terça-feira, 8 de abril de 2014

Democratas entra em obstrução até instalação de CPI da Petrobras; ‘Governo quer desviar foco’, acusa líder


O líder do Democratas, Mendonça Filho (PE), anunciou que o partido vai entrar em obstrução no plenário a partir desta segunda-feira (7/4), quando uma sessão extraordinária pretende destravar a pauta da Câmara.

A estratégia é em resposta à intenção do governo de barrar a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar irregularidades na Petrobras. O DEM também articula com outras legendas de oposição a elaboração de um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal que garanta o direito da Minoria de instalar a CPI, uma vez que foi coletado o número suficiente de assinaturas.

“O governo quer desviar o foco e tenta de qualquer forma abafar uma crise que só faz aumentar a cada dia. As denúncias não param e a nova estratégia agora é tumultuar o processo sugerindo a inclusão de temas que não têm qualquer correlação com a Petrobras na CPI”, acusou Mendonça.

Ele também falou sobre a agenda do plenário para esta semana, que prevê a discussão de medidas provisórias e projetos de lei que estão travando a pauta. Em especial, ele comentou a MP 630/13, que pretende ampliar uma brecha na Lei das Licitações.

“Querem aumentar a possibilidade de irregularidades afrouxando uma legislação que prevê um controle maior dos gastos do governo. Não podemos permitir de forma alguma. Seria a revogação literal da Lei de Licitações”, declarou.

Informações da Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário