quarta-feira, 1 de julho de 2015

Com primeiro tempo arrasador, Sport vence Inter por 3×0


André (2) e Marlone balançaram as redes para o Leão (Foto: Flávio Japa)

Gustavo Lucchesi/FolhaPE

Uma noite inesquecível na Ilha do Retiro. Se o Sport vive o auge da relação com a sua torcida, nesta quarta (1º) foi o casamento e noite de núpcias. Com um primeiro tempo avassalador, o Leão goleou o Internacional por 3×0 e se garantiu mais uma rodada na liderança isolada do Brasileirão da Série A, com 22 pontos ganhos. Com a presença de um excelente público, os rubro-negros viveram uma noite inesquecível, com dois gols de André e um de Marlone. Os pernambucanos voltam a campo neste domingo (5), às 11h, contra o Avaí, na Ressacada.

Quanto ao jogo, foi um primeiro tempo dos sonhos para o torcedor rubro-negro. Um time jogando em velocidade máxima, envolvente e um matador frio na hora de finalizar. Esse foi o Sport durante os 45 minutos iniciais. Sem Diego Souza, o time ganhou em agilidade com a entrada de Régis, que se movimenta mais, com ele se entendendo muito bem com Maikon Leite e Marlone no setor de armação. O resultado foi um Internacional sem saber o que fazer.

Como uma bela arapuca armada pelo treinador Eduardo Baptista, o time dava campo para os visitantes e se armava para sair no contra-ataque. E assim nasceu o primeiro gol, aos nove minutos. Em erro de passe no meio de campo, André recuperou a bola e arrancou, tocando para Régis. O meia invadiu a área e foi derrubado. Na cobrança, uma situação chata: André pegou a bola para bater, mas o próprio Régis a tomou e disse que faria a cobrança. Observando o que se passava, Eduardo Baptista deu a ordem para que André efetuasse o chute, com ele fazendo-o com precisão e abrindo o placar: 1×0.

O tento não fez o Leão recuar. Pelo contrário, o ritmo veloz só parecia aumentar. Em diversas chances criadas, Maikon Leite se destacou, sendo a válvula de escape para as saídas rápidas. Aos 29, mais um tiro certeiro dos mandantes. Em sobra após cruzamento, Marlone emendou rasteiro e acertou o cantinho de Muriel, fazendo 2×0. Com uma “fome de leão”, Régis enfiou linda bola para André, que apenas tirou Muriel na saída e transformou em goleada.

Na segunda etapa, naturalmente o Sport tirou o pé do acelerador. Aos sete minutos, o maior susto. Em bola levantada, Rodrigo Mancha desviou e jogo contra o próprio patrimônio. Danilo Fernandes salvou o lance. Levando o jogo em banho maria, os mandantes garantiram os três pontos e o time deixou o campo bastante aplaudido pelos seus torcedores. É uma lua de mel em vermelho e preto na Praça da Bandeira.

FASE BOA – Como provas do excelente momento que vive o Sport, duas situações chamaram a atenção na Ilha do Retiro. Primeiro foi a torcida gritando o nome do lateral-esquerdo Danilo, um dos mais criticados pelos rubro-negros e que acionado no segundo tempo. Depois, a presença de Diego Souza e Wendel, que mesmo suspensos, foram torcedores pelos companheiros.

Ficha do jogo

SPORT 3

Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha, Marlone (Danilo), Régis (Samuel) e Maikon Leite (Neto Moura); André

Técnico: Eduardo Baptista

INTERNACIONAL 0

Muriel; Léo, Nilton, Alan Costa e Geferson; Nico Freitas, Wellington (Rodrigo Dourado), Valdívia (Vitinho) e Jorge Henrique; Nilmar (Alisson Farias) e Rafael Moura

Técnico: Diego Aguirre

Local: Estádio da Ilha do Retiro (Recife). Árbitro: Péricles Bassols Cortez (RJ). Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa e Luiz Cláudio Regazone (ambos do RJ). Gols: André (aos nove e aos 35 do 1ºT) e Marlone (aos 29 do 1ºT). Cartões amarelos: André ee Régis (Sport). Géferson (Internaconal). Cartão vermelho: Léo (Internacional).
Público: 23.343 torcedores
Renda: R$ 485.810,00

Fonte Blog de Primeira 



Preço e qualidade é aqui..

Nenhum comentário:

Postar um comentário