sexta-feira, 10 de junho de 2016

Bolsa Família Municipal é oficialmente implantado em Santa Cruz do Capibaribe

Fotos: Thonny Hill

Na manhã desta sexta-feira (10) foi realizada a solenidade de entrega dos cartões do programa Bolsa Família Municipal.

O programa foi uma das promessas de campanha feitas pelo prefeito Edson Vieira (PSDB) ainda em 2012 e na solenidade, estiveram presentes, além do prefeito, secretários, vereadores, representantes do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Bolsa Família, além do deputado estadual Diogo Moraes (PSB) e beneficiárias.


De acordo com o prefeito, serão 100 famílias, sendo que cada uma delas receberá um auxílio de R$ 50,00, todo final de mês. Segundo Jaíra Victor, coordenadora do CRAS, os beneficiários do programa são famílias de baixa renda que tentaram conseguir o mesmo benefício na esfera federal, porém não conseguiram ser contempladas.


A coordenadora citou também que essas famílias podem continuar a tentar o Bolsa Família federal, mas ao conseguir, o Bolsa Família Municipal será redirecionado a outra família que esteja cadastrada. A secretária de Ação Social, Alessandra Vieira, falou sobre o que deve ser ofertado as famílias, além do benefício em dinheiro.

“Alguém pode falar que é pouco, mas é muito para quem não tem nada. Quero dizer a aquelas famílias que não entraram, podemos dizer que em janeiro iniciamos novamente. Aproveitem essa oportunidade e não fica só nisso. Vamos procurar cursos para vocês para que, cada vez mais, possam ter qualidade de vida” – disse.

Já o prefeito Edson Vieira falou sobre a importância da iniciativa, destacou ações realizadas pela atual gestão e também não economizou nas críticas a adversários políticos.


“Uma pessoa postou em rede social e dizia: ‘Oras, porque você está criando o Bolsa Família Municipal? Não pode criar isso porque é clientelismo’. Eu disse: ‘Vá perguntar ao povo, as famílias que, ao final do mês, vão ter um recurso para ajudar a comprar o pão, pagar energia ou comprar um remédio. Se você tem condições, então respeite! Se não quer, não crie empecilho para quem recebe.” e completou: “Não acredito que o povo vai querer ser retrógrado e voltar ao passado que não tem respeito e dignidade as famílias santa-cruzenses”.

Já uma das beneficiárias do programa falou sobre ter sido uma das contempladas ao benefício.


“Esse dinheiro vai ajudar e muito em minha casa. Faz sete anos que tento tirar o Bolsa Família e não consegui. Estou trabalhando, mas o que eu ganho não dá para manter todas as despesas e isso vai ajudar sim” – disse Patrícia Soares de Lima.

Ainda de acordo com representantes do CRAS, a ideia é que o programa possa contemplar até 200 famílias em 2017.

Blog do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário