segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Quinze dias após as eleições Jataúba ainda espera uma definição de quem conduzirá o município a partir de 2017



Passados 15 dias das eleições 2016 o clima de indefinição ainda toma conta da cidade de Jataúba Agreste Pernambucano, após ser reeleito prefeito para o seu quinto mandato Antônio de Roque (PMDB) teve o seu registro de candidatura indeferido pelo TER-PE onde está sob recurso, de acordo com matéria publicada no Jornal do Comércio na última semana Jataúba está entre quatro cidades Pernambucanas que correm o risco te se ter Eleições Suplementares uma vez que o vencedor obteve mais de 50% dos votos válidos.


Entre os situacionistas apesar de todo o desenrolar do processo há um clima de muita confiança de que tudo será esclarecido e de que a decisão será revertida em breve, aliados do prefeito eleito acreditam que a batalha nos tribunais será apenas mais um ingrediente para valorizar a vitória conquistada nas urnas e que a vontade popular expressada nas urnas será respeitada, até o momento Antônio de Roque não se pronunciou oficialmente sobre o caso que deverá ter uma definição nos próximos dias.


Já no campo oposicionista, Chico de Irineu (PTN) ainda não se pronunciou após o pleito e até o momento não se sabe de fato qual será o futuro político do mesmo após o término do seu mandato como vereador em 31 de dezembro, Chico que teve como companheiro de chapa o petista Furibinha, foi o único dos três candidatos que foram para a disputa a ter o seu registro de candidatura deferido sem nenhum problema uma vez que Antônio de Roque e Mamão concorreram através de recurso.


Por outro lado Mamão (PTB) se mostra confiante de que Jataúba terá eleições suplementares, aliados de Mamão esbanjam confiança nos bastidores, pois acredita que em uma nova eleição sem Antônio de Roque na cabeça da chapa do grupo de situação, o petebista teria grandes chances de sair vencedor, para os oposicionistas o grupo de situação hoje não teria nenhum nome forte para enfrentar Mamão e isso lhes daria uma grande chance de vencer uma vez que a diferença foi de apenas 495 em dois de outubro e 134 votos se juntarem os votos de Mamão e Chico de Irineu.


Nos próximos dias essa situação deverá ser definida e assim a população Jataubense saberá de fato quem conduzirá os destinos do município a partir de 01 de janeiro de 2017, enquanto isso algumas perguntas ficam no ar, e as respostas só o tempo irá responder. Terá ou não eleições suplementares em Jataúba? Qual será o posicionamento de Chico de Irineu daqui pra frente? Será que 100% dos votos de Chico de Irineu seriam mesmo da oposição ou de Mamão? Teria Antônio de Roque um nome a altura pra concorrer em caso de novas eleições?


J. Silva / Agreste No Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário