quarta-feira, 14 de março de 2018

Diogo Moraes afirma que segue no grupo ‘boca-preta’ e avisa: “Quem ‘se torou’ vai sofrer consequências”


Em momento conturbado no grupo de situação em Santa Cruz do Capibaribe, o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) reafirmou integrar o grupo denominado ‘boca preta/onda azul’ e rechaçou conversas com o pré-candidato a prefeito pela oposição, Fernando Aragão (PTB).

“Quando Fernando fala que 2019, 2020, receberá de braços abertos… bem, eu tenho um palanque, tenho lado. Se quiser mudar de lado, será ele. Meu palanque é de Paulo Câmara. Caminho que foi bem definido em 2011. Não quero que ele (Fernando) coloque palavra na minha boca, como se fosse uma coisa acertada, conversada. Digo e repito, estou no palanque boca-preta/onda azul”, falou.

A declaração do deputado Diogo Moraes veio após entrevista de Fernando Aragão, ao ‘Programa Estúdio 1’, da Polo FM, onde o taboquinha demostrou interesse em conversar com o socialista para a eleição de 2020. VER AQUI.

O parlamentar enfatizou que a eleição a ser discutida é a deste ano e o pleito já tem, em sua análise, os palanques bem definidos: ‘Um de Paulo Câmara e outro de Armando Monteiro’.
Acordos


Para o deputado Diogo Moraes, qualquer aliança em 2020 tem que passar por este ano, como eleição principal. E deixa um recado.

“Quem ‘se torou’ de 2016 para 2018, vai sofrer consequências”. Um pouco antes, Diogo já tinha dito que ‘está assistindo episódios iguais ao passado’.
‘Sou grupo’

De acordo com Diogo, ‘meia dúzia’ de integrantes situacionistas estão tentando criar briga e que ele não se abala com isso.

“Sou grupo. Essa parte, me aceitando ou não, sou grupo Boca Preta, Onda Azul, que me quiseram, me pediram para ajudar Edson Vieira e assim, vou cumpri minha palavra até o fim”, disse.
‘Oposição encubada’

Diogo foi questionado sobre a declaração do prefeito Edson Vieira (PSDB), quanto a uma ‘oposição encubada’ que estaria, segundo o tucano, atrapalhando a gestão municipal. Nos bastidores políticos, a declaração foi entendida como direcionada ao deputado e aos aliados do socialista.

“Sobre isso quem tem que responder é ele mesmo. Quem faz suas teorias tem que depois responder. Eu não sei o é oposição encubada”, disse e prosseguiu em seguida “Se ele tá errado em algumas coisas tem que concertar. Se ele tá numa sucessão de erros políticos/administrativos, ele tem que responder e dizer os nomes dessa oposição encubada”.
Conversa é com Paulo Câmara

Com a forte possibilidade de uma candidatura de Armando Monteiro para governador, no grupo de oposição, Diogo Moraes foi questionado se aceitaria conversar com Edson Vieira para uma reaproximação do prefeito ao palanque do socialista. Como resposta, afirmou “Tem que perguntar ao candidato ao governador. Teria que falar com Paulo Câmara […] SE ele fechou as portas para Câmara e Armando Monteiro, tem que saber que caminho ele vai tomar”.

De acordo com o deputado, as últimas notícias no Recife é que Fernando Bezerra e Marília Arraes não saíram ao cargo máximo do estado, sobrando para uma disputa entre Câmara e Armando reeditando o confronto de 2014.

Blog do Ney Lima

Morador denuncia descaso no Bairro das Casas da Caixa em Jataúba.


Na manhã desta quarta-feira (14), um popular por meio de sua rede social (Facebook), fez um vídeo indignado com a pratica usada pelos aos garis de nossa cidade. É que os mesmos estão queimando lixo em local impróprio, ou seja, local público, que fica por trás da Rua Cupertino de Melo, no Bairro das Casas da Caixa. 


Segundo relatos do mesmo em contato com a nossa redação, é que quando isso acontece é uma fumaça desgraçada e insuportável, podendo até trazer danos a saúde dos que ali reside. O mesmo pede providencias as autoridades competentes.


Veja os Vídeos abaixo ⇩




Collar Blog Jataúba News

Uma equipe de policiais do GATI realizou revista na Cadeia Pública de Jataúba



Nesta terça-feira (13) pela manhã, foi realizado uma revista nas Celas da Cadeia Pública de Jataúba, que fica no Agreste do Estado Pernambucano. 

A revista foi realizada por uma equipe de policiais do efetivo do GATI, no intuito de encontrar objetos ilícitos, mas, foram encontrados apenas 3 carregadores de aparelho celular, nas cinco celas que abrigam 8 detentos. 

Collar Blog Jataúba News Foto Divulgação 

Proprietária de prostíbulo é presa acusada de manter mulher em cárcere privado, em Toritama

Foto: Ademilton Silva (Agreg Imagem)

Na última terça-feira (13), uma mulher foi presa no município de Toritama após ser acusada de manter uma pessoa em cárcere privado. No local onde a ocorrência se deu funciona aparentemente um bar, porém o policiamento envolvido na ocorrência constatou que o ambiente também se tratava de um prostíbulo.

Segundo informações, Mariele França da Cunha mantinha a vítima que não teve a sua identidade revelada presa em um quarto. Um ponto que chamou atenção dos policiais foi a quantidade de câmeras e cercas elétricas que haviam no estabelecimento. Apesar da proprietária ter alegado que os equipamentos seriam para proteção do imóvel, as investigações apontam que o aparato tinha ainda outro objetivo, impedir que ninguém desautorizado deixasse o local.

Foto: Polícia Militar

A delegada Dra. Erica Feitosa, titular da 129ª Circunscrição de Toritama, relatou ainda que a vítma em questão temia sofrer um crime de morte, tendo em vista que a mesma já havia sido levada em um local onde havia um buraco, semelhante a uma cova, pronta para receber um cadáver.

Foto: Polícia Militar

Mariele da Cunha foi encaminhada inicialmente para delegacia de Toritama, e em seguida transferida para a delegacia de Santa Cruz do Capibaribe, onde foi apresentada ao delegado regional. O caso está sendo investigado.

Blog do Bruno Muniz
Apoio Cultural

STF reconhece às Guardas Municipais como órgãos de Segurança Pública


Nem todos os brasileiros sabem, mas no mês passado, o Supremo Tribunal Federal – STF, publicou o Acórdão sobre o Recurso Extraordinário nº 846.854, onde o STF, que é o órgão máximo da justiça brasileira reconheceu as Guardas Municipais como órgãos de Segurança Pública, na qual exercem atividades essenciais para a comunidade, que devido a serem órgão de segurança pública não podem também fazer greves.

O reconhecimento garante alguns novos cenários para a classe, como o efeito de luta para com a aposentadoria especial, a busca pela municipalização da segurança pública – o que garante verbas específicas para investimentos no órgão – piso salarial e até mesmo a possibilidade de armamento para que os agrupamentos de GCMs possam combater o crime.

A decisão do STF em muito agradou os guardas civis municipais em todo o país, tendo em vista que a categoria deverá ser reconhecida agora pelos seus feitos em campo, o que de imediato já derruba por terra alguns preconceitos.


Blog do Bruno Muniz

Confusão entre vizinhos termina na delegacia de Santa Cruz

Foto: Jabson Nunes.

Na noite desta terça-feira (13), a polícia militar recebeu informações de que estaria acontecendo uma briga entre vizinhos na Avenida Santo Antônio, Loteamento Pedra Branca em Santa Cruz do Capibaribe.

No local, os policiais constataram a veracidade do fato, onde Zenildo Francisco da Silva, mais conhecido por “Paulista” (48 anos) teria se envolvido em uma confusão com Silvano da Silva Lima, mais conhecido “Nando” (33 anos).

Segundo Zenildo, ele teria sido ameaçado por Silvano com uma faca peixeira. De acordo com as informações repassadas ao policiamento, o fato ocorreu após os dois terem ingerido bebida alcoólica e então, houve um desentendimento devido à negação por parte de um deles em não querer emprestar a moto.

Diante da situação, a confusão acabou terminando na delegacia de polícia local, onde eles ficaram a disposição do delegado de plantão.

Blog do Ney Lima

Crânio de 2 mil anos encontrado em Brejo terá rosto reconstituído


Crânio foi encontrado na década de 1980 junto com uma flauta confeccionada com um osso. Fotos: Rafael Furtado.

Um crânio de idade aproximada de 2 mil anos, encontrado no Sítio Arqueológico Furna do Estrago, no município de Brejo da Madre de Deus, terá seu rosto revelado pela ciência no próximo dia 24 de abril. Será a primeira reconstituição de um ser pré-histórico da região nordestina por meio de um programa de Reconstrução Facial Forense (RFF), técnica que consiste em restaurar a aparência de um indivíduo em vida por meio das características do crânio.

Chamado apenas de “flautista”, a peça histórica, integrante de uma tribo indígena, foi encontrada durante uma escavação realizada na década de 1980, quando foram recuperados outros 83 crânios, que hoje estão no acervo científico do Museu de Arqueologia da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). A reconstituição ocorrerá graças ao grau de conservação em que o flautista foi encontrado. O trabalho será feito por uma equipe multidisciplinar de várias partes do País, composta por arqueólogos, cirurgião plástico, biólogo, designer e historiador.

A possibilidade de reconstituir as feições do índio ganhou vida após os estudiosos se interessarem em conhecer a face da população pré-histórica da tribo, que vem sendo associada às primeiras características do homem nordestino contemporâneo. Escolhido por ser uma das peças mais emblemáticas do museu, sabe-se que o crânio em questão é de um homem adulto, com cerca de 45 anos, que morreu possivelmente de morte natural. Ele se destacou durante as escavações por conta do seu “enxoval” funerário – como são chamados os adornos enterrados junto ao corpo.


Roberta Richard acredita que o índio tinha ascendência sobre os demais integrantes da tribo.

Chamou a atenção, em primeiro lugar, uma flauta confeccionada em uma tíbia humana (um dos ossos da perna), que estava entre os seus braços, talvez para emitir algum som de alerta para a tribo. Ainda com ele havia 22 contas de sementes, supõem os pesquisadores, de um provável colar, que o destacava dos demais integrantes do grupo.

“Acredita-se que ele tinha uma postura importante na tribo, pois quanto maior o número de contas de semente, maior a hierarquia dentro dessa tribo da Furna do Estrago”, observa a coordenadora do Museu de Arqueologia e uma das participantes do projeto, a bióloga Roberta Richard.

Outro fato curioso é o estado em que foram encontrados os crânios na Furna do Estrago. Todos estavam encobertos por fibras vegetais, como num ritual de sepultamento. Entre as plantas, o caroá (da família das bromélias) e folhas de palmeiras, usadas também para a fabricação de cestas e redes. A dieta, porém, não era das melhores. As inflamações encontradas na dentadura do flautista dá indícios de que era alto o consumo de glicose, composta nos frutos. Eles também gostavam de se alimentar do caracol gigante, também chamado aruá-do-mato.


Flauta de osso humano encontrado com o índio.

Pelos achados, supõe-se que o flautista vivia numa tribo caçadora-coletora. É o que acredita o coordenador de Pesquisa e Estudos Arqueológicos e Históricos da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Flávio Moraes, um dos pesquisadores envolvidos no trabalho.

“Revelar o rosto do flautista será um avanço significativo para a arqueologia, uma vez que vamos nos deparar diretamente com um indivíduo ainda não compreendido em sua totalidade pela ciência. Por meio das características físicas, vamos saber o fenótipo de toda a tribo, como o tipo de olhos e cabelo, e a dinâmica da vida deles, até porque se trata de uma população de 2.000 anos que já conseguia polir e manusear utensílios para cortar carnes e quebrar sementes, por exemplo”, conta Moraes.

Próximos passos

A primeira parte do trabalho consistiu em digitalizar o crânio em 3D, por meio do escaneamento de fotos registradas em vários ângulos. O próximo passo – e o mais complexo – será modelar sobre ele os músculos principais da face e complementar com o restante dos chamados tecidos moles (a exemplo de gorduras e glândulas) e projetar a espessura da pele. O resultado será revelado ao público às 19h, no próprio Museu de Arqueologia da Unicap, que fica na avenida Oliveira Lima, 824, na Boa Vista. “Dia 24 de abril será o grande dia”, brinca Roberta Richard.


Ney Lima Com informações da Folha PE