QUE NÃO PARA – VIVO A LOUCURA DOS DIAS, O TEMPO DEVORA AS HORAS).

Quadrilha de roubo a banco troca tiro com a policia em Iati PE e dois bandidos acabam mortos.

Na madrugada desta sexta-feira (30) vários assaltantes de banco do Estado de Alagoas, chegaram fortemente armados à Iati-PE, no Agreste Meridional,  para arrombar caixas eletrônicos de Agências Bancárias utilizando-se de explosivos, momento em que houve a intervenção da Equipe do GATI com apoio de outras Equipes policiais e do NIA/PM (Núcleo de Inteligência do Agreste), havendo tiroteio e logo dois veículos utilizados pelos criminosos foram abandonados no Povoado Santa Rosa e apreendidos pela polícia, sendo que quatro dos criminosos foram presos pela Equipe do TIGRE da Polícia Civil de Alagoas e dois bandidos foram mortos durante troca de tiros com Policiais Militares de Pernambuco.

Foram presos:
José Ferreira Sobrinho, 37 anos.
Jailton Nobre Serafim, 36 anos.
Maxuel dos Santos Alves, Suel, 28 anos.
Morreram na troca de tiros com a polícia:
João Souza Paz, 33 anos.
Gilberto Barbosa da Rocha, 41 anos.


Na operação foram presos pela polícia JOSÉ FERREIRA SOBRINHO, residente na Rua José Mário da Silva, Por do Sol, Arapiraca-AL; JAILTON NOBRE SERAFIM, residente na Rua Senhor do Bonfim, Pial, Piranhas-AL e MAXSUEL DOS SANTOS ALVES, vulgo“SUEL”, residente na Rua São João Aureliano, Bom Sucesso, Arapiraca-AL, sendo apreendido com os mesmos, nove dinamites com detonadorres; um Fox branco, placa NMJ-9952, São Miguel dos Campos–AL; um Pálio preto, placa IAI-02876, Aracajú- SE; um Cross Fox preto, placa MVC-0113, Palmeira dos Índios-AL; um botijão de gás com maçarico; um Pé-de-cabra; uma Lanterna e um Alicate.

Discurso dos alvirrubros é de respeito ao Sport


As polêmicas acerca do Clássico dos Clássicos não existem mais. Pelo menos na visão dos alvirrubros. De acordo com os atletas do Náutico, o bom momento do Timbu, em contraponto à situação crítica do Sport, deve ser encarado com prudência. O discurso desta tarde, a dois dias do embate decisivo, mostra que a equipe mostra respeito ao rival rubro-negro.
“É um clássico. Por isso, temos que respeitar a camisa do adversário, independente de situação. Temos que entrar focados para fazer o resultado. Eles vêm numa crescente nos últimos jogos, mas estamos que estar sempre focados”, destacou o zagueiro alvirrubro Alemão, que prefere ficar longe da polêmica iniciada pela declaração do atacante Kieza, que afirmou que o Náutico ia “terminar de afundar a coisa”.
“Em tempos de clássico, se você falar uma coisa,  ela é repercutida de forma totalmente diferente. Então, às vezes, é melhor deixar quieto. E Kieza sabe que errou”, ressaltou Alemão. O goleiro Felipe é mais um a endossar o discurso do zagueiro. Segundo o arqueiro alvirrubro, a ideia é deixar as controvérsias fora das quatro linhas. “Tô pensando exclusivamente em ajudar o Náutico a conquistar a vaga na Sul-americana. Esse é meu pensamento, independente da situação em que o Sport esteja”, pontuou.
O goleiro ainda revelou estar surpreendido pela movimentação no Recife na semana pré-Clássico dos Clássicos. “Acompanhava pela TV,  pelos jornais e sabia que a cidade parava. Tinha a noção de que era o assunto da semana, mas não tinha dimensão da proporção que é. Nas ruas só se fala no clássico. Na TV é a mesma coisa. Acho que é um dos maiores do Brasil”, opinou Felipe, que disputará o seu primeiro clássico vestindo a camisa do Náutico

Previna-se

Coluna do sabadão




Não larga o osso

O diretório municipal do PT no Recife começa a discutir, amanhã, se vai se alinhar automaticamente ao Governo Geraldo Júlio. Há uma divisão nítida entre as suas mais diversas correntes.

Oscar Barreto, presidente da executiva municipal, defende o apoio de imediato, sob a alegação de que já existe no Estado – e até na gestão João da Costa – uma aliança formal do PT com o PSB.

Diferentemente pensam e agem o senador Humberto Costa e o deputado João Paulo. Como formaram uma chapa, na qual Humberto saiu na cabeça e João na vice, tendo perdido a eleição no Recife, acham que o melhor caminho é a oposição vigilante com uma postura, consequentemente, de independência.

A coerência indica esse norte, mas nem sempre os políticos enxergam assim, preferindo as barganhas, o fisiologismo e as práticas mais nocivas abominadas pela sociedade. Custo a acreditar que o PT faça oposição a Geraldo.

Se na campanha no Recife, tendo como principal adversário o PSB, petistas não largaram cargos na gestão estadual, a custo de que vão abrir mão de uma fatia de poder na futura administração socialista na capital? Idealismo, para muitos petistas virou letra. A ordem é não largar o osso.

FICA NO CARGO – O deputado Paulo Rubem, que abriu uma dissidência no PDT para tirar o controle da legenda no Estado das mãos do prefeito de Caruaru, José Queiroz, vai quebrar a cara. Já sentiu isso ao tentar rifar o superintendente do Ministério do Trabalho, André Gustavo, que vai resistindo nem tanto pelo apadrinhamento do deputado Wolney Queiroz, mas porque se fortaleceu na greve dos servidores de Suape na visão do ministro Brizola Neto.



Derrota nordestina - Dilma se curvou às pressões do governador do Rio, Sérgio Cabral, e vetou o artigo 3º da Lei dos Royalties, que socializava a receita dos Estados produtores de petróleo, impondo uma derrota aos governadores nordestinos. Aos Estados não produtores resta, agora, jogar as esperanças no Congresso, que sinaliza pelo veto ao veto de Dilma.


Às baratas - João da Costa abandonou Recife de forma tal que nem uma lâmpada será colocada para iluminar a chegada do Natal. A sensação de uma cidade abandonada está em todas as partes: nos parques sem manutenção e sem segurança; nas ruas com lixo não recolhido e nos postos de saúde, sem médico e sem remédios. Pelo visto, Geraldo Júlio pegará uma herança maldita.

Fica de fora - Já com muitos pepinos para descascar, o governador Eduardo Campos resolveu não se envolver diretamente na eleição para presidente da Câmara dos Deputados, embora um socialista, o deputado Júlio Delgado, de Minas, esteja na parada no enfrentamento ao favorito Henrique Alves, do PMDB do Rio Grande do Norte.



A Cuca - Da coluna de Ilimar Franco, do jornal O Globo: “A ex-chefe da representação da Presidência em São Paulo, Rosemary Noronha, foi apelidada pelos servidores de Brasília de Cuca, do Sítio do Pica Pau Amarelo, a bruxa que infernizava a vida dos protagonistas do livro de Monteiro Lobato”.

CURTAS

NOVO PACTO– Mais de 400 prefeitos eleitos pelo PSB em todo o País começaram a discutir, ontem, em Brasília, num encontro com o presidente nacional da legenda, Eduardo Campos, a proposta de um novo pacto federativa, que passa pela redistribuição mais equânime dos recursos federais com os Estados e Municípios.

SEM VOTO– Sem a menor chance de bater João Fernando Coutinho na disputa pela Primeira-Secretaria da Assembleia, o deputado Leonardo Dias (PSB) jogou a toalha, ontem. E vai votar como a maioria da base governista: na reeleição do presidente Guilherme Uchôa e no próprio então concorrente Coutinho.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Ao final do encontro do PSB, hoje, em Brasília, os socialistas lançam Eduardo presidente?

'A falsa testemunha não ficará impune; e o que profere mentiras perecerá'. (Provérbios 19:9)

Rose se apresentava como ''a namorada de Lula''

Além do título funcional –chefe do gabinete da Presidência da República em São Paulo—, Rosemary Noronha, a Rose, costumava exibir uma credencial oficiosa. Apresentava-se a interlocutores como “namorada do Lula”. Algo que potencializava sua capacidade de traficar nomeações e negócios no governo.

A revista ‘Época’ dedicou a capa de sua última edição à super-servidora, pilhada pela Polícia Federal na investigação que desbaratou a máfia que trocava propinas por pareceres técnicos de órgãos públicos. Sob o título “Rose e a sedução do poder”, a notícia (clique aí e lei matéria completa) reúne malfeitos conhecidos e detalhes inéditos.

No seu miolo, o texto reproduz relato de um alto executivo da Companhia das Docas do Porto de Santos, a Codesp. Anota: “Rose evocava sua relação com Lula para fazer indicações e interferir, segundo seus interesses, nos negócios da empresa. Nessas ocasiões, diz o executivo, Rose se apresentava como ‘namorada do Lula’. ‘Ela jogava com essa informação, jogava com a fama’, diz ele.”

Para ilustrar o que disse, o executivo da Codesp contou um episódio ocorrido em 2005. Uma funcionária da Guarda Portuária passou a propalar na empresa a informação de que ganhara o emprego porque era amiga da “namorada do Lula”. O comentário chegou à direção do Porto de Santos. Um diretor repreendeu a funcionária. Abriu-se uma sindicância, que resultou na demissão da amiga da “namorada”.

Abespinhada, Rose tocou o telefone para diretores da Codesp. Nessas ligações, endossou o que a servidora demitida difundia pelos corredores da empresa: “Eu sou a namorada do Lula.”

Se o deputado federal Márcio França (PSB) voltar para o secretariado de Geraldo Alckmin (PSDB) abrirá vaga na Câmara dos Deputados para Marcelinho Carioca (PSB), informa Marcel Frota, no blog Poder Online. O ex-jogador do Corinthians é o próximo suplente a assumir caso o PSB abra uma vaga na Casa. Presidente do PSB paulista, França ainda não definiu se voltará ou não ao secretáriado, o que dependerá de conversa com Alckmin. Já há uma decisão da executiva estadual do PSB autorizando o retorno. Alckmin fará nos próximos meses uma reforma de seu secretariado, o que criaria a oportunidade para a volta de França. Ele deixou a secretaria de Turismo quando o PSB decidiu apoiar Fernando Haddad (PT) na eleição paulistana.

magno martins

Desgaste na imagem de Lula preocupa Planalto

Um sinal amarelo no Planalto foi detectado por Gerson Camarotti no seu blog:
''Apesar da tentativa do ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral) de demonstrar tranquilidade em relação a Lula – ao negar que a Operação Porto Seguro traga complicações para o ex-presidente – a avaliação feita no Palácio do Planalto é diferente. Já há uma preocupação com o desgaste da imagem de Lula por causa das muitas citações ao ex-presidente feitas em mensagens por Rosemary Noronha, ex-chefe do escritório da Presidência em São Paulo.

Para interlocutores da presidente Dilma, Lula deveria “mergulhar” por
um tempo e só reaparecer quando toda a investigação da PF tiver sido divulgada. “Seria um risco Lula falar neste momento, sem saber o que ainda pode aparecer”, ressaltou um ministro petista, apreensivo com o cenário político.''

magno martins 

Ta virando moda


Baianinha de 18 anos tenta leiloar virgindade na internet e vira chacota na rede


Rebeka Bernardo de Sapeaçu, um pequeno município na região do Recôncavo Sul da Bahia, com pouco mais de 16 mil habitantes, se inspirou no sucesso de Catarina Migliorini, a brasileira que virou noticia no mundo inteiro por ter conseguido arrecadar 1,5 milhão de reais com o leilão da sua virgindade e se tornar dona do cabaço mais caro da história da humanidade. Assunto farto para moralistas e hipócritas, mas com 1,5 milhão na sua conta bancário duvido que ela esteja muito preocupado com ‘o que andam dizendo por aí’.
Rebeka é uma garota humilde (assim como era Catarina), porém a iniciativa oportunista (no sentido literal e não negativo da palavra) de também leiloar a virgindade não surtiu o efeito esperado. A fama veio da pior maneira possível, por meio de chacotas e humilhação. Voltou atrás no leilão. Disse que teve que deixar de frequentar a escola e até sair nas ruas da pequena Sapeaçu, mas o estrago já havia sido feito e é difícil remediar. Rebeka ainda tenta se defender ao dizer que a ideia do leilão foi para ajudar a mãe com AVC.
Se tiver muita sorte pode se tornar uma nova Geisy Arruda ou ao menos ganhar algum dinheiro para dar entrevista em algum desses programas que adora um barraco e usa temas polêmicos para promover um pseudo debate.
Rebeka já corre atrás da fama há algum tempo, como mostra esse vídeo que fez para tentar participar do BBB13. Quem sabe o episódio da virgindade conspire a seu favor e comova a equipe responsável pela seleção dos participantes da casa. Porém tudo indica que Rebeka continuará virgem, pobre e, agora, humilhada. Nem todas tem a sorte de uma Catarina Migliorini, apesar da vontade de fazer fortuna vendendo o cabacinho seja grande, por mais que muitas mocinhas ‘recatadas’ preguem o contrário quando falam em público. Afinal qualquer idiota sabe que 1,5 de reais muda a vida de muita gente, um cabaço não.

Eduardo lamenta decisão de Dilma de vetar pré-sal


O governador Eduardo Campos lamentou nesta sexta-feira (30), a decisão da presidenta Dilma Rousseff de vetar o artigo de lei que regulamenta a partilha dos royalties do pré-sal. “Lamento que o veto tenha acontecido sem que houvesse um entendimento para garantir a solução do impasse sem a fratura que agora se consolidada”, disse o governador.
“A votação ocorreu em momento inapropriado, com o Congresso tensionado em momento pré-eleitoral. Deveríamos ter insistido em buscar um acordo depois de termos avançado tanto. E, principalmente, deveríamos ter conversado antes da decisão de vetar. Agora, o projeto volta para o Congresso para a votação do veto, que acho que vai ser derrotado”, disse o governador.
Eduardo Campos chegou a enviar uma carta à presidenta na última quarta-feira (28), na qual reafirmou sua critica à votação do projeto de lei pelo Congresso em momento inadequado. Na carta, ele lembrou ainda ter sido sempre favorável à preservação dos direitos dos estados produtores, mas pedia a sanção da lei garantindo desde já receitas para os estados não produtores.

PIB decepciona


O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no terceiro trimestre deste ano mais uma vez surpreendeu. E não foi um dado positivo. Foi pior do que se esperava. No período, o Brasil cresceu, apenas, 0,6%, segundo dados do IBGE. O resultado caiu como um banho de água fria para o Governo Federal, que esperava um resultado na faixa de, pelo menos, 1,2%, o que marcaria o início de uma recuperação econômica. No mercado financeiro, a expectativa variava entre 1% e 1,3%. Ninguém acertou.
A surpresa ficou com o setor de serviços, que teve resultado nulo entre julho e setembro. O segmento responde por 60% do PIB, o que faz o efeito do desempenho do período ser mais intenso. E o pior é que a péssima performance do setor é reflexo das medidas emergenciais anunciadas pelo governo. Pois é, ao estimular o consumo, as ações do governo acabaram gerando um maior endividamento dos brasileiros. Com mais dívidas, os consumidores resolveram adiar as compras.
Mesmo surpreso com o resultado, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, manteve o otimismo. “A taxa não foi tudo aquilo que esperávamos, mas estamos na direção certa”, afirmou. É uma forma de tranquilizar os brasileiros. Mas, a verdade é que a nossa economia não está tão bem quanto antes. E, se a meta de 3% de crescimento já era um sonho difícil, agora, é um objetivo de 2013.