quinta-feira, 11 de abril de 2013

Romário poderá ser candidato ao Senado e 'alavancar' Eduardo Campos no Rio de Janeiro



Se depender dos rumores as eleições de 2014 no Rio de Janeiro serão as eleições das celebridades, se já temos rumor de Bernardinho candidato a governador pelo PSDB, Belo candidato a deputado federal pelo PP, agora é a vez de Romário candidato ao Senado pelo PSB. O boato bem do blog pró-PMDB/RJ Feijoada Política.

Romário serviria de base para o palanque do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, do mesmo partido do ex-jogador de futebol e atual deputado federal, Campos é pré-candidato a presidente e falta um nome de visibilidade no estado para seu partido.

Apesar dos pesares Romário foi uma excelente surpresa como deputado federal, além de um trabalho defendendo o esporte na Câmara, ele também tem sido vocalizador da defesa dos familiares e portadores de deficiências mentais. Ao contrário de seus pares, muitos profissionais da política, Romário não tem decepcionado. Ter ele como Senador não seria demérito, afinal, os outros dois, um é cantor gospel e um militante que já foi cara pintada e hoje abraça o Collor.

Romário é o primeiro nome que escuto de pré-candidato a Senador. A vaga que será disputada em 2014 é de Francisco Dornelles (PP), que já está com seus 88 anos. Não sei se Dornelles tentará a reeleição, a idade é um peso considerável, mas ele terá como uma fonte de energia ajudar seu primo Aécio Neves (PSDB) e provável candidato a presidente pelos tucanos.

Escola Dr. Adilson lança campanha contra o Bullying





Foi lançado na Escola Dr. Adilson Bezerra de Souza a campanha “Bullying não é Brincadeira”. Houveram apresentações de grupos de dança do programa “Mais Educação” de alunos e em seguida palestras foram proferidas.

Bullying é um termo usado para designar atitudes de violência física ou psicológica, intencionais e repetitivas, que ocorrem sem motivação evidente, praticadas por um individuo ou grupos de indivíduos, contra uma ou mais pessoas, com o objetivo de intimidá-la ou agredi-la, causando dor e angustia à vitima, em uma relação de desiquilíbrio de poder entre as partes envolvidas.

Na ocasião a diretora Jéssyca Cavalcanti convocou os pais, alunos e a comunidade em geral que compareceram em bom numero, para serem parceiros na campanha. “Vamos formar uma comissão composta por cinco pais voluntários para fazermos uma mobilização nos bairros, pois essa escola recebe alunos de cinco bairros, precisamos da ajuda dos pais para combater os casos não só de Bullying na escola, mas também os casos de abusos sexuais” comentou Jéssyca.

O presidente da Câmara de vereadores Junior Gomes também participou do evento (PSB), e fez uma explanação sobre o assunto. Junior é autor da Lei nº 2.107/2013 que institui o Programa de combate ao Bullying de ação interdisciplinar de participação comunitária, na rede pública de ensino de Santa Cruz do Capibaribe.

Em sua fala Junior Gomes se colocou a Câmara a disposição da escola para combater o Bullying. “Em nome dos vereadores coloco a Câmara e também me coloco a disposição da escola para combater esse mal que está inserido não só nas escolas, mas em toda sociedade. É hora de nos juntarmos para que tenhamos paz em Santa Cruz” frisou o vereador.

Desembargador pediu de vista, e decisão deve sair semana que vemA






A Sessão Ordinária nº 30 do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco TRE/PE desta quinta-feira (11), não concluiu o julgamento do Recurso Eleitoral interposto por José Edson de Sousa e Clarice Corrêa de Oliveira Teixeira.

O julgamento começou por volta das 17h40min, estava empatado em 2 x 2, quando o quinto desembargador, Agenor Ferreira Lima Filho, pediu vista, isso significa que o desembargador não estava muito convencido, e agora terá um prazo de quatro dias para formar sua opinião, segundo informações do advogado Dr. Manoel Veloso.

Os desembargadores Jandui Filizola e Luciano Campos votaram pelo não provimento do recurso e Frederico Carvalho e Gustavo Paes votaram pelo provimento do recurso.

A decisão deve sair provavelmente na próxima seção na terça-feira (16).


Do Estação Notícias


Mulher presa diz que comprou recém-nascido da mãe biológica



Suspeita de levar criança foi detida, em Alagoas, nesta quinta-feira (11).
Ela relatou que sofreu um aborto espontâneo e queria um filho.
A mulher suspeita de desaparecer com um recém-nascido de um hotel de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, afirmou que comprou a criança da mãe biológica. Em depoimento à polícia, a suspeita, presa nesta quinta-feira (11), na cidade de União dos Palmares, emAlagoas, também contou que sofreu um aborto espontâneo recentemente e queria um filho. “Ela disse que chegou até a mãe, que queria vender o bebê por um preço entre R$ 2 mil e R$ 4 mil”, informou o delegado do caso, Marcos Omena.
Ainda segundo o delegado, após receber a criança, a suspeita ficou de voltar no dia posterior para efetuar o pagamento. “Como ela não voltou, a mãe biológica decidiu procurar a polícia”, destacou Omena. Ao prestar queixa, a mãe do recém-nascido relatou apenas que teria marcado um encontro com a mulher e outras duas pessoas no hotel para conversar sobre a possível inclusão dela no programa Bolsa Família. Ao chegar no local teria tomado um remédio, dormido e, quando acordou, a mulher teria desaparecido, levando a criança.


“Agora vamos confrontar a duas para saber o que realmente aconteceu. Mas a mãe biológica tem um histórico ruim no Conselho Tutelar. Estamos investigando se ela vendeu outros filhos. Neste primeiro momento, ela não será detida. Mas vamos estudar o caso e, provavelmente, a indiciaremos”, detalhou o delegado. A mulher que levou o bebê está detida em Garanhuns.


De acordo com Marcos Omena, o menino passou por exames médicos e passa bem. Ele será entregue ao Conselho Tutelar do município na tarde desta quinta (11).

Banda Cheiro de Menina inova e compra o ônibus mais moderno do Brasil


 O cantor tem que mostrar o tamanho de seu sucesso pelo que possui, é uma forma de valorizar o patrimônio e a carreira profissional, dessa vez a banda Cheiro de Menina do cantor Vicente Nery que marcou história com o hoteis e pousadas famoso ônibus amarelo, vem inovando na compra do mais moderno veículo de transporte coletivo do Brasil. O design do novo veículo e a foto circula nas redes sociais e deve mexer com toda nação forrozeira, nesse quesito o cantor é vaidoso e sabe chamar a atenção, como ele diz: Pode copiar ! Pode copiar !

Ministro do PSB não quer Eduardo candidato em 2014



O ministro Fernando Bezerra Coelho (Integração Nacional) disse, nesta quinta-feira (11), preferir que o governador Eduardo Campos (PSB), possível candidato à Presidência da República, não se candidate à sucessão da presidente Dilma Rousseff (PT). Pelo menos não em 2014.

Durante evento de inauguração de um parque de energia eólica no Sertão da Bahia, Bezerra Coelho, que é correligionário do governador pernambucano, afirmou que o PSB está “trabalhando para aprofundar o debate no sentido de que a gente preserve esta aliança [PT e PSB], que foi e tem sido tão boa para o Brasil, para o Nordeste e para Pernambuco, em particular”.

Questionado diretamente se preferia a preservação da unidade ao lançamento da candidatura de Eduardo Campos, ele foi enfático: “Sim, claro. O momento é de dar sequência a esta aliança”.

Bezerra Coelho já atuou como secretário de Estado durante a primeira gestão do governador e se tornou ministro dentro da cota de Eduardo. Antes, porém, foi preterido para o Senado. Eduardo apoiou Humberto Costa (PT) e Armando Monteiro Neto (PTB). Para prefeito, lançou e venceu com Geraldo Júlio (PSB).

Ao se tornar ministro no governo do PT, Bezerra Coelho se transformou no gestor de grandes obras, como Transnordestina e transposição do Rio São Francisco. A presidente Dilma, segundo contam nos bastidores, faz questão de prestigiá-lo com o intuito de constranger Eduardo, o aliado que pode se tornar adversário. Seria uma estratégia política gestada pelo ex-presidente Lula.

Há duas semanas cogitou-se, inclusive, que Bezerra Coelho deixaria o PSB e iria para o PT para ser candidato a governador de Pernambuco. Ele negou a possibilidade. Agora, porém, deixou claro que não vê a candidatura de Eduardo como uma prioridade.

Proibida de se despedir. a presentadora da globo sai do ar chorando


Foram dramáticos os últimos minutos da jornalista Carla Vilhena como apresentadora do Bom Dia São Paulo e do bloco paulista do Bom Dia Brasil, na última sexta-feira.
Carla soube pela imprensa, na véspera, que deixaria o telejornal, que apresentava desde meados de 2010.
Na sexta, ela escreveu uma nota de despedida do público, mas foi proibida pela direção de jornalismo da Globo, enquanto apresentava o Bom Dia São Paulo, de ler o texto.
carla vilhena apresentadora globo
Abalada, Carla não conseguiu terminar sua participação no Bom Dia Brasil. Na bancada, mas fora do ar, chorava tanto que teve de ser substituída, às pressas, por uma moça do tempo. Foi embora sem levar suas roupas e pertences, amparada por funcionários da Globo.
Desde ontem, o telejornal está sendo apresentado pela repórter Monalisa Perrone.
O jornalista Marco Aurelio Mello, ex-colega de trabalho de Carla Vilhena e fundador do blog DoLadoDeLa, publicou texto em que se solidariza com a apresentadora. Leia abaixo.

MINHA SOLIDARIEDADE À CARLA VILHENA
Por Marco Aurelio Mello

A nova direção de jornalismo da TV Globo parece que não gosta muito de investir nas relações humanas. Nem mesmo o departamento de RH, que deveria gerenciar “as emoções” consegue saber com antecedência o que está acontecendo, para tomar medidas paliativas necessárias numa grande corporação.
O choro copioso da querida Carla Vilhena, apresentadora do Bom Dia São Paulo e do bloco local do Bom Dia Brasil, impedida de se despedir de seus telespectadores na última sexta-feira, dá bem a dimensão da falta de tato dos gestores.
Depois de saber pela imprensa que seria substituída na bancada pelo correspondente em Nova Iorque, Rodrigo Bocardi, Carla, com a delicadeza que lhe é peculiar, escreveu uma mensagem de despedida, mas a direção proibiu-a de lê-la.
Abalada, Carla não conseguiu terminar sua participação e foi substituída pela uma moça do tempo. Saiu do ar amparada por funcionários da Globo.
Trazer Rodrigo de volta para o Brasil com assento em uma bancada é um movimento importante. O repórter, que teve carreira meteórica na emissora durante o mensalão, faz com desenvoltura o jogo da casa. Quem não se lembra da moedinha na pista do aeroporto de Congonhas, para incriminar Lula pelo acidente da TAM, em julho de 2007?
Rodrigo é um bom sujeito. Trabalhamos juntos no Jornal da Globo, com Ana Paula Padrão. Ele tinha vindo da Band, onde começou como coordenador de telejornal, uma função burocrática. Teve a felicidade de fazer jornalismo na Faculdade do Morumbi, onde a elite paulistana se encontra. Fez amizade com os Saad, circula em altas rodas e conhece detalhadamente a cartilha neolibelês.
Sonhava em ser editor de economia e pediu para que eu o apadrinhasse nesse sentido. Como acumulava – para que testassem minha capacidade – as funções de editor de política e economia do telejornal, cujo noticiário era majoritariamente composto por esses dois temas, concorde,i e indiquei seu nome ao então editor-chefe, Luiz Claudio Latgé.
Competente, logo Rodrigo caiu nas graças de toda a equipe, mas alimentava em silêncio o sonho de ser repórter, o que no caso dele não era difícil, porque tem boa estampa, boa voz e é muito bem relacionado. Será muito bem teleguiado na nova função.
Depois de dois anos na bancada, Carla volta à reportagem. Passa a engrossar o coro do Fantástico. Como apresentadora, a bela morena de olhos azuis encantou o país no Jornal da Band, no fim dos anos 90. Beleza, postura e voz eram tão marcantes, que foi convidada pela Globo para ser apresentadora do Novo SPTV, em 1998.
Como na emissora a fila é grande, Carla ficou para lá e para cá, até que conseguisse sua própria bancada num jornal de rede. Apresentou os SPTV, os Bom Dias, o Jornal Hoje, o Fantástico e até o Jornal Nacional, nas folgas dos apresentadores titulares. É o tipo de profissional de quem não se ouve críticas, só elogios.
Torço para que ela supere a dor de ser cortada sumariamente, como já aconteceu com tantos outros. Carla, o mundo não só aí. Um beijo no seu coração.

Decisão do TSE muda quociente eleitoral do Estado


Caso a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de diminuir a representação pernambucana em uma cadeira na Câmara Federal e de extinguir outras duas na Assembleia Legislativa, seja mantida até a eleição do próximo ano, veremos uma mudança significativa no quociente eleitoral do Estado. Levando em consideração os números do último pleito de 2010, podemos ter um acréscimo de pouco mais de sete mil votos para garantir a eleição de um deputado federal e de mais de três mil sufrágios para estadual.

Em 2010, os 4.511.025 votos válidos do pleito impuseram as marcas de 180.441 sufrágios como o quociente para a disputa proporcional federal e 92.768 para a briga estadual. Com a alteração, levando, claro, em consideração a mesma proporção de abstenção e de votos brancos e nulos, esses números saltariam para 187.959 e 95.979, respectivamente.

A mudança no quociente eleitoral deverá mudar a estratégia que alguns partidos já começaram a traçar de olho na eleição do próximo ano. As chamadas chapinhas seriam as principais atingidas, uma vez que trabalham com o mínimo necessário para eleger seus integrantes nos parlamentos federais e estaduais.

Eduardo voltará a atacar fragilidades de Dilma


(AG) – O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), visto como um obstáculo pelos setores do governo e do PT à reeleição da presidente Dilma Rousseff, terá, a partir de quinta-feira e nos dias 13,16 e 18, sua imagem e fala bombardeadas em horário nobre nas TVs e rádios de lares do Brasil inteiro como alternativa real ao Planalto em 2014. Serão 10 inserções de 30 segundos diárias, no horário reservado ao PSB, onde o aliado repisa o slogan “é possível fazer mais”, e mostra, de forma contundente, fragilidades do governo Dilma nas áreas estratégicas como educação, segurança e infraestrutura.

Eduardo Campos bota o dedo em feridas. Desmonta o mito da presidente boa gestora, que depende do ex-presidente Lula para decidir os rumos do governo e, principalmente, sua falta de capacidade de dialogar com os aliados. Além dessas inserções, que somarão cinco minutos de aparição diárias, ele deverá ser a estrela do programa semestral do PSB, de 10 minutos, que será veiculado no dia 25 de abril.

Ele deixou para o último programa as críticas mais pesadas à condução econômica do governo Dilma. Dá o troco, por exemplo, na questão da disputa pela federalização do Porto de Suape, através da medida provisória (MP) 595, que ele diz estar sendo imposta aos governadores sem negociação e diálogo.

“Quem governa precisa saber decidir, mas não pode ser o dono da verdade. Como aliado do governo, temos o dever de propor, participar, apoiar, criticar até quando necessário, mas sempre com um objetivo: de fazer o país avançar. A hora é de resgatar a confiança na nossa economia e ter foco no consumo, mas principalmente na produção. A hora é de fazer o Brasil crescer e ganhar 2013”, dirá Eduardo Campos, que trava duro embate com o governo contra a MP do marco regulatório dos Portos.

Em outra inserção, o governador de Pernambuco é apresentado como o de melhor avaliação no país – 93% de aprovação entre os pernambucanos. O locutor, com imagens sobre o tema, aborda problemas de infraestrutura do governo Dilma. Diz que o Brasil é um dos maiores produtores de alimentos do mundo, mas falta infraestrutura para estocar e transportar a produção. E critica o uso de termelétricas para fugir dos apagões e resolver um problema de falta de investimentos em geração de energia. “Temos a matriz energética mais limpa do planeta, mas gastamos R$ 400 milhões por mês para manter termoelétricas poluidoras”, diz.

É a deixa para Eduardo Campos aparecer mostrando que, como aliado, ajudou muito o governo em suas conquistas, mas que é preciso fazer mais. “Temos um país que nos estimula, pelas conquistas e vitórias que ajudamos a construir. Mas dentro dele tem um país que nos pede para fazer muito mais.”

Em todas as falas Eduardo Campos diz que o PSB está mostrando que dá para usar melhor o dinheiro público, que é possível fazer mais, planejando com a participação do povo, usando modernas ferramentas de gestão, dando um passo adiante. “O partido socialista brasileiro tem o governador mais bem avaliado do Brasil: 93% dos pernambucanos aprovam o seu governo, porque tem participação popular, planejamento, metas, controle de gestão e, principalmente, resultado. Isto é Eduardo Campos, governador de Pernambuco. Isto é PSB”, diz o locutor dos programas.

Os filmetes foram apresentado pelo secretário geral do PSB, Carlos Siqueira, que disse ser “inconcebível” e “inaceitável” a suposta espionagem da Abin em reuniões do governador Eduardo Campos com sindicalistas do Porto de Suape.
“Essa coisa de espionagem cheira muito mal”, disse Siqueira, declarando, entretanto, que o PSB e Eduardo Campos estão preparados para eventuais ataques caso se confirme sua candidatura a presidente em 2014.

“Ninguém pode entrar num projeto desses sem se preparar. Tem que saber que você pode receber crítica, elogios. É um embate. Num embate muitas coisas podem acontecer e devemos estar preparados para responder á altura. E repudiar totalmente essa coisa de espionagem, de utilização da máquina do estado contra possíveis adversários. Porque isso é absolutamente inaceitável”, disse Carlos Siqueira.

TRE decide novas datas de eleições em cidades de PE


Nesta quinta-feira (11), a Corte do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TE-PE) define a data das eleições suplementares nos municípios de Primavera e Santa Maria da Boa Vista. As petições nº 151-32 e 152-17, respectivamente, serão julgadas na sessão que tem início às 17h, no Pleno do TRE-PE.
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já decidiu pela realização de novas eleições nos municípios pernambucanos de Santa Maria da Boa Vista e Primavera. Cabe ao TRE-PE a definição da data do pleito, bem como do novo calendário eleitoral.