quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Estado atinge maior índice de homicídios na década, afirma criador do pacto pela vida


O crescimento da violência atingiu nível recorde em Pernambuco. De acordo com o pesquisador e professor de sociologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) José Luiz Ratton, que foi o idealizador do programa de segurança Pacto pela Vida, atualmente a taxa de homicídios é de 47 para cada 100 mil habitantes. O índice é o maior desta década.

No ano passado, segundo dados preliminares da Secretaria de Defesa Social, foram registrados mais de 4.400 assassinatos no Estado. Apesar de o número consolidado ter que ser divulgado até o 15 de janeiro, isso ainda não aconteceu.

Segundo Ratton, entre os anos de 2013 e 2016 houve um aumento de 38,7% na taxa de homicídios em Pernambuco. É o pior resultado da história do programa de segurança, criado em 2007, no início da primeira gestão do governo Eduardo Campos.

Em 2013, a taxa de homicídios era de 34 para cada 100 mil habitantes. Agora, está em 47. Em postagem publicada nas redes sociais, Ratton ainda pontuou outro dado alarmante: a cada 134 mortes violentas no mundo, uma é registrada em Pernambuco.

Para o pesquisador e criador do Pacto pela Vida, o programa “morreu”.


Apoia este trabalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário