terça-feira, 4 de abril de 2017

Resumo da Câmara de Vereadores de Jataúba


Vereadores voltaram aos trabalhos na câmara de vereadores de Jataúba, a sessão contou com a presença dos 11 Vereadores que retornaram à casa Inácio Viterbo de Araújo para dar inicio aos seus trabalhos parlamentares, após o recesso.


A Sessão teve poucas pessoas na galeria, os vereadores debateram varias questões do nosso cotidiano municipal. Entre eles foi cobrado qualidade na merenda escolar, banheiros de escola interditados, iluminação publica e a falta d’água em nosso município, segundo alguns vereadores da oposição o prefeito não tem interesse de buscar uma barragem para nosso município, pois o mesmo só tem a zelar pelos carros pipas.


O vereador Maviáel foi o primeiro a usar a tribuna, e cobrou a reforma do banheiro da Escola Antônio Vieira, que está interditado a vários dias, e que os alunos estão fazendo suas necessidades em outro ambiente, que é no banheiro da quadra, ficando um pouco distante das salas de aulas. 

Outro assunto abordado pelo o vereador foi, a falta de interesse do gestor do município pela população, com relação à construção de uma barragem, e criticou o mesmo por está apadrinhando a obra da transposição ao presidente Temer, o vereador ainda disse que, em Jataúba a única pessoa que se interessou por trazer água às torneiras da cidade foi o líder politico Mamão, que na época foi encabeçado pela então candidata a deputada federal Ana Arraes. 


O segundo a usar a tribuna foi o vereador Veinho de João Preto, o vereador falou da mudança da feira de bode que hoje está sendo realizada no Parque Kibebi, e que esta ida da feira para outro local, trouxe mais segurança para os respectivos negociantes de animais. Outro assunto que o vereador abordou foi o assassinato de um primo, ocorrido na ultima sexta-feira. 


Em seguida o vereador Galego, falou sobre o problema da seca, e disse que este problema não é só em Jataúba não, isso está ocorrendo em toda região, e que não aplaudia nem Lula nem Dilma e muito menos Michael Temer, pois os mesmo não mereciam seus aplausos, pois esta transposição já era para ter sido concluída a mais de dois anos. 

E falou sobre a reforma da escola acima citada, com relação as cobranças feitas pelo o vereador Maviael, e deixou claro que só estavam dependendo de uma licitação para dar inicio as obras.  


Logo após o vereador Zuza foi à tribuna, e criticou um programa da rádio local, segundo Zuza, foi dito no programa que foi gasto muito dinheiro na vinda de Lula e Dilma a cidade de Monteiro e não falaram quanto foi gasto na visita de Temer que foi com o dinheiro público. 

E terminando a sua fala o vereador Zuza pediu que nas próximas eleições a população Jataubense tivesse cuidado quando fosse votar, e que não votasse nos candidatos que estão envolvidos na Lava Jato, e citou o deputado da situação Bruno Araújo. 

O vereador também fez forte acusações na gestão publica, segundo o vereador a demanda de emprego na Vila do Jacu é fora do comum, segundo o vereador o Mais Educação é mais voto, só na limpeza tem quinze pessoas, merendeira são sete, para completar a lista de emprego que ultrapassa os cinquenta na Vila, só para varrer as ruas o Jacu hoje tem 18 varredores onde segundo o vereador uma pessoa só varre. 


O vereador Luzimário usou a tribuna para agradecer ao Secretário de Agricultura do Estado de Pernambuco, onde o mesmo solicitou o concerto do dessalinizador da Vila da Passagem do Tó e foi atendido, e pediu que fosse colocado um responsável no local para cuidar da distribuição de água para a população daquela localidade. 

O vereador também teceu duras criticas a merenda escolar, Luzimário relatou que os alunos tinha dia que só tinha uma rodela de abacaxi para comer, quando não era uma maçã dividida para dois, e que agora junto aos demais vereadores de sua bancada ia passar a fiscalizar mais ainda as escolas do município. 


Para finalizar o vereador Firoca fez o uso da tribuna e retrucou algumas pessoas que andaram falando que os vereadores não faziam nada, o vereador deixou bem claro que recesso é um direito de todo parlamentar e que o mesmo não sabia o que era recesso, pois este tempo que a câmara parou para o tão falado recesso, ele estava trabalhando para o povo. 

O parlamentar falou sobre a violência que assola nossa região, e que está espantado com a mesma, pois, entre assaltos e homicídios os dados são alarmantes em Jataúba. 

O vereador falou sobre uma creche que está para ser construída no antigo matadouro, para o vereador aquele local seria melhor aproveitado se fosse construído um polo de confecções, já que Jataúba tem um dos maiores eixos rodoviários de compradores que passam todas as semanas, para fazerem suas compras nas cidades vizinhas.

O vereador respondeu ao vereador Veinho, que antes ao usar a tribuna falou que ele era quem tinha pedido a tal creche e que o vereador Firoca era contra a mesma, Firoca disse em resposta que não é contra a creche, e sim ao local, e ainda perguntou ao vereador a quem tanto ele andava pedindo as coisas, e deixou a seguinte pergunta no ar: Você andou pedindo tanto a quem vereador?

Os demais vereadores não falaram nada, entraram mudos e saíram calados como sempre.


Collar Blog Jataúba News

Nenhum comentário:

Postar um comentário