quinta-feira, 24 de abril de 2014

Pedro Corrêa poderá trabalhar como médico



O ex-deputado cumpre pena em regime semiaberto (Foto: Arquivo)

Assim como outros condenados no processo do mensalão, o ex-deputado federal Pedro Corrêa vai poder trabalhar externamente, segundo decisão do juiz titular da 1ª Vara de Execuções Penais, Luiz Rocha. A determinação foi anunciada na tarde desta quarta-feira (23), no Fórum Rodolfo Aureliano. Desta forma, Corrêa vai poder atuar como médico radiologista durante cumprimento de pena, no Centro de Ressocialização do Agreste, em Canhotinho.

O ex-deputado vai trabalhar em uma clínica em Garanhuns, também no Agreste, segundo decisão judicial. A autorização permite expediente de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30. Já aos sábados, das 8h ao meio-dia.

Ainda segundo determinação do juiz, Pedro Corrêa terá que usar a tornozeleira ao sair do presídio. O ex-deputado alegou que o uso do instrumento traria certo constrangimento, mas o pedido não foi acatado pelo magistrado. Ele também não acatou a solicitação feita pelo ex-parlamentar que desejava estudar.

Corrêa está preso desde o início do ano. O ex-parlamentar cumprirá 7 anos e dois meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro impostos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por condenação no julgamento do mensalão (Ação Penal 470).

Com informações de Amanda Seabra, da Folha de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário