sábado, 23 de maio de 2015

Coluna do dia: Falando de política com Jose Sebastião.

Jose Sebastião
Olá amigos, aqui estou de novo para falar um pouco de política, no último artigo falamos sobre o atual momento da política brasileira e dos frequentes escândalos, hoje gostaria de falar das eleições de 2016 para prefeito e vereador, isso mesmo.

Como não falar de 2016 se os palanques já estão montados, o que pra mim é um absurdo e talvez por isso o País como um todo está passando enormes dificuldades. O que dizer diante do quadro atual, onde passamos por uma enxurrada de crises, financeira, hídrica, a indústria com uma onda enorme de demissões, dentre tantas outras enfim, passamos por um momento ruim, mas a maioria dos nossos políticos estão preocupados mesmo é com as conjunturas políticas para o pleito de 2016.

E quero aqui me reportar a nossa região onde parece que os ânimos ficam ainda mais acirrados como todos nós sabemos, e sabe o pior quem sai perdendo é o povo.

TORITAMA- Na capital do jeans a disputa é sempre quente e dessa vez não será diferente, muitos pré-candidatos já lançaram seus nomes e a briga promete, o atual prefeito vem fazendo um trabalho razoável e tem sido alvo de muitas criticas inclusive da sua vice-prefeita que rompeu com o mesmo recentemente, o que podemos esperar é uma disputa quente pela prefeitura.

TAQUARITINGA- Na dália da serra a situação não é diferente, pelo menos quatro nomes estão sendo vinculados e a administração tumultuada em alguns momentos do prefeito atual pode lhe custar caro nas urnas, é esperar pra ver.

BREJO DA MADRE DE DEUS- Brejo é um caso a parte é só lembrarmos que só nesse pleito a cidade teve um prefeito eleito que foi cassado, teve outro interino, um novo prefeito que foi eleito em uma eleição suplementar e em seguida perdeu o mandato para o primeiro novamente, o resultado está visível é só andar pela cidade e pelos distritos, o que dizer?

SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE- Essa respira política e apesar da boa avaliação do prefeito Edson a oposição sempre tem encontrado algo para botar fogo no candeeiro, Edson corre solto rumo a reeleição, mas a oposição não se entende e isso pode um erro grave para o próximo pleito, nomes não falta, mas nenhum até agora foi oficializado.

E JATAUBA? Bom, depois da última vitória conquistada na câmara de vereadores com a aprovação de suas contas referente ao ano de 2007 o prefeito Antônio de Roque está rindo atoa, ações tem sido desenvolvida em todo o município o que tem cacifado o gestor a buscar a reeleição em 2016,e como se não bastasse assim como em Santa Cruz a oposição jataubense está vacilando feio, pelos menos dois pré-candidatos lançaram seus nomes e até então o que se sabe é que ninguém quer abrir mão da parada. O fato é que a população de Jatauba mostrou na última eleição para prefeito que anseia por mudança, a pequena vantagem do atual prefeito nas urnas deixou um alerta importante que precisa ser levado em conta, tá na hora da oposição acordar e se unir em torno de um só projeto e botar o bloco na rua. Na minha humilde opinião depois das adesões que a oposição teve uma união Chico & Mamão daria uma dor de cabeça terrível no grupo de situação e praticamente garantiria o êxito nas urnas do grupo de oposição, mas acho difícil um dos dois querer ser vice nessa chapa.

Essa é a situação atual dessas cidades, nomes, nomes e nomes tem sido colocados na mesa de discussões, todos os dias temos uma novidade diferente, em contra partida está o povo que sofre muitas das vezes por falta de ações concretas porque de fato os nossos representantes andam muito ocupados.


Colunista Jose Sebastião




Venha você também para..

Nova proposta do Senado para criação de municípios é aprovada em Comissão



Nesta quarta-feira (20), a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou projeto de lei (PLS 353/2014 – Complementar) do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) que regula a criação, incorporação, fusão e o desmembramento de municípios. Esta é a terceira tentativa de regulamentação do assunto pelo Senado depois que duas propostas foram vetadas integralmente pela presidente da República, Dilma Rousseff, em 2013 e 2014. A proposta teve parecer favorável do relator, senador Valdir Raupp (PMDB-RO), e segue para votação no Plenário do Senado.

O PLS 353/2014 — Complementar resgata quase todo o conteúdo do PLS 104/2014, de autoria do ex-senador Mozarildo Cavalcanti e vetado por Dilma em agosto do ano passado. O projeto de Flexa reúne critérios de viabilidade; exigências de população mínima; e regras para a apresentação de proposta de fusão ou desmembramento de municípios às assembleias estaduais e de realização de plebiscito para consulta à população interessada.

O ponto de partida para a criação de novos municípios, de acordo com esse projeto, será a apresentação de requerimento à assembleia legislativa estadual, apoiado por 20% do eleitorado da área alvo de emancipação ou desmembramento ou 3% dos eleitores de cada um dos municípios com pretensões de fusão ou incorporação.

A criação de novos municípios também depende do alcance de um contingente populacional mínimo. Assim, depois de fundido ou dividido, sua população deverá ser igual ou superior a 6 mil habitantes nas Regiões Norte e Centro-Oeste; 12 mil na Região Nordeste; e 20 mil nas Regiões Sul e Sudeste. Sua área urbana também não poderá estar em reservas indígenas, área de preservação ambiental ou terreno pertencente à União.

Fundo de participação

Na avaliação do relator, o projeto de Flexa define condições mais propícias à fusão e incorporação de municípios. Isso deverá dar um suporte, conforme argumentou, às unidades com baixa viabilidade econômica, que, unidas a outras em situação semelhante, ganhariam em economia de escala na provisão de serviços públicos.

Raupp elogia ainda, em seu parecer, outro ponto do projeto que evita, temporariamente, perdas de receita decorrentes da aglutinação de municípios. O PLS 353/2014 — Complementar estabelece que, nos 12 anos seguintes à fusão ou incorporação, os novos municípios alvo da medida recebam o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) como se ainda estivessem separados.

A ressalva é importante porque, pelas regras do FPM, a aglutinação de dois municípios de cinco mil habitantes cada, por exemplo, faria com que o novo município de 10 mil habitantes recebesse menos do que a soma da receita dos dois separadamente.

“Preservar por 12 anos uma receita maior dá tempo suficiente para que as unidades fundidas possam ajustas suas administrações a ponto de, no futuro, terem uma participação menor no FPM”, ressalta Raupp no parecer.

Ao vetar os outros dois projetos do Senado sobre o assunto, a Presidência da República alegou, na ocasião, temer o crescimento exagerado no número de municípios brasileiros, o que geraria impacto financeiro para as novas unidades, as já existentes e também para os estados.

Agência Senado



O melhor lugar para sua casa.

Semana Mundial do Brincar: é possível, sim, aprender brincando!


No Recife as crianças e idosos promoverão o resgate das brincadeiras populares

Quando se trata de criança a imaginação e a diversão não têm limites, especialmente quando são oferecidas oportunidades para o seu desenvolvimento sadio, criando oportunidades para o essencial aprendizado na infância. Assim, despertar o interesse para o assunto é fundamental, em particular nos dias de hoje, quando as crianças têm cada vez menos locais apropriados e tempo para as atividades lúdicas.

A Legião da Boa Vontade (LBV), em apoio à iniciativa da Aliança Pela Infância, movimento mundial que atua facilitando a reflexão e a ação das pessoas que se preocupam com a primeira fase da vida, promove de 24 a 30 de maio em suas escolas e Centros Comunitários de Assistência Social em todo o Brasil a Semana Mundial do Brincar.

O objetivo é evidenciar a importância do lúdico, sensibilizando a consciência e o respeito sobre o tema compartilhado com crianças, jovens, adultos e idosos, a partir de brincadeiras, oficinas e atividades livres com brinquedos. Além disso, durante os sete dias, serão feitas rodas de conversas, palestras e mobilizações com as famílias para incentivar a reflexão sobre o brincar na infância.

Vale a pena ressaltar que, ao longo do ano, a LBV realiza atividades que visam o protagonismo infantojuvenil e destacam os valores espirituais, éticos e ecumênicos necessários para a formação do cidadão integrado ao bem tendo em vista que preservar a infância é zelar por um futuro digno e melhor para todos.

Anote o endereço:

Semana Mundial do Brincar

Dias: 26 a 29 de maio de 2015

Horário: 8h as 11h – 13h às 16h

Sede da Legião da Boa Vontade – LBV

Rua dos Coelhos, 219 – Bairro: Coelhos Recife/PE - Informação: (81) 3413.8600

Informações: www.lbv.org



Aqui seu corpo sempre está em forma.